Estudo Bíblico: Evangelismo, O que é evangelização? Evangelizar é preciso!

Porque o evangelismo é tão necessário? Precisamos pregar para todos, ou existe aqueles ao qual não são escolhidos?

Nesse estudo vamos falar da necessidade do evangelismo, descobrir um pouco mais sobre esse chamado universal de todos anunciarem o evangelho, sendo isso, comissionado pelo próprio Jesus a cada um de nós simpatizantes do cristianismo.

A Palavra não foi colocado dentro de um caixa e escondido para apenas algumas pessoas encontrar, a mensagem da Cruz foi colocada dentro de nossos corações e cabe a cada um de nós apresentarmos ela para aqueles que ainda não a conhecem.

Para pregar a Palavra devemos estuda-la também da forma correta, por isso, para você que está em processo de aprendizado (acredito que todos nós), eu separei 5 regras altamente eficaz para um estudo bíblico produtivo, pode ver clicando na imagem abaixo.

O assunto que iremos abordar refere-se à missão mais sublime relacionada a igreja do Senhor aqui na terra. Pela sua profundidade, nesse tópico quero trazer da forma mais clara possível o tema.

Esse estudo é o primeiro de uma série sobre evangelismo publicada na EnfoqueBíblico, aonde outros são uma continuação desse, por isso veja os demais clicando aqui e não deixe de acompanhar para obter sempre algo da parte de Deus.

Minha vontade ao escrever essa obra, é que acima de tudo além de transmitir o conhecimento necessário seja possível cada um de nós exercer aquilo que será ensinado, colocar em prática e sair dos papéis ou livro é algo necessário quando falamos de evangelismo.

Vamos ainda aprender sobre como falar da mensagem Verdadeira para aqueles que inventam diversas formas de rejeita-la, crendo que esse ensinamento irá te encorajar a falar do amor de Cristo (afinal, todos nós somos pregadores, por isso, escrevi passo-a-passo como desenvolver uma pregação).

Vamos abordar um pouco mais a fundo cada assunto relacionado ao evangelismo? Continue lendo e vai descobrir sobre o chamado de Jesus ao qual muitos de nós temos rejeitado em nossas atitudes.

Você irá aprender mais sobre:

  • O que significa evangelizar, qual é seu conceito.
  • O que a Bíblia diz sobre evangelização.
  • Evangelismo, um chamado para todos.
  • A poderosa mensagem do evangelho.
  • O evangelho de sangue
  • Como fazer a vontade de Deus aqui na terra
  • Como o evangelismo transforma o mundo
  • O poder transformador da mensagem salvífica apresentada no evangelismo

 

Introdução

Evangelismo tem sido um assunto esquecido hoje em dia, estamos diversas vezes preocupados com as atividades do templo que nos esquecemos de desempenhar o real propósito da igreja, não menosprezando de forma alguma os afazeres eclesiais, más nós somos conhecedores da maravilhosa graça de Deus (se você não conhece, indico agora você desfrutar desse aprendizado), e temos que “incendiar o mundo” com isso.

Lembremo-nos das palavras de Spurgeon:

Se você não tem nenhum desejo de levar outros para o céu, você mesmo não está indo para lá. C.H. Spurgeon.

Grande ensinamento essa frase traz para você, quando estamos em um caminho ao qual nos conduz a salvação temos o prazer de também levar as demais pessoas a ele.

Além do mais pense no amor que a Bíblia ensina a termos pelos nossos irmãos, agora imagine a alma dele sendo levada ao lago de fogo, “o peito de um apaixonado por Jesus chora ao lamentar esse momento em seu pensamento.”

Então, exerça a piedade com o seu próximo na melhor maneira de demonstra-la que é apresentando a salvação para o mesmo. O caminho celestial.

Evangelismo é uma ação constante do Cristão, qualquer mínima oportunidade devemos aproveitar para entrar com o plano da redenção da humanidade.

Evangelizar é muito mais do que sair pelas ruas com “cartazes bonitos” ao qual deixam o ego do homem lá em cima com jargões como: “Deus vai te dar bênçãos materiais”, “Deus quer melhorar seu serviço”, “Com Jesus não tem problema, ele te ajuda em tudo”.

Eu entendo expressamente que essas técnicas utilizadas em casos específicos são sim realidade, pelo fato de que Deus pode te dar bênçãos materiais e melhorar seu serviço se assim for da vontade dEle, e claro com Jesus não tem problema, porque todos parecem pequeno diante de um Deus que ajuda você.

Mas, ao apresentar isso como método para atrair as pessoas, estamos de certo modo atraindo pelos “benefícios da vida” e não pela mensagem da Cruz.

