5 Aprendizados na vida de Rute com Boaz (Rute 2.8-16)

5 Aprendizados na vida de Rute com Boaz (Rute 2.8-16)

5 aprendizados com rute e boaz

O livro de Rute é desenvolvido dentro de um contexto familiar. Percebemos nela uma família que encontra a fome, crise financeira, doença e morte. É dentro desse contexto que é desenvolvido os relatos de Rute.

Mas Rute é um exemplo vivo de que o amor de Deus não é tribal, mas universal. Pois mesmo ela sendo moabita, foi agraciada por Deus e recebeu sua redenção.

  • O livro de Rute começa com morte. Mas termina com nascimento.
  • Começa com falência financeira, termina com fartura.
  • Começa com uma família sendo destruída pela morte, mas termina com a felicidade de um casamento.
  • Começa com fome, mas termina com bonança.

Diante desses detalhes, que Deus tem algo a nos ensinar nesse livro. Quero nesse estudo, levantar alguns aprendizados que recolhemos na vida de Rute.

Você vai ser nesse estudo:

  • Boaz é um homem que oferece graça.
  • Boaz é um homem que oferece provisão.
  • Boaz é um homem que oferece consolação.
  • Boaz é um homem que oferece comunhão.
  • Boaz é um homem que transcende em seus atos de bondade.

Lembrando que esse estudo é retirado de Rute 2.8-16, se você ainda não leu esses versículos, recomendo que leia para um maior aproveitamento.

Boaz é um homem que oferece graça (2.8-10)

Boaz oferece para Rute um campo para colheita. Diante disso, ela se prostra e reconhece que achou graça diante dos olhos de Boaz.

Boaz é uma imagem daquilo que Cristo nos entregou.

A graça é o “favor imerecido” da parte de Deus. A maior graça que temos na nossa vida é a salvação (Efésios 2.8).

  • Nós não merecíamos a salvação, mas ele derramou sobre a nossa vida.
  • Não existe mérito algum que nos faça ser salvos, mas pela graça nós somos salvos.
  • Por mais santo que eu seja, por mais virtude que tenha, ainda que busque continuamente se afastar do pecado. Nada disso seria suficiente se Cristo um dia não tivesse derramado sobre nós a sua graça.

A igreja só é fortalecida por causa da graça. Em Atos 4.33 vemos a Bíblia mencionando que na igreja primitiva havia “abundante graça”.

  1. Essa graça só havia na igreja primitiva, porque o Espírito Santo tinha descido. (Atos 2)
  2. Essa graça só tinha por que mesmo sendo presos não largavam a Jesus (Atos 2.3)
  3. Essa graça só existia porque não tinha medo e nem vergonha de falar da mensagem da Cruz (Atos 4.8)
  4. Essa graça só existia porque aquela igreja não deixava de orar ao Senhor (Atos 3.1 e Atos 3.24)

Boaz vira para Rute e fala: “Rute não vá colher em outro campo, porque existe espaço para você aqui.”

  • Deus tem espaço para você no Reino dEle.
  • Não precisa sair de perto da presença daquele ao qual te oferece graça.
  • Não é tempo de se afastar da graça de Deus, nosso compromisso é com as coisas dEle, fazendo a vontade dEle.

Quando estamos falando sobre graça, devemos aprender com Paulo a respeito do Evangelho da graça que pregamos. Porque aquilo que recebemos é do Mestre e não nosso. Nos foi confiado por graça. (Atos 20.24)

  • O ministério não é para ficar usurpando de privilégios, mas é de renúncia. (Mas em nada tenho a minha vida por preciosa)
  • O ministério não foi conquistado por nossa capacidade, empenho ou formatura. O ministério é dado por Cristo pela graça (A minha carreira e ministério que recebi do Senhor Jesus).
  • O que nós pregamos não é meritocracia, autoajuda, contos de fadas, histórias inventadas. O que nós pregamos é o evangelho da graça. (Para dar testemunho do evangelho da graça de Deus)

Boaz é um homem que oferece provisão (2.9)

Boaz oferece para Rute provisão. Se ela precisasse de colheita, ela tinha, se precisasse de água para beber tinha também.

Nós servimos a um Deus que tem provisão para nossas vidas.

