Como fazer um esboço de pregação do início ao fim (Passo-a-Passo)

esboço de pregaçãoComo fazer um esboço de pregação? Acredito que essa é uma dúvida comum para todos que almejam o ministério da pregação, nesse estudo que hoje quero falar sobre dicas simples e totalmente práticas que vão te ajudar a elaborar o esboço de um sermão do início ao fim.

Muitas pessoas confundem, achando que o esboço é a “mensagem escrita”, aqueles que assim pensam estão muito enganados. O esboço na verdade, é algo que vai te facilitar no momento da pregação para lembrar aquilo que estudou.

Costumo dizer que, no esboço “quanto menos é mais”, isto é, não é necessário colocar todas as informações e palavras, as vezes apenas uma frase pode te ajudar de lembrar de um tópico inteiro.

Porém, para que isso ocorra é necessário seguir passo-a-passo o que vamos ensinar nesse artigo de hoje. Vamos mostrar que um esboço é realmente muito útil, e se sentimos a necessidade dele, devemos usar sem nenhuma vergonha.

Vale ressaltar também quem, se você está realmente comprometido em desenvolver um sermão do início ao fim, eu ensino tudo isso de forma mais detalhada em um e-book ao qual escrevi, falando sobre como fazer uma pregação por completo, passo-a-passo, você pode baixa-lo gratuitamente clicando aqui.

Veja abaixo, um índice do que vamos abordar:

  • Para que um esboço? (A importância do esboço da pregação)
  • Primeiro passo: Estudo bíblico e anotações.
  • Segundo passo: A organização do sermão.
  • Terceiro passo: Escrever de forma resumida e verificar o que pode ser simplificado.
  • Quarto passo: Faça testes com você mesmo e sua memória.
  • Exemplo prático de esboço (Como é um esboço?).
  • Até quando preciso de um esboço? 

Se mesmo ao final de tudo isso você ainda estiver com duvidas, fique a vontade em perguntar, estamos aqui para tirar todas suas dúvidas e realmente facilitar seu aprendizado.

 

Para que um esboço? (A importância do esboço da pregação)

Muitas pessoas perguntam-se “para que um esboço?”, vou explicar da forma mais simples e fácil possível, o esboço te ajuda a não esquecer do sermão.

Existem pessoas ao qual acreditam que “a mensagem deve sair na hora” e não devemos ter nada preparado. Contudo, isso pode ser um problema, pois na hora você devido ao nervosismo pode “esquecer-se” de algo, e acabar não ministrando com clareza e verdade.

O esboço ele vai “guiar seu pensamento” durante suas ministrações, além de te trazer mais confiança no que vai estar pregando, pois sabe que a qualquer momento pode dar uma olhada no esboço e lembrar do que estudou.

Agora, existem pessoas ao qual preferem sem esboço, e elas conseguem mesmo sem ele, fazer pregações totalmente bíblicas e claras, a essas, realmente é algo extraordinário. Se você é uma dessas, e não se vê na necessidade de um esboço, tudo bem, de forma alguma você está errado(a), pois isso funcionou para você e é o que importa.

Porém, para aqueles que estão começando a pregar agora, eu particularmente recomendo um esboço, principalmente se for sua primeira pregação, pois provavelmente você pode estar um pouco nervoso e ansioso no momento do sermão, e o esboço vai te auxiliar nisso.

Eu mesmo comecei com esboços, lembro que na minha primeira mensagem fiz esboço e tenho até guardado eles comigo, isso foi algo que facilitou muito o desenvolvimento do meu ministério. Sentia um alívio com o esboço, via que realmente ficava mais seguro daquilo que queria transmitir e realmente funcionou para minha vida.

Para você que está na dúvida entre fazer um esboço ou não, eu respondo, faça um esboço. Na dúvida é melhor fazer do que depois arrepender-se por não ter feito.

Cada um de vocês que, realmente querem aprender a desenvolver um esboço, vou agora passar um passo-a-passo de como desenvolver do início ao fim.

 

Primeiro passo: Estudo bíblico e anotações

Parece obvio, mas infelizmente muitas pessoas pulam essa etapa. É fundamental começar com o estudo bíblico, logo quando você quer desenvolver uma mensagem, você tem que correr para as Sagradas Escrituras.

Estudo o máximo que conseguir o texto ao qual vai ministrar, nesse primeiro passo, quanto mais tempo você conseguir “demorar nele”, é melhor. Pois tempo investido no estudo bíblico para uma pregação, vai tornar-se conteúdo para o sermão.

Busque o máximo de auxílio possível, leia livros, comentários bíblicos e pregações sobre o tema que está estudando para pregar. Claro, não pode esquecer-se também de anotar tudo isso.

Nesse momento suas anotações não precisam necessariamente seguir uma ordem, não preocupe-se com isso, faça apenas as anotações de forma que você depois consiga entender aquilo que está escrito.