No ato da evangelização deve ser apresentado a mensagem correta, que consigo resumir um pouco dela com versículos bem conhecidos:

“Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus”. (Romanos 3.23).

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. (João 3.16).

“Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus, nosso Senhor”. (Romanos 6.23).

Conforme a mensagem que anunciamos, vai ser o público que conquistaremos.

Queremos a igreja cheia de pensamentos jovens? faça um evangelismo que aceite o pensamento deles independente se for certo ou errado, almejamos cheia de pessoas que buscam coisas materiais? apresenta a Bíblia como manual de ganhar dinheiro, e assim por diante.

Agora, se buscamos uma unidade em Cristo e nossas igrejas sendo conhecidas como casa de oração (a oração é tão importante, que o próprio Jesus fez questão de ensinar como orar) porque existe um povo cheio de Deus que tem uma fé no seu filho Jesus Cristo ao qual sempre tem o amor ao Pai acima de todas as coisas e seu próximo como a si mesmo, apresente a Bíblia como ela é.

Sem distorcer, uma mensagem simples que apresenta a santidade de Deus diante de uma humanidade caída e qual foi o plano para salvar o mundo do seu pecado.

 

O princípio do chamado de Deus

Se você diz que não descobriu ainda o chamado de Deus na sua vida, possivelmente, você não descobriu ele por completo, más o início você já tem! todas chances estão em suas mãos, o chamado de Deus independente de qual área for, engloba evangelismo, afinal, nossa vida por inteiro tem que pregar, cada atitude ou fala pronunciada, tem que ter uma porção de Cristo.

Não que é algo exato, más existe uma possibilidade (pois existem diversos fatores que também podem influenciar), de pessoas que ainda não receberam o presente do Espírito Santo de falar em línguas como sinônimo de derramamento da graça para obra, seja porque não voltaram seus olhos para a evangelização.

Quando observamos a igreja primitiva, o Senhor derramou o Poder do Alto pois ele queria que o evangelho fosse anunciado em todo o mundo daquela época (Atos 1.8) e até hoje ele deseja que o Reino seja apregoado (1 Timóteo 2.3-4).

Pedimos para Deus nos encher do Espírito, para falarmos em línguas espirituais, más a pergunta que ele faz quando pedimos é: “para que?”, qual o propósito que estamos pedindo essa maravilha? porventura é porque achamos bonito? ou algo que apenas seja bom para você? muito mais do que isso se o Senhor te deu a dádiva concedendo essa manifestação espiritual é porque Ele naquele momento te comissionou a uma obra, talvez ainda oculta, más reafirmo uma parte dela você tem em suas mãos, a mensagem do Calvário ao qual todos dependem dela!

Até o próprio Jesus exerceu o ato de evangelismo, quão dirá cada um de nós. Se lembra como ele salvou a mulher pecadora? Ele sabia dos seus pecados mas mesmo assim, pelo amor dela, e pela sua graça, ofereceu a salvação, existe 4 verdades nesse texto lindas demais!

 

O que significa evangelizar

Evangelizar significa:

“Anunciar as boas novas”.

Trata-se literalmente de pegar o Evangelho ao qual outrora nos foi outorgado e levar apara aqueles que estão cativos na concupiscência da carne (1 João 2.16). É a prática efetiva da proclamação do Evangelho, quer pessoal, quer coletivamente, até aos confins da Terra, fazendo-nos cumprir plenamente o mandato que Jesus delegou.

A evangelização não é um trabalho opcional da igreja más sim um chamado de cada seguidor de Cristo (Cristo ou Jesus é como comumente o conhecemos, existe pelo menos outros 100 nomes de Jesus que você precisa saber).

Interessante que quando falamos disso, logo pensamos que se as boas novas estão confiada a cada um de nós Cristão, então como está o “mundo lá fora?” Se não atendermos esse chamado, não olhamos para ele de forma espiritual, iremos deixar o maligno todos os dias cirandar com homens e mulheres que são também chamados por Cristo.

Me lembro de um texto ainda para melhor meditarmos:

“Quem deu crédito à nossa pregação? e a quem se manifestou o braço do SENHOR?” (Isaias 53.2).

Isaías quando fala essas palavras, até podendo considerar um lamento, ele te mostra que apesar de ter uma geração naquela época que fechou o coração diante de Deus, ele mesmo assim não cessou de anunciar as palavras de YHWH, agora, já no momento da graça devemos sim levar a mensagem da Cruz.

Não importa muitas das vezes se seremos rejeitados ou se quer caluniado, devemos ter consciência que ela é poder de Deus para salvação de todo aquele que crê (Romanos 1.16).

