5 Segredos para ter uma Liderança Cristã Qualificada

Uma das coisas mais honradas é um líder cristão, quando falamos de liderança, estamos mencionando algo que tem evidência e destaque. Pois o líder conduz seus seguidores.

A liderança cristã hoje em dia está até um pouco “manchada”, devido ao alto número de líderes com motivações erradas ao tentar influenciar o rebanho.

Contudo, quando atingimos esse nível chamado liderança, não podemos fazer de qualquer jeito, em um linguajar mais urbano “fazer com o braço curto”.

Quando observamos Jesus falando as sete igrejas do Apocalipse, vemos que ele destina as cartas ao anjo da igreja, falando dos problemas. Quem era o anjo da igreja?

Naquela época era o Pastor, o qual também podemos chamar de líder da igreja. Com isso, o primeiro a ser cobrado foi justamente o líder.

Não fique pensando que com você vai ser diferente, se você está liderando um povo, tem uma cobrança muito forte em sua vida, e você deve ter as responsabilidades e qualificações necessárias para fazer o povo de Deus caminho no sentido certo.

Como resultado, resolvi escrever esse artigo pontuando 5 segredos para ter uma liderança cristã qualificado, veja:

  • #1 – O líder deve ter as motivações corretas
  • #2 – Decisão bem definida segundo Deus
  • #3 – Um líder deve demonstrar compreensão
  • #4 – Um líder deve ter autocontrole
  • #5 – Disponibilidade para assumir as responsabilidades

Se você tiver algo para acrescentar ou alguma dúvida, pode utilizar o campo comentário livremente.

Vamos ao artigo…

#1 – O líder deve ter as motivações corretas

A liderança mais do que qualquer outra pessoa, deve ter as motivações corretas para estar na posição que ocupa.

Percebemos que apesar de algumas coisas “parecer conduta cristã”, se tiver uma motivação errado por atrás daquilo, nada adianta, vou citar exemplos para você:

  • Se eu quiser me casar apenas para “saciar o desejo da minha carne”.
  • Se eu desejo ser um líder para ter o destaque.
  • Se quero conquistar pessoas, visando o benefício que elas me trás.

Essas três coisas que mencionei acima, é apenas uma pequena parte de uma parcela muito maior. Vou me deter ainda nelas, para ficar o mais claro possível.

Imagine um jovem querendo se casar, você olha para essa situação e acha “incrivelmente cristã”, afinal, é para isso que serve o namoro, não é mesmo? Contudo, a motivação que existe por trás é somente satisfazer o desejo da carne.

Você vê uma pessoa que diz: “Eu quero ser um grande líder”. Que maravilhoso! A obra de Deus precisa mesmo de pessoas comprometidas em darem o seu melhor, contudo, a motivação por trás dessa fala pode ser apenas para ser uma pessoa de destaque.

Você consegue perceber o quanto a motivação altera o sentido real das coisas?

A liderança deve ter sua motivação bem estabelecida, um propósito claro em sua mente, faça as seguintes perguntas a você mesmo:

  • Por que estou ocupando esse cargo de liderança?
  • O que tenho feito?
  • Qual o sentido que tenho feito os liderados caminhar?
  • Qual o meu propósito verdadeiro no que estou fazendo?
  • O que me motiva a ser um líder?

Se existir alguma brecha na sua liderança cristã, você vai perceber com as perguntas acima. Faça a si mesmo com o máximo de paciência possível, e buscando realmente a resposta concreta e não superficial.

Gosto de uma frase do Pr. Elizeu Rodrigues que diz: “Tem gente que sabe de onde veio, mas não sabe para onde vai.”

Essa pode ser a realidade de algumas pessoas, as vezes até neófitas na fé, contudo, jamais deve ser a realidade de um líder cristão.

#2 – Decisão bem definida segundo Deus

Uma das grandes expectativas daquele de são liderados, é que possa encontrar respostas quando conversam com seus líderes.

Um líder cristão que não apresenta decisões e respostas diante dos liderados, possivelmente não vai conseguir influenciar de maneira positiva.

Para se ter essa decisão certa a ser tomada independente da situação é necessário intimidade com Deus. Você não conseguir guiar o povo sem desenvolver relacionamento com o Espírito Santo.

Por mais que você tenha “estratégias” na mente, essas podem não ser a correta, pois no mundo espiritual quem está no controle de tudo é Deus, por isso, você precisa ter intimidade com Ele, para conseguir tomar as decisões corretas.

Não demonstre aos seus seguidores que está perdido, pois se fazer isso, eles também vão ficar perdidos.

A passagem de Mateus 17.24-27, mostra Jesus e Pedro pagando tributo, nessa passagem o interessante é que, os coletores de impostos se aproximam do Pedro e perguntam: “vosso mestre não paga a didracma?”  

Pedro prontamente responde: “Sim”, contudo, ele foi precipitado em falar isso, pois nem ele mesmo sabia se o seu Mestre pagava didracma.

Porém, Jesus como o maior líder que já existiu na humanidade, quando Pedro veio apresentar esse problema a Ele, prontamente deu uma solução: “vai ao mar e joga o anzol. O primeiro peixe que subir, segura-o e abre-lhe a boca. Acharás aí um estáter. Pega-o e entrega-o a eles por mim e por ti.”

A grandeza de um líder, está em apresentar decisões que resolva o problema daqueles que o procuram. Se você não tiver respostas, não será fácil sua vida como líder.

#3 – Um líder deve demonstrar compreensão

Existem situações que você passou e eu ainda não passei, ao contrário também é valido.

Da mesma forma, existe coisas que seus liderados não sabem. Com isso, você deve demonstrar a compreensão em entender o processo que cada um está vivendo.