Aos ricos afortunados, as vezes colocam suas esperanças nas riquezas, e utilizam isso como provisão. Mas nós não colocamos a nossa confiança em dinheiro e sim no nosso Deus.

Nosso Deus ele demonstra seu cuidado em tudo. (Salmos 104.10-15)

  • Vers. 10 – É Ele que cria as nascentes dos rios.
  • Vers. 11 – É por intermédio dessa nascente que os animais saciam sua sede.
  • Vers. 12 – As aves fazem ninhos nos riachos e louvam ao Senhor por causa da sua obra.
  • Vers. 13 – Da sua habitação (céu) ele rega os montes e toda terra está cheia do seu trabalho.
  • Vers. 14 – É Ele que faz da terra brotar tudo que utilizamos para mantimento.
  • Vers. 15 – É ele que faz o vinho para alegrar o coração, azeite para reluzir o rosto e o pão para te dar forças.

A provisão de Deus nas nossas vidas é sem medidas. Ele tem nos sustentado em tudo.

Contudo, temos que entender que “dependemos mais do provedor do que da provisão”. Quem faz é Deus, quem pode todas as coisas é Deus. Não devemos se agarrar na provisão mas no provedor.

Tem gente que:

  • Tem perdido o sono por causa da dúvida.
  • Tem andado preocupado, por causa da dúvida.
  • Você cumprimenta, pergunta se está bem e a pessoa diz: “podia estar melhor.”
  • Vive uma angústia interior por causa das questões que não foram resolvidas.
  • Não tem mais paz na sua vida, por causa dos problemas e adversidades.

Nós não temos que viver desse modo, porque nós colocamos a nossa confiança no provedor e não na provisão.

Independente de quando chegar a resposta de Deus, eu tenho certeza de uma coisa, ela chega. Independente do processo que existe até o dia da vitória, eu sei que ela chega.

Tem um texto que acho interessante: “Meus irmãos, considerem motivo de grande alegria sempre que passarem por qualquer tipo de provação, pois sabem que, quando sua fé é provada, a perseverança tem oportunidade de crescer. E é necessário que ela cresça, pois quando estiver plenamente desenvolvida você serão maduros e completos, sem que nada lhes falte.” (Tiago 1.2-4)

  • Tiago diz que devemos ter alegria sempre que passarmos por qualquer tipo de provação. Como isso é possível?
  • Tiago tinha certeza que a prova da nossa fé, é uma oportunidade de crescimento. Porque somente em crescimento vamos experimentar o melhor de Deus na nossa vida.
  • As provações da nossa vida, servem para declarar crescimento da parte de Deus em nós. Porque Ele é o Deus da provisão, e mediante as provisões que ele tem feito em meio as provações, nós vamos experimentar o melhor de Deus na nossa vida.

Boaz é um homem que oferece consolação (2.13)

Rute era estrangeira, tinha abandonado tudo. Sua família, terra, povo e deuses. Mas Boaz, diante das bondades feita a Rute, trouxe consolação para sua vida.

Nós também temos consolação da parte de Deus, porque temos o Consolador.

Em João 14.16-17 Jesus nos trás a realidade de um consolador.

  • Outro consolador: Outro semelhante a Jesus.
  • O mundo não pode receber, porque não vê e não conhece, mas nós temos ele habitando dentro de nós.
  • Ver e Conhecer: O consolador é visível na vida daqueles que o tem, podemos conhecê-lo intimamente.

É esse consolador que testifica em cada um de nós a existência de Jesus (João 15.26)

Quando temos esse consolador em nossa vida, ele chega tomando espaço. Quem realmente serve ao Espírito Santo, não tem tempo para ficar se embaraçando com as coisas dessa terra, antes é cheio do Espírito (Efésios 5.18)

O maior privilégio que temos hoje em dia, é ter o Consolador morando dentro de nós (1 Coríntios 3.16)

  • Gosto de uma frase que diz: “No antigo testamento era Deus em cima e o homem em baixo, no novo testamento é Deus caminhando ao lado do homem, agora na era da graça é Deus habitando dentro do homem.”

