Jesus e a Mulher Samaritana – 6 Aprendizados Para Nossa Vida

Quem era a mulher samaritana? Você sabe realmente sobre essa história? Existem verdades que vamos mencionar nesse estudo que você precisa saber.

A história é contada em João capítulo 4.1-30. Com certeza é uma passagem bastante conhecida, contudo, muitas das vezes interpretada de maneira errada.

Quero trazer um estudo aprofundado sobre o texto, revelando detalhes e abrindo as cortinas do conhecimento. Vamos caminhar nos versículos de maneira prática.

Por isso, recomendo que antes de começar propriamente o assunto, você leia pelo menos uma vez a passagem.

Veja abaixo os principais aprendizados que você vai ter:

  • Contexto Histórico da Passagem – O que acontecia?
  • #1 – Jesus era a Água e ela era o Balde (João 4.7-14)
  • #2 – Jesus é uma fonte inesgotável
  • #3 – Rejeitada por todos mas aceita por Deus (João 4.15-19)
  • #4 – Deus procura os verdadeiros adoradores (João 4.21-24)
  • #5 – Deixou o cântaro, abandonando seu antigo jeito de viver (João 4.24-28)
  • #6 – O seu testemunho falou mais forte que seu passado (João 4.28-30) / Conclusão

Se mesmo ao final do estudo, ainda estiver com dúvidas sobre algo, deixe sua pergunta no campo comentário que vamos ter o maior prazer em responder.

Contexto Histórico da Passagem – O que acontecia?

A Bíblia diz quando começa a mencionar a respeito da história de Jesus com a mulher Samaritana, que Jesus estava indo da Judeia para a Galileia.

“E deixou a Judeia e foi outra vez para a Galileia. E era-lhe necessária passar por Samaria.” (João 4.3-4)

O termo necessário expressa uma obrigação que pode ter uma dupla natureza no propósito de Jesus passar em Samaria.

A rota mais curta entre a Judéia e a Galileia era através de Samaria. Entretanto, devido à profunda animosidade entre os judeus e os samaritanos, muitos judeus que iam da Judéia para a Galileia se encaminhavam pelo lado leste passando pelo Jordão, pelo norte através da Peréia, e novamente pelo Jordão até a Galileia.

Pode ter ocorrido que, para ganhar tempo, o Senhor Jesus tenha passado por dentro de Samaria.

Entretanto, é mais provável que a necessidade expressa aqui esteja relacionada ao propósito e à missão do Senhor. Samaria, e especialmente a mulher samaritana, precisavam dEle.

Sendo assim, ele vai até Samaria, em uma chamada Sicar. Chegando lá, se assenta perto da fonte de Jacó, pois estava cansado devido a viagem que estava fazendo. (João 4.5-6)

Na hora sexta (aproximadamente 12h00), vem uma mulher retirar água na fonte de Jacó.

A mulher mal suspeitava que neste dia, enquanto estivesse envolvida com a cansativa rotina de carregar água, chegaria o maior tesouro da sua vida.

Ela mal poderia imaginar que se tornaria uma evidência viva de que o nosso Mestre Jesus conhece o que tem dentro de cada ser humano.

Foi diante desse contexto que começa a história propriamente de Jesus e a Mulher Samaritana, em cima disso, conseguimos recolher 6 aprendizados.

Recomendo fielmente que leia a passagem atentamente antes de prosseguir, pois isso vai aumentar seu entendimento do que vamos comentar.

#1 – Jesus era a Água e ela era o Balde (João 4.7-14)

O primeiro contato que Jesus teve com a mulher, foi justamente um pedido, Ele pede á mulher água. Contudo, aquela mulher devido as restrições culturais e religiosas da época, vai contrapondo Jesus rapidamente, dizendo:

“Como, sendo tu judeu, me pedes de beber a mim, que sou mulher samaritana (porque os judeus não se comunicam com os samaritanos)?.”(João 4.9)

Só que aquela mulher não entendeu que estava falando com a fonte eterna. Jesus faz declarações incríveis a respeito de ser fonte, Ele diz:

“Se tu conheceras o dom de Deus e quem é o que te diz: Dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva.” (João 4.10)

“Qualquer que beber desta água tornará a ter sede, mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der fará nele uma fonte de água a jorrar para a vida eterna.” (João 4.13-14)

O comentário Bíblico BEACON, faz considerações importantes sobre essa fala de Jesus contida em João 4.13-14:

“Aqui está! O superlativo da vida oferecido a uma criatura pecadora, necessitada, ignorante. A forma exterior é substituída por uma nova fonte interior. Os tanques estagnados da alma são transformados em um poço que jorra água. A alma enfraquecida e morta do homem passa a participar da ‘vida eterna’.”