Existe um termo conhecido em administração, que é Brainstorming, o melhor significado para essa palavra é: “Chuva de ideias”. É mais ou menos isso que você vai fazer nesse passo, encher de ideias a sua mensagem, e essas ideias claro, são aprendizados que você recolheu com os seus estudos.

Vou te falar algo extremamente importante… Você já sentiu nervosismo demasiadamente? Isso é falta de preparo! Sim, nervosismo é falta de preparo. Quanto mais preparado você estiver para um sermão, menos nervosismo você vai ter.

De uma forma ou de outra, esse estudo que você tem no primeiro momento, está te “preparando”, e isso vai facilitar bastante seu desenvolvimento do sermão. Você já viu aquelas pessoas que recebem a oportunidade e dizem: “Não estava preparado”, essa que assim fazem, provavelmente, vão falar algo naquele momento que “sai na hora”, e isso de forma alguma é comparado com aqueles que estudam bastante.

Quando o estudo realmente é eficiente, a mensagem fica rica! Rica em conteúdo e aprendizados, você vai fazer algo maravilhoso.

 

Segundo passo: A organização do sermão

Você já estudou e anotou vários aprendizados, que maravilha! Agora está na hora de estruturar todo o seu aprendizado, tornando ele um sermão. Geralmente você deve pensar o seguinte, uma mensagem é composta por introdução, desenvolvimento e conclusão.

Sendo assim, você precisa pegar todos os seus aprendizado e fazê-los “ficarem em ordem”. Isso pode parecer difícil, mas não é, com o tempo e prática, você vai “desenvolvendo uma habilidade” e consegue com mais facilidade organizar seus aprendizados.

Você já viu pastores que conseguem “compor um sermão” em até 1 dia? Isso se deve por dois motivos:

  • 1 Motivo: Eles tem um conhecimento bíblico enorme, sendo assim a fase do estudo (o primeiro passo que mencionei) é mais fácil.
  • 2 Motivo: Eles já desenvolveram tantos sermões que hoje, pela graça de Deus, conseguem fazer isso com mais prática do que aqueles que estão iniciando agora.

Vou te passar algumas dicas importantes sobre o que colocar em cada momento da mensagem:

Introdução – Aqui é o momento que você vai começa a explicar o “propósito principal” do sermão, é mais ou menos o momento de clarear o entendimento do povo para o restante da mensagem. Sendo assim, se você acha que é necessário explicar algo ao qual vai facilitar o desenvolvimento do sermão, é melhor fazer na introdução. Porém, tome cuidado, a introdução não deve jamais ser longa demais.

Desenvolvimento – No desenvolvimento, você vai explicar todo o seu sermão, colocar conteúdos, aprendizados e facilitar ao máximo a compreensão da mensagem. Aqui, é aonde você vai demorar mais, lembre-se que você deve aplicar a mensagem para os ouvintes, isto é, não adianta apenas transmitir conhecimento, você deve também mostrar como esse conhecimento pode ser aplicado em nossas vidas, no nosso cotidiano.

Conclusão – Você já explicou o sermão inteiro, agora basta apenas concluir. É mais ou menos como se você tivesse contado uma história para os ouvintes, e como toda história, necessariamente precisa de Introdução, Desenvolvimento e Conclusão, para não sobrar dúvidas. O sermão isso também é necessário, pois eles precisam sair dali sabendo o rumo que devem tomar.

Sabe uma coisa que os pregadores erram muito, é fazer do esboço uma “gesso”. Ele engessam suas mensagens, não dando liberdade para o Espírito Santo, e não é assim! Deus pode querer fazer alguma revelação na hora do sermão, e isso não está no esboço, então você deve entregar-se sabendo que a vontade suprema em um sermão é Jesus e seu Espírito.

Deixa Deus te usar de verdade, se ele falar faça, mas tenha certeza que a voz é dEle.

 

Terceiro passo: Escrever de forma resumida e verificar o que pode ser simplificado

Isso eu considero o passo mais simples, basta apenas você pegar o seu esboço e simplificar ele ao máximo. Não estou falando que você deve simplificar a pregação e sim o esboço!

Isto é, você não vai tirar nenhum conteúdo, mas, apenas resumir esses conteúdos em simples palavras ou frase. Por exemplo, vamos supor que vai pregar sobre Bartimeu (inclusive temos um estudo sobre Bartimeu aqui na Enfoque Bíblico), e no começo do sermão, vai falar sobre a vida de Bartimeu (sua história), você não precisa no esboço escrever a história de Bartimeu inteira, basta apenas uma frase como: “Falar sobre a história de Bartimeu” e você já vai saber o que tem que falar no primeiro momento.