 

O evangelho de sangue

Curioso observar meus amados, que vemos países aonde a palavra de Deus ainda não se pode entrar, alguns deles infelizmente vivem na ditadura, impedindo que nosso Deus seja adorado (afinal, Deus procura adoradores e não adoração) mas sim apenas o ditador deles.

Nesses lugares existem Cristão fervorosos aonde anunciam a palavra de Cristo, não se preocupam se não assistiram o próximo pôr do Sol, ou se terão o prazer de ter uma carreia financeira ótima, se vão “curtir a vida”.

Que lindo! me admiro com cada um deles, sabendo que existe uma fé inestimável dentro desses corações incendiados pelo Espírito Santo, e mesmo eles com todas dificuldades lutam o bom combate.

Agora muita das vezes nós brasileiros (não estou generalizando), mas mesmo com todo conforto que temos de viver, em um país aonde não prendem ao anunciar Jesus, ainda assim deixamos a desejar ao anunciar as boas novas.

Existe um hino da Harpa Cristã, que tem um verso interessante:

Sim, eu amo a mensagem da cruz, Té morrer eu a vou proclamar; Levarei eu também minha cruz, Té por uma coroa trocar.

Será que podemos cantar esse louvor de uma forma até ele penetrar nossa alma? Se for com uma espada no pescoço, arma apontada, diante de leões ou seja como for.

Ter a coragem de levantar a voz e dizer: “Deus não troco, não renuncio, eu te amo e minha vida é tua!”.

Sabe irmãos, Paulo ensina um pouco sobre a morte daqueles que estão em Cristo:

“Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é ganho”. (Filipenses 1.21).

Morrer para aqueles que estão em Cristo é ganha-lo é poder ter o prazer de estar a eternidade ao seu lado, agora para que temer na hora de evangelizar?

Anunciar as boas novas não é uma obrigação apenas é um prazer. Não sei se você já teve a oportunidade de ver alguém aceitando a Jesus com os olhos em lágrimas, se entregando com todo o coração.

Eu já tive, posso dizer para você que não foram somente os olhos dele que encheu de lágrimas, más o meu ao vê-lo também foi inundado.

 

A continuação da obra de Cristo

Permita-me usar de uma ilustração para clarear ainda mais o significado de evangelizar:

Em seu pequeno livro A Oração Muda as Coisas, Gordon imagina uma conversação entre Cristo e o anjo Gabriel, logo após a ascensão de Cristo. Gabriel pergunta a Jesus que planos Ele fez para que o mundo saiba que Ele viveu, morreu e ressurgiu. E o Mestre deve ter respondido: “Pedi a Pedro, Tiago e João, e mais alguns lá, que se entregassem à obra de pescar homens e dizer-lhes as coisas que viram. E os outros dirão o mesmo a outros, e assim por diante, até que o último homem tenha ouvido a história e tenha sido transformado pelo poder dela”. Mas Gabriel, preocupado, parece encontrar certa dificuldade no plano do Mestre e diz: “Sim, Senhor, porém suponhamos que depois de algum tempo Pedro se esqueça. Suponhamos que João perca o entusiasmo, e simplesmente não conte a outrem a história. Imaginemos que seus sucessores até ao século XX fiquem tão ocupados, que não contem a história aos outros. Que acontecerá então?” E a voz serena de Jesus replica: “Gabriel, não fiz outros planos. Estou contando com eles.

Evangelizar é continuar a obra de Jesus Cristo aqui na terra, Ele confiou a cada um de nós essa grande feita! Quando observamos João 3.16 ao qual é muito conhecido:

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”.

Sabe o motivo de ele ter se entregado? foi amor! Do mesmo jeito que ele amou eu e você, também o faz com cada um que está perdido sendo escravizado pelo pecado. Evangelizar é preciso, se não fomos nós que levarmos, quem levará?

Ainda pensando, existem diversas seitas e heresias em pleno século 21, que se nós não levantarmos a voz terá pessoas aí fora fazendo isso de forma assustadora, colocando prioridades em coisas vãs, como materiais, e excluindo a fé salvífica em Cristo.

Reflita comigo, quantas almas você conseguiu plantar a semente do evangelho nos últimos 12 meses, será que temos realmente feito o necessário? estamos se esforçando?

Quando penso sobre esse assunto existe um homem ao qual vem logo em minha cabeça conhecido pelo “Grande Despertamento”, levou a sério a obra de Cristo sabendo sua importância e necessidade, Jônatas Edwards, ao qual devotou sua vida a Cristo. Quero trazer um trecho do livro Heróis da Fé que narra a incrível vitória dele na obra de Evangelizar, acompanhe:

Jônatas Edwards costumava passar treze horas, todos os dias, estudando e orando. Sua esposa também o acompanhava na oração, diariamente. Depois da última refeição, ele deixava toda a lida a fim de passar uma hora com a família. Mas que doutrinas a igreja havia esquecido e o que Edwards começou a ensinar e a observar de novo, com manifestações tão sublimes? Basta uma leitura superficial para descobrir que a doutrina à qual deu mais ênfase foi a do novo nascimento, apresentando-a como uma experiência certa e definida, em contraste com a ideia da igreja romana e de várias denominações. O evento que marcou o começo do “Grande Despertamento” foi uma série de sermões feitos por Edwards sobre a doutrina da justificação pela fé, que fez os ouvintes sentirem a verdade das Escrituras. O foco de seus sermões era de que toda boca ficará fechada no dia do juízo, e que “não há coisa alguma que, por um momento, evite que o pecador caia no inferno, senão o bel-prazer de Deus”. É impossível avaliar o grau do poder de Deus, derramado para despertar milhares de almas para a salvação, sem primeiro nos lembrarmos das condições das igrejas da Nova Inglaterra e do mundo inteiro, nessa época. Quem, até hoje, não se admira do heroísmo dos puritanos que colonizaram as florestas da Nova Inglaterra? Passara, porém, essa glória, e a igreja, indiferente e cheia de pecado, encontrava-se face ao maior desastre. Parecia que Deus não queria abençoar a obra dos puritanos, obra que existiu unicamente para a sua glória. Por isso, no mesmo grau em que havia coragem e ardor entre os pioneiros, houve entre seus filhos perplexidade e confusão. Se não pudessem alcançar, de novo, a espiritualidade, só lhes restava esperar o juízo do céu…

Você, pensando em tudo ao qual já estamos aprendendo, se não levarmos o Evangelho até aos confins da Terra, jamais seremos reconhecidos como discípulos de Jesus. Desde o início de seu ministério, Ele sempre fez questão de realçar a natureza evangelizadora de sua missão e da tarefa confiou a você.

Nenhum outro trabalho é tão importante e urgente quanto a evangelização.

A igreja, por ser igreja, não pode ignorar as exigências da Grande Comissão: evangelizar a todos, em todo tempo e lugar (Mateus 24.14). A evangelização compreende, também, o discipulado, o batismo e integração do novo convertido.

Se crermos, de fato, que Cristo morreu e ressuscitou para redimir-nos do inferno, não calaremos acerca de tão grande salvação (Hebreus 2.3). Aproveitaremos todas as oportunidades para falar de Cristo, pois grande será a colheita de almas para o Reino de Deus.

 

Conclusão

Que você possa junto comigo cada dia mais cumprir esse chamado de Deus que é a evangelização, milhões de almas podem estar se perdendo enquanto colocamos nossos olhos em coisas que não são prioridades, por isso, devemos estar com o coração derramado sobre a Cruz, buscando sempre cumprir a incrível missão de Cristo para nossas vidas.

Vamos meditar sempre nas Sagradas Escrituras querendo realmente fazer aquilo que o Espírito Santo te dá em virtude, capacitando a todos para esse prazer que é o evangelismo.

Se você gostou muito desse aprendizado da Palavra, pode receber estudos exclusivos agora mesmo no seu celular ou computador, bastar clicar na imagem abaixo falando sobre estudos exclusivos, ou se preferir, clicar aqui (todo apaixonado pela Bíblia deve gostar).

 


NOTAS:

Duzentas ilustrações – livro 1

heróis da fé – Orlando Boyer (CPAD)

3º trimestre de 2016 (CPAD): O Desafio da evangelização – Obedecendo ao ide do Senhor Jesus de levar as Boas-Novas a toda criatura. Comentarista: Claudionor de Andrade.

Comentário bíblico Matthew Henry.

Perolas para a vida – John Blanchard.

8 Comentários

  1. laercio gordia disse:

    Verdade as almas estão gemendo e esperando por nos

  2. Zulmara Melo Potenza disse:

    amei, muito lindo palavras verdadeiras e sabias a paz do senhor

  3. Joel nascimento moreira disse:

    Muito bom esse estudo. Com certeza é o que eu estava procurando.
    Posso ensina-lo na igreja?

    • Felipe Bernardino disse:

      Amém irmão Joel, pode ficar a vontade em ministrar tanto esse estudo como qualquer outro, a Palavra é de Deus vaso… Deus abençoe!

  4. Daniel Pelegrine disse:

    Amém muito bom este comentàrio que Deus abençoe cada dia mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PREGADOR QUALIFICADO