Sabe o que isso nos ensina? Jesus usa uma situação para aquela mulher, demonstrando que no que ela estava fazendo, Jesus era a Água e ela era o balde.

Nós por conta própria, sem Jesus, não conseguimos nada, muito menos sentir o Espírito Santo. Contudo, quando começamos a “beber” da fonte eterna, sentimos um fogo ardendo no coração.

E entenda algo… Não é porque vamos beber de uma fonte que “não deixará nós com sede”, que vamos deixar de beber dela, na verdade, quanto mais provamos de Deus mais queremos dEle.

As vezes o que está faltando em sua vida para realmente viver o sobrenatural de Deus, é provar incansavelmente dessa água. Você precisa entender que deve ser cheio.

Jesus ainda faz uma pontuação importante dizendo “se tu conheceras o dom de Deus”. Quando Ele menciona isso, está mostrando que o conhecer a Deus, abre as “janelas das revelações” em nossa mente.

Não rejeite aquilo que são propósitos de Deus na sua vida por imprudência, antes, busque conhecer a vontade de Deus.

#2 – Jesus é uma fonte inesgotável

Ainda utilizando dos versículos mencionados no aprendizado de número 1, vemos que Jesus é uma fonte inesgotável.

Essa não é a única vez que Jesus se intitula como água viva, ainda em João 7.37-38 vai dizer:

“E, no último dia, o grande dia da festa, Jesus pôs-se em pé e clamou, dizendo: ‘Se alguém tem sede, que venha a mim e beba. Quem crê em mim, como diz a Escritura, rios de água viva correrão do seu ventre’.”

Essas são verdades incríveis a respeito de Jesus, ele é uma fonte inesgotável. Você já pensou que isso remete a necessidade individual de cada ser humano?

Todo ser humano tem a necessidade de se manter hidratado através da água, da mesma forma, nós todos, precisamos de Jesus.

Existem vazio na alma que, não podem ser preenchidos por:

  • Dinheiro.
  • Fama.
  • Poder.
  • Ostentação.
  • Egoísmo.
  • Autoritarismo.

Nenhuma dessas coisas acima pode preencher um vazio na alma. Contudo, quando chamamos aquele que faz “rios de água viva correr de nosso ventre”, preenchemos o vazio em nossa alma.

Aquela mulher Samaritana, sabia que durante anos a sua própria religião não tinha conseguido matar a sede de sua alma. Como resultado, ficou espantada com a declaração de Jesus.

Mas, do mesmo modo que a religião não tinha conseguido matar sua sede, ainda hoje em dia é desse jeito.

As pessoas se prendem a sacrifícios e mais sacrifícios, quando na verdade o que deve realmente ser feito é “rasgar o coração” diante da presença de Deus, considerando Jesus único e suficiente Salvador.

#3 – Rejeitada por todos mas aceita por Deus (João 4.15-19)

De uma forma repentina e abrupta Jesus muda o rumo da conversa. Ele passa do apelo e da promessa para a inquisição e para a ordem.

Não se pode reivindicar os benefícios do evangelho, uma fonte de água e de vida eterna — sem satisfazer as exigências do evangelho, que são a confissão e o arrependimento.

Jesus diz para aquela mulher: “Vai, chama o teu marido e vem cá”. Aquele pedido de Jesus foi bem no centro da vida daquela mulher, revelando que Deus conhece o nosso íntimo e oculto.

A mulher responde: “Não tenho marido” e Jesus argumenta após: “Disseste bem: ‘Não tenho marido.’ Porque tiveste cinco maridos e o que agora tens não é teu marido, isso disseste com verdade.”

Aparentemente, a mulher agora estava vivendo com um amante sem o benefício do rito do casamento, possivelmente sem ter se divorciado do último dos seus cinco maridos.

Todas as evidências apontam para uma mulher de pouca moral cuja forma de religião não tinha sido capaz de libertá-la das cadeias dos maus costumes. Jesus reconheceu a sua admissão não como uma evasão, mas sim como uma confissão.

E isso que vai mais nos chamar a atenção, uma mulher que:

  • Por não estar em cumprimento com a religião era rejeitada.
  • Tinha a fama já desgastada devido aos relacionamentos amorosos que teve em sua vida.
  • Ia buscar água em horário incomum, já por causa que era “má vista diante das outras mulheres”.

Mesmo com as desqualificações, Jesus ainda estava dedicando momentos preciosos para lapidar aquela vida na conversa que estava tendo. O que nos induz a acreditar que foi rejeitada por Deus, mas abraçada pelo Filho de Deus.

Não estou dizendo que Jesus concordava com os seus pecados! Muito pelo contrário, ele estava ali para mudar essa história de pecado em história de Salvação.

É justamente isso que Jesus faz na minha e sua vida, quando:

  • Sua reputação já está manchada.
  • Seu pecado fala mais alto em sua vida.
  • Você não vê mais solução em lugar nenhum.

Jesus vem de braços abertos e manifesta a glória dEle em sua vida. Pronto para te ajudar a caminhar de fé em fé. Jesus é o bom pastor que dá a vida pela suas ovelhas.

#4 – Deus procura os verdadeiros adoradores (João 4.21-24)

Logo após Jesus revelar a vida daquela mulher. Ela responde: “Senhor, vejo que és profeta. Nossos pais adoraram neste monte, e vós dizeis que é em Jerusalém o lugar onde se deve adorar.”

Nossos pais adoraram neste monte. Isto reflete também uma tentativa de usar as diversidades e as divisões dentro da religião.

A expressão e vós dizeis funciona como uma desculpa para os seus próprios fracassos na vida. Este é um antigo padrão que é utilizado até mesmo em tempos modernos.

Neste monte. O Monte Gerizim tinha um papel significativo na tradição dos samaritanos. Aqui “Abraão preparou o sacrifício de Isaque, e aqui também… ele encontrou Melquisedeque… e no Pentateuco samaritano, Gerizim, e não Ebal, é a montanha onde se erigiu o altar” (Deuteronômio 28.4)

Jesus responde claramente a dúvida daquela mulher, com alguns dos versículos mais bonitos que você pode encontrar na Bíblia Sagrada:

Jesus declarou: “Creia em mim, mulher: está próxima a hora em que vocês não adorarão o Pai nem neste monte, nem em Jerusalém. Vocês, samaritanos, adoram o que não conhecem; nós adoramos o que conhecemos, pois a salvação vem dos judeus. No entanto, está chegando a hora, e de fato já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade. São estes os adoradores que o Pai procura. Deus é espírito, e é necessário que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade”. (João 4:21-24)

A questão agora não é mais aonde adora, é sobre ser um verdadeiro adorador.

Poucas vezes na Bíblia vamos encontrar Deus “procurando algo”, se é que existe outro evento além desse, mas aqui Jesus menciona que “Deus procura os verdadeiros adoradores.”

O que faz Deus olhar para a igreja e procurar algo é a adoração. Isso é extraordinário!

Permita-me compartilhar algo, eu costumava pensar que a obra mais sublime de um ser humano era fazer missões, até porque o IDE de Jesus (Marcos 16.15), nos ensina sobre a importância de fazer missões.

Mas mudei meu pensamento quando percebi o objetivo da missão, que é justamente implantar altares de adoração. A missão só existe por causa da ausência da adoração.

Sendo assim, concluímos que adoração é o primordial em nossa vida. Não adoramos para exaltar a Deus, adoramos porque Deus já é exaltado.

Poucas coisas fazem o mover do Espírito Santo em uma vida ser tão maravilhoso, como a adoração sincera e um coração quebrantado.

#5 – Deixou o cântaro, abandonando seu antigo jeito de viver (João 4.24-28)

Após o reconhecimento urgente de que precisava ser uma adoradora e estava diante do Cristo.

A Bíblia vai nos dizer que ela deixou o seu cântaro e foi até sua cidade, anunciar que tinha encontrar o Cristo, o Salvador da humanidade.

Essa atitude de ela deixar o cântaro para trás, mostrando que o “recolher água” que tinha ido fazer, se tornou insignificante perto do que recebeu lá, demonstra claramente que ela tinha provado da água que jorra para a vida eterna.

Que maravilha! Quando uma pessoa tem um encontro com Jesus, ela simplesmente abandona seu antigo jeito e torna a ter algo dentro dela muito maior.

Talvez, o que falta na sua vida é você “abandonar o seu cântaro”:

  • Abandonar o bar, bebidas, cigarro e drogas.
  • Abandonar os falatórios profanos.
  • Abandonar a língua que só serve para amaldiçoar.
  • Abandonar as antigas práticas que estão envolvidas em amargura e raiva.
  • Abandonar um jeito de pensar cético.

Além de outras “N” coisas que poderiam ser mencionadas. Mas o que estou afirmando, é que você deve deixar seu antigo “eu”, para abraçar o novo homem que nasce da Água e do Espírito.

Assim como aquela mulher, quando você deixar de lado o seu passado, sendo transformado, você vai sentir algo novo em sua vida. Vai se sentir como uma verdadeira habitação do Espírito Santo.

#6 – O seu testemunho falou mais forte que seu passado (João 4.28-30) / Conclusão

Quando ela vai até a sua cidade anuncia que tinha encontrado o Cristo. A Bíblia diz que muitos foram até ao encontro de Jesus.

Mais para frente, em João 4.39-42, revela que aquele povo creu nas palavras que a Mulher tinha falado e nos ensinamentos de Jesus.

O que quero trazer de aprendizado em cima disso é que o testemunho daquela mulher falou mais forte que o seu passado. Ou seja, a transformação que ela provou foi mais forte do que o pecado que acusava.

E essa transformação foi tão forte, que ela conseguiu transforma a vida de muitos de sua cidade.

Quando estamos aos pés de Jesus verdadeiramente, as pessoas vão ver isso em você. Tenho certeza que você já “reconheceu um cristão” mesmo sem trocar uma palavra com a pessoa.

Isso se deve, porque quem realmente está em Cristo, tem o “brilho do Espírito Santo em sua vida”. Um coração alegre sempre vai deixar um rosto belo. A alegria vem do Espírito de Deus.

  • Quer ter uma vida transformada?
  • Quer transformar outras vidas?
  • Quer “apagar” as marcas do passado, criando um testemunho forte?

Prove de jesus igual aquela mulher, e tenho certeza que o seu testemunho atual, vai falar mais forte do que seus pecados passados.

Bom, se você ficou com alguma dúvida por livremente utilizar o campo comentário, estamos aqui para ajudar.

Inscreva-se também em nossa lista de assinantes exclusivos, para receber nossos estudos em primeira mão (clique aqui).


Fontes e consultas:

  • Comentário bíblico BEACON

8 Comments

  1. Daiane disse:

    O que era o cântaro

  2. Sanderson disse:

    Muito bom o estudo, que Deus abençoe vocês.

  3. Maria José Santos pinheiro disse:

    Gostei da da mensagem forte e poderosa, nós ensina, quê só Jesus Cristo transforma, um passado sujo em bençãos.

  4. Mensagem simples, sem pensamentos de conteudo teolo’gico histo’rico profundo ( no caso para estudos Biblicos com Obreiros), mas ,
    com um Exo’rdio, Argumentacao e Peroracao muito boas, desfechando com uma abencoada Conclusao .
    Mensage muito boa, clara, objetiva e, em especial , para Culto Publico, onde se visa o Neo-converso.
    Deus nos abencoe.

  5. Gloria disse:

    Bom de mAis louvado seja Deus

  6. Martha Nery disse:

    tira uma dúvida: A fonte é Jesus ou o Espírito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PREGADOR QUALIFICADO