Nós só somos vasos de barro, o verdadeiro tesouro é o Espírito Santo que habita em nós (2 Coríntios 4.7)

Um crente cheio do Consolador, é uma pessoa virtuosa. Porque o Espírito Santo vem, e traz benefícios (Efésios 5.19-21):

  • Comunhão: “falando entre vós com hinos e cânticos espirituais.”
  • Adoração: “entoando e louvando de coração ao Senhor.”
  • Gratidão: “dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai.”
  • Submissão: “Sujeitando-vos uns aos outros no temor de Cristo.”

A igreja precisa do poder do Espírito Santo, do consolador, para tirar os olhares para especulações teológicas e começar a olhar mais para a obra missionária. Parar de se perder com coisas que roubam nosso foco.

2 Coríntios 1.22 – Deus nos selou e como garantia do que está porvir (penhor) nos deu o Espírito Santo.

  • Estamos Seguros e selados por causa do Espírito Santo que está em nós.

Boaz é um homem que oferece comunhão (2.14)

Boaz concede a Rute o assentar na mesa. Isso é um sinal de comunhão. Boaz estava oferecendo comunhão para Rute, tanto de sua parte como também dos outros trabalhadores.

Quando nós olhamos para a Bíblia, a palavra comunhão ela é principalmente utilizada no Segundo Testamento. Trazendo pelo menos dois significados:

  1. Nossa comunhão com Deus.
  2. Nossa comunhão com o próximo.

Podemos observar por exemplo em 1 João 1.6, aonde menciona sobre nossa comunhão com Deus.

  • Se temos verdadeiramente comunhão com Deus, andamos na luz.
  • Se temos verdadeiramente comunhão com Deus, não mentimos.
  • Se temos verdadeiramente comunhão com Deus, praticamos a verdade.

Porém, quero me atentar a esse ponto, principalmente na comunhão com o próximo. Por que? Porque igreja é família, e família é lugar de comunhão, de assentar-se a mesa.

A comunhão na igreja é algo que Cristo deixou para nós praticarmos por intermédio da sua Palavra. Atos 2.42 nos fala que a igreja primitiva perseverava na comunhão.

  • Efésios 4.16: Quando o corpo está bem ajustado, todos crescem, aumentando o corpo para sua edificação em amor.
  • 1 Coríntios 14.26: A igreja tem diferentes dons, mas todos eles são utilizados para um só propósito que é a edificação.
  • Hebreus 12.14: Sem a comunhão (paz com todos) jamais veremos a Deus.

A igreja de Cristo Jesus deve preservar e promover a comunhão. Não somos pessoas que ficam se perdendo com aquilo que não deve, antes temos comunhão uns para com os outros.

Boaz é um homem que transcende em seus atos de bondade (2.15-16)

Vale destacar aqui, que Boaz foi o remidor de Rute. Cumprindo a lei do levirato.

Boaz casa-se com Rute, a tendo como mulher e suscitando descendência para ela. Rute tem um filho.

Filho aqui no livro de Rute, sinal de esperança. Sinal que mesmo diante das crises que viveu, ainda foi levantado por Deus uma esperança de sua história continuar na face da terra.

Para nós ainda está guardada uma esperança no céu. A respeito dessa esperança, podemos mencionar algumas coisas:

  1. Ela está fundamentada não em sentimentos humanos, mas na promessa divina.
  2. Ela está fundamentada não em circunstâncias, mas naquele que governa as circunstâncias.
  3. Ela está fundamentada não nas ações humanas, mas nas intervenções divinas.

Se Deus falou que realmente nos está reservado uma esperança no céu, devemos veementemente buscar essa esperança.

Essa esperança, é reservada para aqueles que tem as características de Rute:

  1. Rute tinha lealdade (Rute 1.10)
  2. Rute se converteu ao Senhor (Rute 1.16-17)
  3. Rute trabalhava e tinha esforço naquilo que fazia (Rute 2.7)
  4. Rute era uma pessoa virtuosa (Rute 3.11)

Interessante que as virtudes de Rute eram visíveis, ou seja, toda a cidade via essas características em Rute.

5 Comments

  1. Palavra muito boa abençoada por Deus edficante Deus e fiel continue te usando para ser canal na vida de muito

  2. Claudiasousa disse:

    Gostei muito desse estudo bíblico uma bençao

  3. Alice Cossa disse:

    gostei do ensinamento obrigada.

  4. vera mathias disse:

    a paz do senhor a todos.gostei muito desse estudo. bencã0 de Deus para nossas vidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PREGADOR QUALIFICADO