A cura do homem da mão mirrada – ressequida (Mateus 12.9-13)

Estamos em uma passagem que o Mestre vinha sendo confrontado pelos fariseus, visto que, faziam isso para poder pegar Jesus em alguma palavra a fim de entrega-lo a ser preso.

Mesmo diante desse contrito, o Messias mostrou sua parte milagrosa, operando o que conhecemos por “a cura do homem que tinha uma das mãos mirradas”.

Essa passagem recolhe aprendizados imensos ao qual quero abordar nesse estudo.

Vamos aprender um pouco mais como estava a situação de vida daquele homem, percebendo sem dúvidas que da mesma forma ocorre nos nossos dias atuais.

As vezes a “mão mirrada” na sua vida pode ser uma área que você está esperando uma resposta de Deus, más veja esse estudo até o fim, tenho certeza que Deus vai falar com você.

O texto que nós vamos tomar por base se encontra em Mateus 12.9-13:

“E, partindo dali, chegou a sinagoga deles. E estava ali um homem que tinha uma das mãos mirradas; e eles, para acusarem Jesus, o interrogaram, dizendo: É lícito curar nos sábados? E ele lhes disse: Qual dentre vós será o homem que, tendo uma ovelha, se num sábado ela cair numa cova, não lançara mão dela e a levantará? Pois quanto mais vale um homem do que uma ovelha? É, por consequência, lícito fazer bem nos sábados. Então disse àquele homem: Estende a mão. E ele a estendeu, e ficou sã como a outra.” (Mateus 12.9-13)

Esse estudo será analisado de acordo com os 5 passos altamente eficaz para uma boa interpretação bíblica, se você quiser saber, eu recomendo:

 

Introdução

Esta mesma passagem de Mateus sobre o homem da mão mirrada, é relatada também por outros evangelistas, como em Marcos 3.1-6 e Lucas 6.6-11.

Vou tomar por base a descrita por Mateus, porém, irei ao longo do estudo utilizar versículos dos outros evangelistas para melhor aprendizado.

Este milagre realizado por Cristo, representa outro item do conflito entre Jesus e os fariseus quanto a observância dos sábados.

Visto que esse grupo religioso e também os judeus daquela época guardavam o sábado pensando em cumprir o que está escrito em Êxodo 20.8-11:

“Lembra-te do dia do sábado, para o santificar. Seis dias trabalharás e farás toda a tua obra, mas o sétimo dia é o sábado do SENHOR, teu Deus; não farás nenhuma obra, nem tu, nem o teu filho, nem a tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o teu estrangeiro que está dentro das tuas portas.” (Êxodo 20.8-10)

Do ponto de vista dos fariseus e judeus, guardar o sábado era lembrar-se do que Deus havia feito, fazendo memória, uma forma de honrar toda a obra do Senhor.

De fato, a palavra Sábado, em hebraico, é “shabbat” e vem do verbo “cessar”, “parar” (de fazer alguma coisa). Significa aquilo que nós exprimimos com o verbo “guardar” lembra o “cuidar” e o “recordar”.

Porém, Jesus quando vem, de forma alguma quer ab-rogar a lei, más cumprir (Mateus 5.17). Isso significa que Deus não veio desrespeitando o sábado dos Judeus, más provou que até do sábado ele é Senhor (Mateus 12.8).

No tempo da graça (a maravilhosa graça de Deus é tão importante, que fiz um estudo aprofundado sobre isso, explicado de forma simples e fácil) que vivemos, não somos justificados pelo comer, ou pelo beber, ou por causa dos dias de festa, ou da lua nova, ou dos sábados, isso são apenas sombras das coisas futuras (Colossenses 2.16).

Somos justificados hoje pelo sangue de Cristo que nos purifica de todo o pecado.

O grande confronto entre os fariseus e Jesus, pode ser explicado da seguinte forma:

Cristo não queria que os fariseus tomassem apenas o sábado dizendo que naquele dia “santificado” ia adorar ou dedicar ao Senhor, más Ele queria que todos os dias fossem assim, ou seja, não adianta guarda um dia se todos os outros são sem dedicação a Deus. Isso pode ser claramente explicado pelo seguinte texto:

“Guardais dias, e meses, e tempos, e anos.” (Gálatas 4.10)

O Mestre estava preocupado com a vida inteira guardada (dias, meses, tempos e anos) e não só com o sábado.

Por isso curou no sábado, colheu no sábado, salvou no sábado e fez diversas maravilhas nesse dia que, para Ele era à Deus assim como todos os outros, Jesus é perfeito em tudo, por isso existe mais de 100 nomes atribuídos a Ele na Bíblia.

 

Jesus entra na sinagoga (Vs. 9)

Jesus chega na sinagoga, provavelmente situada em Cafarnaum.

Os olhares dos fariseus talvez fossem sobre o que o Messias faria ali, para achar algo com o que acusarem, porém, o de Cristo era sobre o homem da mão mirrada que Ele queria curar, porque o homem não vê como Deus, o ser humano só consegue ver o exterior e aquilo que sua visão alcança, o Senhor vê o coração (1 Samuel 16.7).

Devemos ser cautelosos ao olhar a situação ao redor, as vezes pensamos que Deus não tem um propósito com a nossas vidas.

Olhamos assim como os fariseus o que está do lado de fora, aquilo que as circunstâncias tentam nos forçar a ver, porém, lembre-se que o Pai sabe como está o seu coração, sabe das suas necessidades.

Do mesmo modo que Ele entrou na sinagoga buscando aquele homem da mão mirrada, ele entra nas áreas da sua vida para estabelecer propósitos e fazer mudanças.

O que acho interessante, é que Jesus chegou a sinagoga deles, ou seja, a Videira Verdadeira que quis ir até lá, de forma alguma foi forçada a ir.

O texto é riquíssimo, pois é Cristo que se interessa em ir, o maior interessado em fazer maravilhas é o próprio Senhor, ele quer ver mudanças e transformações.

Existe situações que não precisamos ficar preocupado pois é Ele que vai vir ao seu encontro, no caso em Atos 3  por exemplo, Deus usa Pedro e João para realizar a cura do coxo da porta formosa.

As vezes nos preocupamos com tão pouco, perdemos o sono. Porém, a calma de Jesus sempre me impressiona, o seu caráter era manso, não vemos ele preocupado, ou se desesperando.

Ele sabia que o seu projeto e missão, independente mais cedo ou tarde ia cumprir ela.

Falando ainda sobre Jesus ir por conta própria a aquela sinagoga para curar aquele homem, me lembro de outras passagens que ele veio ao encontro:

Não se preocupe! do mesmo modo que Cristo foi ao encontro deles, vai ao seu também. Lembrando que, todas essas passagens demonstra o propósito dEle em relação ao que recebeu a visita, porque sabia do coração de cada um.

Não adianta pensarmos também que levando a vida que quiser, cheia de rebeldia, vamos ter a visita do Rei.

Devemos ter uma maneira de viver santa e pura cheia de propósitos e assim, quando menos esperarmos, ele virá ao nosso encontro.

 

O homem da mão mirrada

Mirrada significa literalmente seco, ou seja, aquele homem tinha uma das mãos secas, como se tivesse sem carne humana nela, Lucas 6.6 nos revela que era a mão direita.

A informação que temos sobre ele são bem sucintas, más o suficiente para recolher aprendizados.

A vida daquele homem não era normal, para o judaísmo, qualquer que fosse a enfermidade era sinal que você estava errado ou tinha feito algo para Deus. Com isso, imagine por onde ele passar ser lembrado que “estava em pecado”.

O mesmo, não tinha acesso livre a todos os locais, pois, aqueles que eram acometidos por enfermidades não podiam entrar em qualquer lugar.

Até mesmo naquele dia esse homem tudo que indica não estava no meio da sinagoga, Marcos 3.3 diz que Jesus falou para ele: “Levanta-te e vem para o meio”.

Provavelmente, esse homem ou estava do lado de fora ou em um canto da sinagoga, o mais recomendável é que fosse do lado de fora, pois naquele tempo dentro de sinagogas, não podia entrar enfermidade.

Apesar da vida dele não ser boa, apesar de não ter acesso a tudo, apesar de nem mesmo conseguir ver os ensinamentos de Cristo naquele dia perto dele, Deus foi capaz de olhar e ver a situação que vivia.

Quando estamos em momentos difíceis e complicados, pensando que ninguém está vendo nossa situação, Deus vê!

Jesus chamou ele para o meio, assim é também conosco.

Imagine enquanto andava passando por todos aqueles que um dia falaram mal dele, más Cristo mesmo assim o recompensou chamando para o meio.

Não estou falando de um evangelho de vingança! Sim, de um evangelho que traz misericórdia e graça, assim como trouxe para vida daquele homem.

Irmãos, a Bíblia diz que apenas a mão deles estava mirrada, não diz que o braço também, sendo assim, apenas um membro do seu corpo estava seco. Talvez, nas nossas vidas pode ser apenas uma área que esta seca, não produzindo nada, e todas as outras fluindo.

Até mesmo essa área que aparentemente não tem fruto nenhum, Jesus pode tratar dela.

 

A pergunta dos fariseus e resposta de Jesus

Quando Jesus chama o homem para o meio os fariseus perguntam: É lícito curar no sábado? O objetivo deles não era obter informações para si mesmos, mas sim evidências contra Jesus, para o acusarem.

A primeira vista, parece haver um conflito entre o texto em Marcos 3.4 e Lucas 6.9. Mateus diz que os fariseus fizeram essa pergunta a Jesus.

Tanto em Marcos quanto em Lucas, Jesus é quem faz essa pergunta aos fariseus.

Mas a pergunta do Mestre pode muito logicamente ter sido feita em uma forma retórica. Na presença do homem aleijado, os fariseus perguntaram a Jesus: “E lícito curar nos sábados?” Em resposta, Jesus perguntou: “É lícito no sábado fazer bem ou fazer mal? Salvar a vida ou matar?” Marcos diz imediatamente que “eles calaram-se”.

Ao responder a pergunta dos fariseus com outra pergunta, Jesus os coloca no seu devido lugar, e assim silencia os seus adversários.

Para concluir o seu assunto, Cristo perguntou se eles não tirariam uma ovelha de uma cova em um sábado (11).

Quanto mais vale um homem do que uma ovelha? E, por consequência, lícito fazer bem nos sábados (12). Tudo o que for para o bem da humanidade, será sempre agradável a Deus.

Deus está preocupado com todos os homens, querendo curar e sara-los. Da mesma forma que conseguimos cuidar dos nossos filhos quando eles nos pedem algo, quanto mais o Pai celestial (Mateus 7.11).

Por isso não se preocupou com a pergunta acusadora daqueles homens, más sim com a vontade do Senhor, essa acusação também existiu na passagem da mulher que ungiu e lavou os pés de Jesus.

O homem constantemente consegue olhar somente para suas necessidades, a dos fariseus era acusar o Mestre. Más não reconhece que existe também algo na vida deles que necessitam de mudanças.

Eles não conseguiram ver o bem que Jesus estava fazendo aquela vida, estavam cheios de si e com inveja.

Não podemos ser iguais aqueles fariseus, olhar somente para as nossas coisas e vontades. Temos que olhar para o próximo.

 

Estende a mão – A cura – Conclusão

Jesus pede para aquele homem estender a mão e a cura. Finalmente, chegou o milagre, tinha passado por momentos difíceis na sua vida. Teve até que suportar pessoas no momento de sua restauração não querendo ver sua cura porque era sábado.

Só que Deus mais uma vez prova a sua benignidade que mesmo ninguém merecendo ele faz o milagre.

Devemos ser gratos a Deus nas nossas vidas por todas as mãos mirradas que ele já curou.

Pense, qual era o lugar que você tinha que estar se não tivesse se encontrado com Ele? certamente, seria um lugar terrível e desumano, más, todas as suas conquistas que tem hoje são graças a Ele.

Não perca a oportunidade de lembrar dessa passagem quando estiver vendo alguém que está passando por um momento desastroso, profetize na vida dele que da mesma forma que aconteceu com aquele homem que tinha uma das mãos mirrada, pode acontecer a cura também quando ele menos esperar.

Se você gostou muito desse aprendizado da Palavra, pode receber estudos exclusivos agora mesmo no seu celular ou computador, bastar clicar na imagem abaixo falando sobre estudos exclusivos, ou se preferir, clicar aqui (todo apaixonado pela Bíblia deve gostar).

 


notas:

abiblia.org (O que significa o sábado?)

Comentário bíblico BEACON – Volume 6.

15 Comments

  1. Walace disse:

    Sem dúvidas esses estudos são muito edificantes.

  2. Adiel Costa disse:

    Adiel Costa eu amo jeus,eu tenho fé nele que um dia eu vou ser um grande pregador dw sua palavra

  3. Essa mensagem está simplificada e bem colocada a sua interpretação. Parabéns!

  4. Bruce Grayson disse:

    Uma boa reflexão a respeito do texto, bem claro e elucidador.

  5. Jose disse:

    Deus continua curando sem essesao do sábado

  6. vivaldo jose dos santos disse:

    Amado nao estou conseguindo receceber o seus livros e estudos no meu imail

  7. Taty lima disse:

    muito bom gloria a Deus me ajudou bastante
    que Deus abençoe a sua vida e te der mas sabedoria para compartilhar conosco a respeito da bíblia

  8. Raquel disse:

    Há achei bem legal ;tem tudo haver irei pregar e vou usar esse tema topo..

  9. carlos henrique da silva disse:

    eu amo o sr jesus ele e maravilhoso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PREGADOR QUALIFICADO