Se você for aquele líder ao qual é incompassivo, sem temperança no falar. Possivelmente, só vai afastar as pessoas que estão em sua volta.

Por mais que pareça “simples” para você, para aquele que pediu sua ajuda, não é.

Algo que devemos compreender como líderes também é que devemos tratar as pessoas como se fossem únicas em sua vida. Isso, aprendi e tenho propagado em minha vida.

Quando sentar para aconselhar uma pessoa, ou ajudar em uma causa, faça aquilo ser uma situação única, ao qual as pessoas vejam o zelo que tem por aquilo.

Com o zelo adequado, você não vai dar lugar para a incompreensão, antes, vai entender os detalhes de cada situação.

Com a compreensão se obtém o carisma dos liderados, e isso é ótimo. Quando uma pessoa tem carisma com seu líder, abre um leque de oportunidades, e você vai conseguir ainda mais a ajudar aquela pessoa.

Jesus em nenhum momento demonstrou incompreensão, antes temos como exemplo Bartimeu, o cego de Jericó (Marcos 10.46-52).

Bartimeu clamava aos gritos, a multidão o reprimia, devido a inconveniência que estava causando. Mas, seu clamor chegou até Jesus, e ele de forma calma e compreensiva atendeu prontamente a Bartimeu.

Que esse seja um exemplo para seu ministério como líder.

#4 – Um líder deve ter autocontrole

A Bíblia nos menciona um do fruto do Espírito (Gálatas 5.22) como sendo a temperança, a temperança nada mais é do que você ter um equilíbrio em sua vida.

Quando olhamos para o papel da liderança cristã, não tem como sem um autocontrole (temperança).

Você já viu aquela pessoa que:

  • Fala o que quiser quando quiser.
  • Está mais preocupada em satisfazer suas vontades do que agradas os outros.
  • Fala alto e faz coisas desnecessárias.
  • Quando era para focar em algo, está fazendo outra coisa nada relacionado.

Essas pessoas podem até existe, mas o líder jamais pode ser uma delas. Você tem que saber o que fazer e acima disso, o momento certo em se fazer.

Existe algumas pessoas que tenho a oportunidade de conhecer, uma delas, grande amigo meu. Sofre desesperadamente com vídeo game, jogar não é pecado, contudo, quando deixo meu papel de líder para fazer isso, se torna um erro gravíssimo.

Quem sabe na sua vida existem coisas que está tirando seu autocontrole, como:

  • Vídeo Game.
  • Futebol.
  • Academia.
  • Vídeos.
  • Televisão.

Essas coisas devem ser utilizadas com sabedoria, você não deve jamais ser dominadas por ela.

Vale ressaltar, ainda falando sobre autocontrole, que a pessoa também precisa saber o momento certo de se pronunciar e como fazer isso com excelência.

As suas palavras devem sempre mostrar que você tem controle do que está fazendo, não está agindo com raiva, ira ou qualquer outro sentimento indesejado. Se porventura estiver sentido isso, melhor é não se pronunciar e pedir a ajuda do Espírito Santo para falar de maneira correta.

Tem até um versículo que vai nos falar mais a respeito disso:

“Antes, reverenciai a Cristo como Senhor em vosso coração, estando sempre preparados para responder a qualquer pessoa que vos questionar quanto à esperança que há em vós.” (1 Pedro 3.15)

Pedro quando escreve esse texto nos diz que devemos estar preparados para responder qualquer pessoa, ou seja, ser uma pessoa equilibrada ao fazer isso.

Quando demonstramos sentimentos de raiva, revolta, ira e etc… Em nossas falas, é um sinal que estamos despreparados.

#5 – Disponibilidade para assumir as responsabilidades

Você já percebeu que nós como seres humanos somos tendenciosos a culpar outras pessoas? Um grande exemplo disso é Adão e Eva.

Quando o pecado acontece, Deus pergunta para adão o que houve e ele diz: “Foi a mulher que tu me deste”, depois pergunta para Eva, e ela responde: “Foi a serpente.”

Percebeu? Que o ser humano sempre vai procurar culpar alguém?

Isso não deve ser uma atitude sua como líder, você não deve colocar a culpa de erros em seus liderados ou outras situações.

Assuma as responsabilidades, se você acha que em algum momento não deu certo algo, a culpa pode estar em você por não ter desenvolvido o papel que era necessário.

Atualmente sou diretor da Escola Bíblica de minha igreja, uma das grandes dificuldades que um diretor pedagógico sofre é com a falta de professor. Se porventura, um dia, o professor faltar devido a um inconveniente, quem vai dar a aula?

É exatamente nesse momento que eu, no meu papel de líder, assumo as responsabilidades e entendo que se o professor faltar, eu devo dar a aula. Isso me faz estar sempre preparado.

Independente do papel que liderança que você exerça nesse momento, pare de:

  • Colocar a culpa em outras pessoas.
  • Fugir dos compromissos.
  • Achar erro em tudo menos em você.

Antes de culpar alguém, culpe a si mesmo.

Conclusões Gerais

O que foi abordado é em base completo, mas existem muitas outras coisas que devem sempre fazer a diferença em sua liderança.

Não pare de estudar e aprender ao final desse artigo, você ainda tem milhares de conteúdos publicados pelo mundo a fora ao qual vai te ensinar algo.

Tenho certeza que a expectativa de Deus referente a sua vida nesse exato momento é que você possa crescer em graça e conhecimento.

Esteja sensível para as lições que o Espírito Santo quer te ensinar, tenho certeza que tem muito a aprender.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PREGADOR QUALIFICADO