Como pregar sem timidez, com confiança e autoridade

Você está sofrendo com a timidez na hora da pregação, não tem confiança suficiente e se pergunta como ter mais autoridade na sua pregação? Bom, foi exatamente por isso que escrevi esse artigo que está lendo.

Quero ajudar a você, porque o erro não é seu, apenas não tinha ainda um direcionamento correto a respeito de timidez, confiança e autoridade referindo-se à pregação.

Me lembro que quando comecei eu também sofria bastante, principalmente em falar em público, tremia bastante, suava as mãos e gaguejava constantemente, contudo, com o passar do tempo, consegui resolver isso.

E é exatamente sobre como eu resolvi esse meu problema de timidez que vou estar falando nesse artigo de hoje.

Meu propósito principal nesse estudo é te ajudar a ter uma transformação ministerial.

Para organizar melhor, eu dividi o nosso assunto em tópicos, veja as principais coisas que vão estar sendo faladas:

  • Porque você tem timidez, conheça o principal motivo.
  • Como vencer a timidez de um jeito fácil.
  • Como o pregador ganha mais confiança?
  • Como o pregador tem mais autoridade?
  • Direções que você deve tomar para mudar seu ministério.

Vale ressaltar, antes de qualquer coisa, que não existe pregador sem o Espírito Santo. O que vamos fazer nesse tópico é qualificar ainda mais seu ministério. Contudo, é seu dever buscar o Espírito e também ser comprometido em melhorar seu ministério.

As vezes tem pregadores que pensam que não precisam estudar, ou melhorar seu jeito de pregar, estão errados! Todo pregador precisa buscar crescer espiritualmente e ministerialmente. Isso se dá com estudo e empenho.

Porque você tem timidez, conheça o principal motivo

Um dos grandes problemas quando estamos iniciando na pregação é justamente a timidez. O medo de falar em público é comum. Aliás, se você for pensar, durante sua vida toda pode ter sido comum.

Você teve timidez até mesmo para apresentar trabalhos na escola, faculdade e até mesmo para se expressar melhor em reuniões de trabalho.

Bom, então não fique triste por ser uma pessoa tímida, o lado bom é que você está tentando mudar isso.

O principal motivo da timidez analisando os últimos 5 anos de meu ministério e também os mais de 600 alunos que já ensinei no curso Pregador Qualificado.

É justamente o medo de ser “julgado” por aquilo que estou falando. Quando você tem medo se o que está falando realmente é o certo e muitas das vezes fica pensando: “O que as outras pessoas vão falar de mim?”

Estou aqui para te ajudar! Esse principal motivo pode ser resolvido da seguinte forma, a Palavra de Deus vai dizer:

Hebreus 4.12 – Porque a palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais penetrante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até a divisão da alma, e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração.

Se você for pensar, não deve ter medo sobre o que as outras pessoas vão pensar. Sabe porquê? Simples, o que você está levando é a verdadeira palavra de Deus.

Ela por si mesmo já tem um efeito incrível na igreja, então, o que você está sendo ali, é apenas um porta voz de Deus.

Isso já antecipa um pouco a respeito de confiança. Imagine você como um porta voz de Cristo, certamente, isso deve marcar a sua vida com uma confiança naquele que tudo pode.

Como vencer a timidez de um jeito fácil

A dica que vou te passar aqui se encaixa perfeitamente a respeito de pregação. Acredito também que não tenha escutado essa dica antes.

O melhor método que já encontrei para vencer a timidez foi se preparando. Como assim? Se preparando? Exatamente.

Estou convicto de que o medo de falar um público pode ser vencido com uma boa preparação. Preparação no que vai ser falado e como vai ser falado.

Imagine o seguinte, você é uma pessoa tímida, mas fica quase um mês estudando sua pregação e elaborando ela com todo cuidado, quando você for pregar, vai ter muito conteúdo e certeza naquilo que está falando, porque se preparou com qualidade.

Com isso, a timidez vai ficar de lado pelo tamanho da convicção que você tem a respeito de sua mensagem.

Você pode ter escutado dicas já como: Comece a vencer isso conversando mais, se envolva em ciclos sociais, leia livros e etc. Porém, eu te recomendo fielmente, esteja preparado e com certeza a timidez será um dos seus últimos problemas.

Me lembro que quando fui pregar a segunda vez, ainda bem tímido, me preparei tanto para aquela mensagem, que apesar de ter errado algumas vezes, eu consegui transmitir a mensagem que queria.

Outra coisa, não se limite aos seus erros, se você errou uma vez, não fique triste por isso. Quando estamos começando a pregar e somos bem tímidos é bem comum que venhamos a errar em algo.

Provérbios 16.3 – Consagre ao Senhor tudo o que você faz, e os seus planos serão bem-sucedidos.

Como o pregador ganha mais confiança?

Ter confiança é algo que já antecipei no nosso primeiro ponto falando sobre o principal motivo da timidez.

Acredito que o pregador tem que ter mais confiança durante o seu sermão, colocando em mente que naquele momento ele não está apenas discursando qualquer coisa. Na verdade, o que ele está fazendo ali é sendo um mensageiro de Deus.

Você já se perguntou o “porquê da pregação?”. Porque o cristianismo sustenta a pregação? Porque mesmo depois de 2000 anos da morte de Cristo, continuamos pregando?

Sabe porquê? Deus sempre usou pessoas comuns para transmitir uma mensagem do céu. Desde a antiguidade até a era do novo testamento, vemos Deus usando pessoas para falar da sua vontade.

É o meio de Deus para que os incrédulos possam crer. John Stott vai dizer que “os incrédulos, não crerão em Cristo até que o tenham ouvido falar por seus mensageiros ou embaixadores.

Ou ainda, João Calvino diz que: “Deus usa pregadores, em vez de enviar o estrondo de sua voz e afugentar-nos”.

A pregação da Palavra é um dos ministérios que deve ser valorizado na igreja, tenha confiança ao fazer isso sabendo que está cumprindo uma vontade de Deus.

Sugel Michelén diz: “Pregamos porque acreditamos que o que Deus quer nos dizer hoje, ele diz por meio de sua palavra escrita, que é infalível, inerrante e suficiente.”

Acredito que Deus disso, você vai transformar sua confiança ministerial, crendo que é um porta voz de Deus.

Como o pregador tem mais autoridade?

Essa dúvida é totalmente pertinente, aliás, eu também já tive ela. Acredito, no nosso começo do ministério, todos tem dúvidas atrás de dúvidas.

Geralmente, relacionamos a autoridade com gritos, pulos, movimentos aleatórios e etc. (Um detalhe, não sou contra isso de forma alguma, desde que venha do Espírito Santo, inclusive, sou de uma denominação pentecostal)

Porém, autoridade de um ponto de vista bíblico é visto de outra forma:

Marcos 1.22 – E maravilharam-se da sua doutrina, porque os ensinava como tendo autoridade e não como os escribas.

Quando lemos essa passagem falando sobre a autoridade de Jesus, devemos levar duas coisas em consideração.

  1. Cristo ensinava com autoridade.
  2. Cristo era diferente dos escribas e fariseus.

O fato de mencionarem a autoridade de Jesus em contraste com os escribas e fariseus. Deixa claro o que era a autoridade de Cristo.

Se formos pensar, os escribas e fariseus colocavam um fardo sobre o povo que eles mesmos não praticavam (Mateus 23.13), conheciam tudo sobre a Lei mas não colocavam em prática, estavam preocupados com destaque e evidência.

Cristo não era igual eles, Jesus tinha autoridade. A autoridade que Cristo tinha era derivada de um evangelho em prática. Ele ensinava e praticava o que ensinava.

A autoridade de Jesus era um evangelho de obras e manifestações. Não adiante eu gritar, pular e correr durante o culto tentando demonstrar autoridade se na verdade não vivo o evangelho de Jesus todos os dias.

Quer ter mais autoridade como pregador do Evangelho? Viva mais o Evangelho. Quando buscamos as manifestações apenas sem prática no dia a dia, estamos vazios por dentro.

Imagine o seguinte, você prefere ser atendido por um médico que estudou anos para se formar ou ter uma consulta com sua tia e vó?

Claro que vai ser com o médico, porque ele estudou para aquilo, ele trabalha diagnosticando pessoas, sua vó e tia vão te dar apenas um palpite.

Da mesma forma é a igreja, ela consegue ter o discernimento quando uma pessoa fala e vive e quando é apenas um animador de plateia.

Direções que você deve tomar para mudar seu ministério

Agora que você entendeu conceitos importantes a respeito de timidez, confiança e autoridade em sua pregação. O que você deve fazer? Já conseguiu ter essa resposta?

Chegou o momento de colocar em prática, todas as vezes que for pregar, pense no que foi falado nesse artigo. Logo depois da pregação, você pode estar fazendo uma auto análise e ver aonde erros e acertou, buscando direcionamento mais uma vez.

Vou te deixar um convite particular meu…

Se quiser conhecer o nosso curso completo para Pregadores, um curso de qualificação, clique aqui.

Como disse no começo desse artigo, não existe pregador sem o Espírito Santo, contudo, você deve buscar aperfeiçoar o talento que está em sua mão, seu chamado. É justamente esse o objetivo do nosso curso, te ajudar em mais conhecimento sobre tudo que envolve a pregação.

Se ficou alguma dúvida também do que foi falado nesse estudo, pode estar deixando um comentário abaixo que vamos ter o maior prazer em te responder.


Notas:

Versão Bíblia Utilizada: Almeida Corrigida e Atualizada Fiel.

4 Comments

  1. Benedito disse:

    Nossa simplesmente grandioso o ensinamento que Deus os abençoe sempre.

  2. Fredy disse:

    paz amado. Fiquei maravilhado com o conteúdo e vai me ajudar muito. Deus abençoe o seu ministério

  3. Cleriston disse:

    Glória Deus. Muito bom.Agora mim sinto mais confiante depois dessase dicas

  4. Maria do Carmo dos Santos Souza disse:

    Glória a Deus. Muito bom seus
    C ensinamentos. Não sou pregadora ,mas na igreja sempre dá oportunidade e tenho medo de ser chamada e não me sair bem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PREGADOR QUALIFICADO