Por isso é importante que você tenha estudado bastante, pois essa simples frase é para aqueles que sabem o que vão ensinar. Se você achar necessário colocar outras palavra que vão te ajudar também, e são pequenas, fique a vontade (vou mostrar na prática mais abaixo como é um esboço).

Um erro que cometi, foi escrever folhas e mais folhas de esboço para apenas um sermão. Isso atrapalha muito! Você na hora, com o nervosismo é possível que não consiga processar tanta informação em folhas e mais folhas, por isso simplifique o máximo seu esboço.

Atualmente, eu com apenas um papel, utilizando frente e verso, já consigo escrever meu esboço. As vezes até mesmo, muito menos que isso. É questão de prática, você pode até começar com no máximo duas folhas, mas vá diminuindo com o tempo, e fazendo da forma mais simplificada possível.

 

Quarto passo: Faça testes com você mesmo e sua memória

É primordial você conhecer-se. Saiba como sua memória funciona, pois é possível que você consiga até mesmo pregar sem um esboço e não sabe disso. Por isso, sempre faça testes com você mesmo.

Eu recomendo o seguinte, faça um esboço da maneira que você acha que vai entender, e então pregue para “a parede”. Sim! Pregue para a parede, utilizando seu esboço e veja se você vai conseguir se localizar com facilidade.

Se achar que pode simplificar algo, faça, acrescentar algo, faça. Tem pessoas que sentem vergonha “de pregar para a parede”, isso é complicado, pois mal sabem ela a facilidade que estão perdendo.

Imagine comigo, vamos supor que com “20 sermões ministrados” você consiga descobrir mais fácil como sua memória funciona. Você iria precisar de 20 oportunidades em igreja para isso, agora se você pregar para “a parede”, o tempo vai ser encurtado!

Costumo brincar dizendo o seguinte: “Você tem que pregar tanto para a “parede”, até o seu vizinho se converter, se isso não acontecer a mensagem não é boa”. Claro que é uma brincadeira, não vá incomodar os outros, pelo amor de Deus rss.

 

Exemplo prático de esboço (Como é um esboço?)

Vou demonstra abaixo como é um esboço, para você ter uma ideia de como fazer. Esses esboços é um retirado de um livro de esboços (mais informações nas notas de final da página), caso queiram ampliar a imagem basta apenas clicar sobre ela:

como fazer um esboço de pregação

Esses são ótimos exemplos, são três esboços diferentes. Todos eles de forma resumida e clara. Geralmente desse tamanho pequeno são para aqueles que já tem um conhecimento avançado, porém coloquei eles para você ter uma ideia de como deve ser.

Não necessariamente é uma regra, como disse, é importante você conhecer-se, e só aí vai saber exatamente como funciona para você.

 

Até quando preciso de um esboço? (Conclusão)

Para finalizar nosso estudo, vou responder uma dúvida bastante comum: “Até quando eu preciso de um esboço?”. Simples, até quando você sentir a necessidade! Não importa se você usar durante sua vida inteira, se você sentir necessidade, use.

Não fica com vergonha, pois o esboço não simboliza que você não estudo, simboliza justamente ao contrário, o esboço mostra que você estudou e preparou-se para o sermão. E até mesmo fez questão de anotar seu aprendizado, para ensinar o máximo possível o povo de Deus.

Por último, tenho um convite importantíssimo! Temos um treinamento completo sobre pregação, aonde ensinamos diversas pessoas por completo, como desenvolver um sermão e ter um ministério abençoado.

Então para você que quer “ser um pregador”, recomendo que conheça nosso treinamento Pregador Qualificado. Nele nós ensinamos de acordo com a Palavra de Deus, falamos aspectos importantes sobre pregação e pregador.

Com certeza para você que quer realmente aprender absolutamente tudo sobre pregação, inclusive sobre como desenvolver um sermão e esboço, é totalmente recomendável nosso treinamento (clique aqui para ter acesso a todas as informações).

Agora, se você ainda tem dúvida sobre algo, pode ficar a vontade em perguntar utilizando o campo comentário abaixo. Deus abençoe!

 


Notas:

Esboço tirado do livro: Esboços para Sermões Volume 1 – Napoleão Falcão.

. .

2 Respostas: Como fazer um esboço de pregação do início ao fim (Passo-a-Passo)

  1. Leane Sinnemann disse:

    A Paz do Senhor, ir. Felipe! Tenho certeza que esse conteúdo vai auxiliar muitos irmãos e irmãs no ministério da pregação e do ensino. Eu sempre elaboro esboços nos estudos que tenho oportunidade de ministrar, e isso me ajuda muuuito!
    Att
    Fica na Paz de Jesus!

    • Felipe Bernardino disse:

      Que maravilha, é realmente muito útil ter um esboço irmã Leane, e fico feliz que você tem usado isso no seu ministério! Que Deus abençoe sua vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *