Pregação: Eu sou a videira verdadeira (Jo 15.1-5)

videiraverdadeiraJesus sempre deixou lições importantes para seus discípulos, agora em mais um momento após a última ceia ele declara: “Eu sou a videira verdadeira”, e complementa com “Toda vara em mim que não da fruto, a tira”, cada um de nós que aceitamos a graça de Deus (escrevi um estudo completo sobre a Maravilhosa Graça de Deus, você sabe o que é? Então veja já esse aprendizado), estamos ligado em Jesus e temos que produzir frutos, más será que realmente estamos conseguindo?.

Jesus a Videira Verdadeira nos ensinara grandes aprendizados sobre os frutos em suas palavras nesta passagem bíblica. Se você está procurando estudar para uma pregação, acredito que esse estudo pode te ajudar, aliás, ser um pregador aprovado, requer bastante dedicação.

“Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador. Toda vara em mim que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que da fruto, para que dê mais fruto. Vós já estais limpos pela palavra que vos tenha falado. Estai em mim, e eu, em vós; como a vara de si mesma não pode dar fruto, se não estiver na videira, assim também vós, se não estiverdes em mim. Eu sou a videira, vós, as varas; quem está em mim, e eu nele, este dá muito fruto, porque sem mim nada podereis fazer”. (João 15.1-5)

Se você também quiser ter um conteúdo em vídeo sobre a Videira Verdadeira, pode ver:

 

Introdução

O evangelista João ao escrever seu relatos, em sua maioria, ira nos dizer a respeito dos milagres e discursos (ensinos), realizados por Jesus, ao que me parece, teve que colocar uma virgula, pois ira nos descrever a respeito de uma parábola, apesar do texto sagrado não dizer nada a respeito de ser ou não uma parábola, a palavra pode ser explicada da seguinte forma:

“Pequena narrativa que usa alegorias para transmitir uma lição moral.”

No relato encontramos 3 alegorias:

  1. Videira (Jesus)
  2. Lavrador (Deus)
  3. Ramos (Cristãos)

Visto que, toda vez que nosso Mestre fazia uma comparação (parábola), provavelmente era porque ele tinha visto tal elemento ao longo de seu trajeto, porque assim ficaria mais fácil a compreensão de seus ensinamentos, então para melhor entendermos precisamos analisar de forma rápida o plano de fundo da passagem e também o porquê de sua fala.

 

Plano de fundo histórico. (Vers. 1)

Jesus acabara de realizar a sua última ceia (Mt 16.17-30), Canta um hino (Mt 26.30), e sai a caminho do monte das Oliveiras aonde viria a ser entregue por Judas.

Porém, entre a saída do cenáculo da última ceia e o monte das Oliveiras, ele começa uma série de ensinamentos aos seus discípulos descritos nos capítulos 14 á 17 do evangelho escrito por João.

Possivelmente, vê uma videira no meio do caminho e diz: “Eu sou a videira verdadeira”. Interessante, que ao dizer isto não estava acusando aquela “pobre coitada” videira na sua frente de ser falsa, muito pelo contrário, falava com seus apóstolos, que são judeus por natureza, e os judeus conhecia uma videira “falsa”, que não teve a capacidade de produzir frutos.

“Que mais se podia fazer à minha vinha, que eu lhe não tenha feito? E como, esperando eu que desse uvas boas, veio a produzir uvas bravas?” (Is 5.4).

“Porque a vinha do SENHOR dos Exércitos é a casa de Israel…” (Is 5.7ptA).

A casa de Israel, era a videira que não tinha dado certo, era ela que Jesus ao declarar: “Eu sou a videira verdadeira”, fazia com que seus apóstolos entendessem que se a “antiga videira” não deu certo, agora a nova, a verdadeira videira, não teria de forma alguma falhas.

Essa nova foi tão poderosa na vida dos apóstolos que somente pelo nome dela os milegras aconteciam, como por exemplo a cura do coxo na porta Formosa, esse texto foi profundamente analisado aqui em nosso site.

A vinha do SENHOR dos Exércitos no antigo testamento, não foi capaz de produzir uvas boas, más o que consigo perceber é que para ter uvas boas, não é uma função apenas do ramo fazer isto, muito pelo contrário a “vida” que a raiz produz para o ramo que é suficiente para produzir uvas boas.

Israel, não foi capaz de transmitir “vida” para seus ramos, o que acarretou em uvas bravas, más, a videira verdadeira ele veio já nos mostrando uma de suas missões, “Eu vim para que tenham vida e a tenham com abundância” (Jo 10.10), a videira que é Jesus não deixa jamais seus ramos trabalharem sozinho, ela produz vida para ele conseguirem produzir frutos. Porque ele é o que opera tudo em todos:

  1. (Jo 6.35) Ele declara: Eu sou o Pão da Vida.
  2. (Jo 8.12) Ele afirma: Eu sou a Luz do mundo.
  3. (Jo 10.9) Ele conclui: Eu sou a Porta do aprisco.
  4. (Jo 10.14) Ele diz: Eu sou o Bom Pastor.
  5. (Jo 11.25) Ele deixa esperança: Eu sou a Ressurreição.
  6. (Jo 14.6) Ele ensina: Eu sou o Caminho, Verdade e Vida.
  7. E agora a Videira Verdadeira.

Jesus Cristo, sempre foi tudo em todos. E você, em qual videira esta ligado(a)? Quando ele se coloca como Videira Verdadeira, está apenas falando de um dos nomes atribuídos a Ele, fora esse existe pelo menos outros 100 que eu recomendo você saber:

 

Meu Pai é o lavrador. (Vers. 2-3)

O primeiro elemento desta comparação feita por Jesus nós já vimos que é a videira, agora nos é apresentado o segundo que é o Lavrador, ao qual o próprio Cristo nos revela que é seu Pai, o Deus Pai.

Deus, como lavrador, tem pelo menos duas funções ao qual a Bíblia nos relata no vers. 2, desta passagem.

 

A primeira função é: “Toda vara em mim que não dá fruto, a tira.”

Perceba, ele esta dizendo da vara que esta nele, um grande problema em alguns caso na interpretação deste texto é pensar que ele não esta falando com os Cristãos, e sim apenas com os ímpios, o que não é verdade (outra passagem que as pessoas também faz o mesmo erro na interpretação é os dois caminhos e duas portas, existe um erro que a maioria pensa ao estudar ela) .

Ele declara: “Vara em mim”, os ímpios não esta nele, são os Cristãos que estão, além de neste momento estar falando com os apóstolos (os apóstolos eram varas que estavam nele).

Más, como um Cristão, que esta nele não consegue produzir fruto?. Todos quando o aceitam verdadeiramente, não recebem o fruto do Espírito em suas vidas, e mesmo assim seríamos capazes de não produzir frutos?. Vamos a análise:

Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. (Gl 5.22)

O que quero destacar no versículo de Gl 5.22, é que nos dirá: “o fruto do Espírito”, e não: “os frutos do Espírito”. O texto deixa em singular, como se fosse apenas um fruto, e dentro do fruto tivesses como que “sementes” aonde você tem que usufruir.

Para melhor explicar, imagine um mexerica, ela vem com casca até você (Isto é o fruto), más cabe a você descascar para poder usufruir do que esta dentro (As “sementes”). Da mesma forma é o fruto do Espírito, quando você o aceita digamos que ele vem com “casca” até a sua mão, más dali em diante cabe a você, descascar e utilizar do que esta dentro.

Com base nisto consigo perceber pelo menos dois motivos ao qual as pessoas mesmo estando em Jesus, não conseguem produzir frutos.

1- O Espírito Santo deu o fruto em sua mão más você não descascou para tirar proveito da semente.

É o caso de muitas pessoas, o Espírito te deu o fruto, más você esta admirando a casca, não se preocupa em utilizar os dons que ele te deu.

Muitas pessoas sabem que tem facilidade na interpretação bíblica (inclusive se você não tem ou quer melhorar, existe 5 regras altamente eficaz para uma boa interpretação bíblica), no evangelismo, na pregação e no ensino, sabe, que lá aonde trabalha consegue levar os amigos e chefe à igreja, más, não exercita esses dons que o Senhor Deus colocou em suas mãos.

Jesus, te faz um convite, o de produzir frutos.

Lembramos também, da parábola dos dez talentos (Mt 25.14-30): Nos conta que um certo senhor, antes de viajar, distribuiu talentos a 3 de seus servos, ao primeiro deu 5 talentos, ao segundo 2 e ao terceiro 1. Voltando de viagem encontrou com os 3 novamente, ao que tinha dado 5 encontrou-o com 10 e recompensa dizendo: “Bem está, servo bom e fiel. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor”.

Ao que tinha dado 2 encontra com 4 e faz da mesma forma que agradeceu o primeiro, más, quando encontra o que tinha dado apenas 1 talento, vê que não produziu mais porque enterrou seu talento esperando a volta de seu senhor, más severamente é advertido por isto (Mt 25.24-30) a Bíblia não chega nem falar se ele se arrependeu ou teve remorso por isso, entenda a diferença clicando aqui.

Não devemos enterrar nossos talentos, e sim, produzir mais. Aquele homem podia ter recebido só 1 talento, más, mesmo assim não se preocupou em multiplicar e quem sabe conseguir muito mais. Deus te deu o talento (fruto) em suas mãos, e não é só para olhar, más é para produzir mais, muito mais.

2- Tem pessoas que abre o fruto e faz utilização da semente somente com ela.

Os frutos que o Senhor entregou em sua mão, você pode até utilizar, más, consigo mesmo. Não se preocupa com seu irmão que muitas vezes ta passando necessidade, nem com seu próximo que precisa de uma palavra de exortação (animo).

O que observamos, é que nestes últimos dias, existem muitos de nós que conseguem utilizar os frutos até com outras pessoas, “entes-queridos” quem sabe, ou até com a igreja que congregamos, isto esta errado? de forma alguma devemos sim utilizar com eles também, más, muitas das vezes com aqueles que nos querem bem, é fácil; difícil, é quando vamos utilizar com nossos inimigos ou com ímpios.

Mas a vós, que isto ouvis, digo: Amai a vossos inimigos, fazei bem aos que vos odeiam; Bendizei os que vos maldizem, e orai pelos que vos caluniam. Ao que te ferir numa face, oferece-lhe também a outra; e ao que te houver tirado a capa, nem a túnica recuses; E dá a qualquer que te pedir; e ao que tomar o que é teu, não lho tornes a pedir. E como vós quereis que os homens vos façam, da mesma maneira lhes fazei vós, também. E se amardes aos que vos amam, que recompensa tereis? Também os pecadores amam aos que os amam. E se fizerdes bem aos que vos fazem bem, que recompensa tereis? Também os pecadores fazem o mesmo. E se emprestardes àqueles de quem esperais tornar a receber, que recompensa tereis? Também os pecadores emprestam aos pecadores, para tornarem a receber outro tanto. Amai, pois, a vossos inimigos, e fazei bem, e emprestai, sem nada esperardes, e será grande o vosso galardão, e sereis filhos do Altíssimo; porque ele é benigno até para com os ingratos e maus. Sede, pois, misericordiosos, como também vosso Pai é misericordioso. Não julgueis, e não sereis julgados; não condeneis, e não sereis condenados; soltai, e soltar-vos-ão. Dai, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando, vos deitarão no vosso regaço; porque com a mesma medida com que medirdes também vos medirão de novo. (Lucas 6.27-38)

Vimos acima a primeira função de Deus como lavrador, agora vamos para a segunda.

 

A segunda função é: “Limpar toda aquela que da fruto, para que dê mais fruto.”

Palavras dita como consolo? Sim, más por detrás das palavras do Senhor, se há um processo de lágrima e as vezes muita angustia.

Vamos mais a fundo, existe aquele momento em nossas vidas em que tudo parece estar indo certo, em casa nada de brigas, serviço fluindo, vida secular em alivio e principalmente a parte ministerial caminhando ou melhor “correndo” mais rápido do que nunca, porém, o ministério começa a parar e você sem saber o que esta acontecendo, a rotina sua não mudou e como mesmo assim o ministério esta “lento” ?.

Simples, este momento em que parece que as coisas vão mais devagar é o momento de limpeza que você esta passando para poder produzir mais frutos, é o momento aonde você tem que fazer uma introspectiva de si mesmo, para na próxima partida você correr bem mais rápido.

Bartimeu também passou por uma situação similar, ele sofreu a sua vida inteira com a cegueira, mas, quando teve a única oportunidade não desperdiçou. Mostrando a cada um de nós que também passamos pela escola de Deus, a persistência até o resultado.

As vezes você não entende porque não esta pregando como antes, ou quem sabe, você chega até pensar que a culpa disto é sua, más na verdade o Senhor te colocou em um momento de transição para você produzir mais frutos. Você esta na escola de Cristo, todos aquele que entram na escola do Messias saem cheios de vigor!.

Lucas 1.80 diz: “E o menino crescia, e se robustecia em espírito, e esteve nos desertos até ao dia em que havia de mostrar-se a Israel”. O texto nos diz a respeito de João Batista, que ele crescia e se robustecia, más aonde? Sim, no deserto. Podemos estar no deserto, más a verdade é que não importa aonde for a escola de Deus em nossas vidas é lá que vamos crescer se robustecer até o dia em que Ele ira nos usar.

“Vós já estais limpos pela palavra que vos tenho falado” (Jo 15.3)

A limpeza ocorre também quando escutamos as palavras do Senhor nos moldamos a ela.

O momento de limpeza na videira, é quando retiram as folhas para na próxima frutificação, vir mais frutos. Está na hora de observamos (praticar) a palavra e assim retirarmos as “folhas” em nossas vidas que não servem para muitas coisas, e as vezes estão ocupando apenas espaço.

 

Estai em mim e eu em vós. (Vers. 4)

O segredo áureo desta passagem acredito eu, esta no versículo 4. Inclusive, preparei um e-book que uma das aplicações citadas está nesse versículo:

A melhor maneira de produzir frutos é estando n’Ele. Eu e você, estando nele. Muitos tem se acreditado em um evangelho aonde as outras pessoas fazem por você, más na verdade elas contribuem de forma indireta no que cada um de nós faz, más, cabe a nós a atitude de fazer.

Quando estamos nele, produzimos frutos de forma abundante, quando estamos em comunhão com a sua palavra, nada impede de vermos os frutos. A unidade no Corpo de Cristo é fundamental.

Estar em Jesus é realizar a sua vontade, quando somos levados a olhar para a Bíblia Sagrada iremos notar que Jesus chama pessoas para estar ao seu lado, conhecidas como discípulos, inicialmente poderiam ser pessoas sem conhecimentos ou não estando ainda em Jesus, más vamos notar que com o passar do tempo entenderam oque era ser discípulo. A própria definição da vocábulo já nos ajuda muito:

Discípulo: aquele que aprende, ou recebe instrução de alguém; aluno; estudante; aprendiz; seguidor de uma doutrina.

Devemos estar com constantes aprendizados, como se fosse um processo aonde você seria enxertado (introduzido) em Jesus, pense comigo como este processo pode ser difícil as vezes. Ao longo da minha própria vida cristã ,consegui obter bastantes momento aonde estar constantemente em Jesus foi motivo de vitória, pois, como diz a música, passar “pela prova dando glória a Deus”, é fácil de cantar más difícil de realizar.

Más, tenho uma ótima notícia!, quando permanecemos nele o buscando mais ele também permanece em nós. Nada como a presença do seu santo Espírito em nossas vidas. A Bíblia nos dirá incríveis coisas que o Espírito de Deus faz e até como opera em cada um de nós.

É por isso que vemos as vezes ministros e professores do Evangelho com tanta sabedoria em unção, pois estão constantemente perto desse Jesus tão perfeito. Existe um devocional totalmente necessário na vida de pessoas que estudam a Palavra de Deus (exatamente isso que abordei em um PDF falando de como ser um pregador bíblico e não animador de platéia)

O Espírito nos garante das coisas futuras:

“Nos selou como sua propriedade e pôs o seu Espírito em nossos corações como garantia do que está por vir.” (2 Coríntios 1.22)

É necessário nascer do Espírito para entrar no reino de Deus:

“Respondeu Jesus: “Digo a verdade: Ninguém pode entrar no Reino de Deus se não nascer da água e do Espírito. O que nasce da carne é carne, mas o que nasce do Espírito é espírito. Não se surpreenda pelo fato de eu ter dito: É necessário que vocês nasçam de novo.” (João 3.5-7)

O Espírito nos convence do pecado, da justiça e do juízo:

“E, quando ele (Espírito Santo) vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo. Do pecado, porque não crêem em mim; Da justiça, porque vou para meu Pai, e não me vereis mais; E do juízo, porque já o príncipe deste mundo está julgado.” (João 16.8-11)

O Espírito esta conosco para sempre:

“E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre.” (João 14.16)

O Espírito nos guia em toda verdade:

“Mas, quando vier aquele Espírito de verdade, ele vos guiará em toda a verdade.” (João 16.13)

Citei apenas alguns versículos, más que estas palavras de Jesus sirva de consolo para sua vida: “Estai em mim, e eu, em vós”.

 

Conclusão. (Vers. 5)

A passagem termina com Jesus nos dizendo: “Porque sem mim nada podereis fazer”.

Interessante, que ao analisar um contexto ao qual vivemos em uma sociedade pós-moderna, muitas pessoas não cristãs, vivem uma vida de deleites, apartamentos e carros de luxo, uma vida semelhante a do Rico da parábola do Rico e Lázaro (Lc 16.19-31). Pensando nisto, como uma pessoas sem Jesus consegue tantos bens?, se o próprio Cristo disse: “Sem mim nada podereis fazer”.

Simples, o dinheiro pode comprar um “óculos” chamado ilusão, quando você o utiliza tudo em sua volta parece estar dando certo, más, quantas pessoas com muitas posses hoje em dia não sofrem de depressão, não que esteja pregando contra o dinheiro ou uma vida financeira boa, más quero mostrar que as coisas que alimentam nosso exterior não são as mesmas que alimenta o interior. Devemos colocar Jesus dentro de nós, porque sem ele dentro de cada coração nada poderemos fazer, ele é a certeza de que tudo que vivemos está caminhando para o alvo, o céu.

Uma pessoa em Jesus é o segredo certo para ter uma vida realizada.

Aproveite e use também essa passagem para edificação de outras pessoas, acredito que se nós entendermos verdadeiramente essa passagem da Videira, nossa vida será diferente. Com o conhecimento bíblico que você adquiriu pode também mudar as almas ao seu redor.

Se você gostou muito desse aprendizado bíblico, pode receber estudos exclusivos diretamente em seu celular, diversas pessoas já tem testemunhado das transformações em suas vidas por intermédio da palavra de Deus, basta clicar na imagem abaixo ou se preferir clique aqui.

 

. .

35 Respostas: Pregação: Eu sou a videira verdadeira (Jo 15.1-5)

  1. Lucia disse:

    Maravilhoso este estudo que Deus abençoe a todos que se preocupam em nos ensinar a palavra de Deus

    • Felipe Bernardino disse:

      Amém irmã Lucia, ficamos feliz em saber que a Enfoque Bíblico contribuiu para os seus aprendizados, esperamos que Deus venha te suprir em todas as necessidades, fica na paz!

  2. Monique Bomfim disse:

    Esse estudo foi maravilhoso disse tudo que precisamos saber, Jesus nossa esperança é sem Ele nada poderemos fazer.

  3. Eliomar vieira disse:

    muito bom gostei muito uma bencão

  4. M R Alves disse:

    Muito bom! Em estudo fruto da iluminação do Espírito Santo. Deus seja louvado!

  5. José arimateia disse:

    Está palavra foi para mim uma grande bênção de Deus

    • Felipe Bernardino disse:

      Irmão José, que bênção! Ficamos muito felizes em saber que nosso estudo foi um bálsamo em sua vida. Que Deus abençoe, fica na paz!

  6. José arimateia disse:

    Sim é muito bom saber que Deus levantar profeta na terra

  7. Elder Carlos disse:

    Bom obrigado por este estudo maravilhoso mesmo era uma coisa que eu procurava.

  8. Valdomiro mota de castro disse:

    Muito boa esta mensagem aprendi muito vou continuar estudando.

  9. Maria Benedita Noronha Oliveira disse:

    Muito bom o estudo aprendi muito com essa passagem bíblica.Graças a Deus.Maravilhoso.

  10. Claudiene disse:

    Palavras edificantes para nossas vidas.

  11. Rubens Olimpio disse:

    Uma benção pra minha vida foi esse estudo. Que Deus continue lhe abençoando grandemente.

  12. Bene disse:

    Olá. Como bom Católico, estou sempre em busca de material que enriqueca meus conhecimentos e confesso que muito me ajudou esta pregação. Parabéns pela forma humilde com que conduziu esta reflexão.

    • Felipe Bernardino disse:

      Amém irmão Bene, aqui graças a Deus pregamos a Bíblia Sagrada, e todos que tem essa vontade de aprender, podem a qualquer momento desfrutar desses estudos, e fico muito feliz que consegui ajudar o senhor… Deus abençoe!

  13. Rinaldo Ap galdiano disse:

    Preciso entrar em contato com vc como fazer?

  14. Joaquim Sebastiao Pinto disse:

    Gostei de compreender sobre a leitura do texto

  15. Joaquim Sebastiao Pinto disse:

    Ok

  16. Jackson disse:

    Em Gálatas 5,22 não achei os frutos do Espírito !!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *