A importância do batismo nas águas: Qual o significado do batismo?

Será que temos dado o devido crédito para ordenança bíblica do batismo nas águas? Veremos como deve ser tratado esse assunto nos dias atuais. Não podemos esquecer essa ordenança bíblica menosprezando-a, foi Jesus que nos ensinou esse ritual sagrado!

Os próprios judeus praticavam o batismo em águas na antiguidade (abordaremos esse assunto no decorrer do estudo). Aliás, o maior exemplo de batismo foi do próprio Jesus que indo até João, foi batizado.

O batismo simboliza para o cristão um renascimento, sendo morto para o mundo e nova criatura em Cristo Jesus (Gálatas 2.20).

Por isso é tão necessária essa confissão pública diante do mundo, pois por meio dele comprovamos que as coisas velhas já passaram (Efésios 4.22-24).

Esse estudo faz parte da série de batismo nas águas que publicamos em nosso site, você pode acompanhar mais estudos sobre esse assunto clicando aqui.

Está cansado de pesquisar sobre esse assunto e não achar o que precisa? Acompanhe! Tem sido uma benção na vida de diversas pessoas e pode ser na sua.

O mundo tem comentado muito ultimamente a porcentagem de homicídios, roubos e mortes. Porém pouco se fala sobre quantas pessoas desceram as águas, essa informação deveria ser compartilhada. Por isso nós da Enfoque Bíblico queremos manter vivo esse tema.

Esse assunto é delicado, muitas pessoas acreditam que somente por ele é possível chegar a salvação, más tenho que comentar logo de início, o batismo não impede a salvação, saiba o porquê lendo até o final do estudo.

Existem no mínimo quatro verdades que você vai aprender nesse estudo, e ainda muito mais. Porém, essas quatro são essenciais (Considero a quarta mais importante):

Ficou curioso? Por isso, veja uma lista de aprendizados e benefícios que vai adquirir com esse estudo:

  • Batismo, a ordenança deixada por Cristo.
  • Como os judeus batizavam na antiguidade.
  • O significado do batismo cristão.
  • Como algumas igrejas vê o batismo nas águas.
  • Jesus o maior exemplo de batismo.
  • Existe um motivo para eu ser batizado?
  • O batismo é necessário para a salvação?

Esse estudo se baseia nos 5 passos altamente eficaz para um bom estudo bíblico, exercemos cada um deles para não ocorrer nenhum erro, eu recomendo:

 

O batismo nas águas é uma ordenança de Jesus

Existe uma polêmica em volta de dizer-se se o batismo é uma ordenança ou sacramento religioso. Porém ao que me parece essa discussão gira em torno do significado de ambas as palavras no português e não sobre o ritual por nome batismo.

Ordenança: Ato ou efeito de ordenar, organizar.

Sacramento: Juramento.

Precisamos reconhecer que independentemente de como você quer chamar, é algo divino deixado por Jesus Cristo. Momentos antes da ascensão, Jesus deixou o seu ide, contido em Mateus 28.19, dizendo, ir e batizar em nome do Pai, Filho e Espírito Santo.

Deixou-nos isso ensinando como deve proceder o ato de evangelização do mundo, mostrando que o processo de discipulado vai além de pregar o evangelho com a voz. Devemos acompanhar de perto o desenvolvimento do novo convertido.

Isso mostra o nosso papel como a igreja de Jesus, devemos ser capazes de levar as pessoas até Ele. Procedido de uma confissão de fé pública, que é o batismo nas águas. Não existe como contestar que o batismo foi deixado por Cristo.

Jesus deixou-nos isso a fim de sermos reconhecidos como membro de seu corpo publicamente. Não sei se teve a oportunidade de ir em batismos, eu já fui em vários. É algo lindo de se ver, existem pessoas que saem chorando, outras já entram em lágrimas e podemos ver o agir do Espírito Santo naquele lugar.

Ainda falando sobre o batismo ser ordenado por Jesus. A bíblia revela em Mateus 3.13, que o próprio Jesus veio da Galileia ao Jordão para ser batizado. Até Jesus reconhecia que isso é algo que deve ser feito.

Em Marcos 16.17 o versículo ainda é mais enfático dizendo: Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado. Porventura existe como dizer ao contrário a esses versículos? Não! O batismo foi deixado para ser exercido pelos cristãos.

Más diante do versículo de Marcos nos resta uma dúvida, será que o batismo é necessário para a salvação? Aqueles que não foram batizados serão salvos? Veja o tópico seguinte.

 

O batismo é necessário para a salvação?

Embora reconheçamos que Jesus ordenou o batismo, não devemos dizer que o batismo seja necessário para a salvação. Essa questão é levantada até hoje pela igreja católica, e acreditam seus fiéis que sem ele não há salvação.

Vejamos uma breve comparação e discordância sobre o batismo entre católicos e evangélicos:

Católicos: Segundo eles a salvação vem pela manutenção dos sacramentos, tendo eles 7 (sete) sacramentos ao total, o batismo sendo um deles. O Catecismo da Igreja Católica, de 1994, diz, acerca da questão #1129: “A Igreja afirma que, para os crentes, são necessários os sacramentos da Nova Aliança para a salvação”.

Evangélicos: Dizer que o batismo ou qualquer outra obra é necessário para a salvação equivale a dizer que não somos justificados somente pela fé, mas sim pela fé e determinada “obra”, a obra do batismo. Então, a salvação é pela fé.

As pessoas que acreditam no batismo como necessário para a salvação, geralmente utilizam do texto já citado no tópico anterior, Marcos 16.17. Porém, vale ressaltar que o versículo nada afirma sobre quem crê e não é batizado. O texto está falando apenas de casos gerais.

Para melhor compreensão, lembremo-nos da declaração de Jesus ao ladrão da cruz, que estava à beira da morte, ele disse: “Em verdade te digo que hoje estarás comigo no paraíso” (Lucas 23.43).

O ladrão não pôde ser batizado antes de morrer na cruz, mas certamente ele foi salvo naquele dia. Não tem como se opor dizendo que ele foi salvo devido a nova aliança (ao qual faz referência ao batismo nas águas) não ter entrado em vigor, porque Jesus foi morto antes de qualquer um dos dois ladrões crucificados junto com ele (João 19.32-33).

Outra razão porque o batismo não é necessário para a salvação é que nossa justificação dos pecados ocorre quando cremos com a fé salvífica e não quando somos batizados nas águas, que geralmente ocorre mais tarde.

Portando, se uma pessoa creu com a fé salvadora, logo seus pecados estão perdoados e foi justificada (1 João 2.1-2), sendo assim, o batismo não é necessário para o perdão dos pecados, nem para se receber a vida espiritual nos céus.

O batismo, então, não é necessário para a salvação. Mas é algo necessário, se queremos obedecer a Cristo, pois ele ordenou o batismo para todo aquele que nele crê. É mais ou menos assim:

Se tenho a oportunidade de me batizar, assim devo fazer. Porém, se não tive a oportunidade devido a ter aceitado Jesus em um momento crítico em minha vida, caso ocorra a morte. Não serei impedido de obter a salvação.

Mas afinal, se o batismo demonstra obediência, porventura Jesus foi obediente a isso? tire sua dúvida na continuação desse estudo.

 

Jesus nosso maior exemplo de batismo

Jesus também foi batizado, o relato de Mateus 3.13-17, diz que Jesus foi até João para ser batizado por ele. Diante disso, João responde: “Eu careço de ser batizado por ti, e vens tu a mim?”. João sabia que quem estava ali era o Filho de Deus.

Ele não precisava ser batizado por nele nunca foi achado nenhum pecado (Hebreus 4.15). Mesmo assim, respondeu para João: “Deixa por agora, porque assim nos convém cumprir toda a justiça”.

Cumprir toda a justiça é deixar-nos o exemplo, mostrar que se até Ele sendo santo e puro foi batizado, imagine cada um de nós. Devemos assim como a Videira Verdadeira, cumprir a justiça de Deus em nossas vidas, obedecendo ao batismo.

Você conhece pessoas que ignoram essa verdade? Relutam com o batismo, acreditando que se continuarem deixando de lado esse exemplo de Cristo, vão ter outras oportunidades. Não podemos brincar na nossa vida cristã. Assim como Cristo fez, devemos nós também ser exemplos.

O batismo nas águas, deixado pelo Mestre. Também era exercido por Judeus de uma forma semelhante porém com conceitos errados, veja.

 

Judeus batizavam os prosélitos

Os Judeus antes e durante a época de Cristo, também batizavam os prosélitos, ou seja, aqueles que se convertiam ao judaísmo. Prosélitos, era o nome daqueles que apesar de não serem judeus por nascimento, iam morar em lugares judaizantes ou aqueles que abraçavam essa fé independentemente de onde estavam.

Segundo historiadores, esse batismo era realizado por submersão nas águas. O prosélito ficava com água até o pescoço enquanto se lia a lei, ao término da leitura era submerso nas águas, significando que deixava sua religião pagã para seguir o judaísmo.

Porém, o próprio Jesus condenou esse batismo, leia a impressionante exclamação de Cristo em Mateus 23.15:

“Aí de vós, escribas e fariseus, hipócritas! Pois que percorreis o mar e a terra para fazer um prosélito; e, depois de o terdes feito, o fazer filho do inferno duas vezes mais do que vós.”

Jesus sabia que a lei, ou, as atitudes dos escribas e fariseus não era suficiente para a salvação. E como já foi dito o batismo também não, más unicamente a fé no Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo (João 1.29). Faziam isso por tradição deles e não porque Deus tinha ordenado.

Quando Jesus foi batizado, aqueles que viram sabiam bem o que ocorria nessa cerimônia e aquilo que ela significava. Afinal o próprio João Batista foi um grande profeta batizador nos tempos de Jesus.

Ele pregava o “batismo de arrependimento para a remissão dos pecados” (Mateus 3.1; 3.8-10). Foi um grande precursor dessa incontestável vontade de Deus para as nossas vidas. João sabia o significado do batismo na vida do cristão, e é isso que iremos analisar em detalhes a seguir.

 

Os significados do batismo na vida do cristão

Quando o candidato desce ás águas observamos uma figura do descer a sepultura e do sepultamento. O sair das águas é uma figura da ressurreição com Cristo para que se ande em novidade de vida. Assim, o batismo representa muito claramente a morte do velho modo de vida e o ressuscitar para um novo tipo de vida em Cristo.

Às vezes faz-se objeção de que o essencial simbolizado no batismo não é a morte e ressurreição com Cristo, mas sim ser purificado e limpo dos pecados. Certamente é verdade que a água é um símbolo evidente do lavar e da purificação e que as águas do batismo simbolizam de fato tanto o lavar e a purificação dos pecados como a morte e ressurreição com Cristo.

Porém, seria um erro afirmar que o batismo só faz menção da purificação. O texto de Colossense 2.12 diz-nos sobre o sepultamento e ressurreição:

“Sepultados com ele no batismo nele também ressuscitastes pela fé no poder de Deus, que o ressuscitou dos mortos.”

Para ajudar, Romanos 6.3-5 complementa, dizendo:

“Ou não sabeis que todos quantos fomos batizados em Jesus Cristo fomos batizados na sua morte? De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como Cristo ressuscitou dos mortos pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida. Porque, se fomos plantados juntamente com ele na semelhança da sua morte, também o seremos na da sua ressurreição.”

Porque devo ser batizado? Ser batizado é mostrar que não tem mais prazer nas coisas do mundo. Quando tomamos essa atitude nosso corpo não deve viver na prática do pecado, qualquer momento que esse velho hábito vir a se manifestar deve ser aniquilado, deixando o Espírito Santo brilhar em nossos corações.

Não podemos procrastinar essa atitude de descer as águas, você que conhece alguém na situação de reter esse ato sagrado, oriente ele falando que isso é necessário como profissão de fé. Acredito também que, não podemos descer as águas de qualquer maneira. Nosso interior deve ter certeza no Filho de Deus.

É glorioso pensar que ir até as águas é algo tão lido como tem sido descrito, logo sabendo de tudo isso um sentimento de louvor a Deus, incendeia nossos corações. Se as igrejas ensinassem tais verdades com mais clareza, o batismo seria uma ocasião de muito maior benção entre os cristãos.

Diante disso também pode surgir uma dúvida, quem deve ser batizado? eu devo ser batizado? O modelo revelado em vários textos do Novo Testamento mostra que somente os que fazem uma profissão de fé digna de crédito deve ser batizado.

Essa posição é muitas vezes chamada “batismo de convertidos”, já que defende que somente os que creram em Cristo (ou, mais especificamente, os que deram provas razoáveis de terem crido em Cristo) devem ser batizado.

A razão disso é que o batismo, que é um símbolo do início da vida cristã, deve ser ministrado apenas aos que de fato iniciaram a vida cristã. Por isso, não podemos deixar que qualquer incrédulo desça as águas, más antes comprovar seu testemunho de vida por intermédio dos frutos (Lucas 6.44).

Mas afinal, existe uma forma correta de realizar o batismo? é por submersão nas águas ou aspersão? continue lendo.

 

Qual a maneira correta de se batizar – Comparação com outras igrejas

A prática do batismo no Novo Testamento era realizada de um modo: a pessoa batizada era imersa ou posta completamente dentro da água e em seguida retirada. Batismo por imersão é, portanto, o modo ou a forma pela qual o batismo era realizado no Novo Testamento. Isso evidência por dois motivos:

1. O Sentido “imergir” é adequado e provavelmente exigido pela palavra nos vários textos do Novo Testamento. Veja dois exemplos:

  • Quando Jesus foi batizado o testo em Marcos 1.10, diz que “ele saiu da água”. O texto em grego especifica que ele “saiu fora da”, ou seja, o fato de que João e Jesus entraram no rio e saíram dele sugere enfaticamente imersão.
  • Quando Filipe evangeliza o Eunuco e o batiza, a bíblia revela: “Mandou para o carro, ambos desceram à água, e Filipe batizou o eunuco. Quando saíram da água, o Espírito do Senhor arrebatou a Filipe, não o vendo mais o eunuco; e este foi seguindo o seu caminho, cheio de júbilo” (Atos 8.38-39). Como no caso de Jesus, esse batismo ocorreu quando Filipe e o eunuco desceram a um lugar onde havia água, e depois do batismo ele saíram da água. Maus uma vez o Batismo por imersão é a única explicação necessária para essa narrativa.

2. A palavra grega baptizo significa “mergulhar, afundar, imergir” algo na água. Isso é normalmente reconhecido, sendo esse o significado padrão do termo na literatura grega antiga tanto na Bíblia como fora dela.

Não nos resta dúvidas que o jeito certo é totalmente imerso nas águas, entretanto, existem certas denominações que apoiam outras teorias, sendo isso, totalmente errado, vejamos o comparativo:

Aspersão: é o ato de aspergir água, borrifar. A igreja Católica adotou esse método como prática, realizando até o batismo de crianças.

Afusão: Ato ou efeito de banhar, jogar águas. Algumas igrejas também têm-se apropriado desse método.

Verdade seja dita, não podemos contrariar o que a bíblia nos ensina sobre o batismo, é por isso que a enfoque bíblico resolve suas dúvidas bíblicas deixando a bíblia em foco!

 

Conclusão: A maior verdade sobre o batismo

A maior verdade sobre o batismo é que ele não deve ser ignorado, devemos sim ler cada informação descrita nesse estudo com seriedade. Quando começarmos a tratar esse assunto como deve, teremos igrejas mais cheias de cristãos e menos hipócritas.

Não perca a oportunidade, ao invés de ficar pensando sobre esse ato, vá de encontro a Jesus nas águas. Eu quando mais novo, antes de se batizar, diversas vezes me via pensamentos sobre isso. Sempre encarei como um assunto sério e não podia fazer de qualquer jeito, e hoje depois de batizado posso dizer “não me arrependo”.

É gratificante saber que sua vida cristã foi confirmada por intermédio de uma confissão pública de fé que é o batismo. Conseguir tomar a santa ceia do Cordeiro junto com meus irmãos na igreja que congrego e fazer parte desse corpo maravilhoso, que é de Cristo.

Não fique de fora! Pode ter certeza que eu, Felipe, quero muito ter a oportunidade de te encontrar no céu. Glorificando e exaltando o nome santo do Senhor.

Você já desceu as águas? Vai descer ainda? Conte-nos a sua história no campo de comentário abaixo e não deixe de com seu testemunho poder edificar vidas, você já foi salvo agora é sua vez de salvar outras pessoas com sua história!

Se você gostou muito desse aprendizado da Palavra, pode receber estudos exclusivos agora mesmo no seu celular ou computador, bastar clicar na imagem abaixo falando sobre estudos exclusivos, ou se preferir, clicar aqui (todo apaixonado pela Bíblia deve gostar).

 


Notas para consultas e citações:

Teologia Sistemática – Wayne Grudem.

.

6 Comments

  1. Ironildo Ferreira disse:

    Eu sou pastor Ironildo a paz do senhor pra todos agora dia 13/11/2016 irei desser as águas seis almas pra Jesus e eles estão muito felizes. que Deus abençoe a todos vocês Amem

  2. Valdenira dos Santos disse:

    Sou nova convertida e ainda tenho dúvida se devo ou não se batizar nas águas,vai ter batismo dia 15/10/17 achava que da forma que eu aceitei o chamado de Jesus eu iria sentir também o chamado do batismo mais percebir que totalmente diferente so tem apenas três meses que aceitei JESUS achava que o batismo só deveriase batizaria pessoas que tem mais conhecimento da palavra pra poder descer as águas ex: um ano de convertido…me ajudem por farvor

    • Felipe Bernardino disse:

      A paz do Senhor Valdenira, a respeito do batismo, não é necessário “sentir esse chamado”, na verdade, todos nós que já recebemos a Jesus Cristo como Senhor e Salvador, devemos sim descer as águas. Contudo, quando estamos descendo as águas, temos que ter consciência e firmeza da nossa fé em Cristo. Não adianta batizar se não conhece nem o que significa batismo. Diante dos três meses que você tem de convertida, o que recomendo fielmente é que você ore pedindo orientação a Cristo, e ele vai te dar uma solução até o dia 15. Caso realmente não seja agora seu batismo, eu recomendo que você busque o máximo de conhecimento possível, para o mais próximo, estar selando seu testemunho publicamento com o batismo. Deus vai te guiar nas suas decisões. Deus te abençoe!

  3. Marcilene Basilio disse:

    Olá meu nome é Marcilene estou gostando muito de ler e aprender mas da palavra do senhor Jesus Cristo.
    Tenho uma pergunta o cristão só pode tomar a santa ceia se for batizado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PREGADOR QUALIFICADO