O nascimento de Jesus – Verdades que você precisa saber (Super Explicado)

O nascimento de Jesus, retrata o evento mais importante que a nossa humanidade já experimentou.

Tem uma grande frase que diz: “O maior acontecimento da humanidade, não foi o homem pisar na lua, mas sim Deus pisar na terra.”

Estudar sobre o nascimento de Jesus, é algo que todo cristão deve fazer, se você chegou até esse artigo, recomendo que leia até ao final dele. Pois toda informação é uma base da sua fé, daquilo que você acredita.

Se você não entende o nascimento de Jesus, ou nunca estudou o nascimento de Cristo, provavelmente, vai ter brechas em seu conhecimento, por isso a vital importância de saber do assunto.

Você pode encontrar os textos bíblicos que falam sobre o nascimento do Mestre, em Mateus capítulo 1 e 2.

Vamos seguir uma ordem para que você entenda o passo a passo de como foi o nascimento de Cristo, e vamos te ajudar a recolher o máximo de aprendizados do assunto. Por isso, veja a ordem abaixo:

  • Como foi o nascimento de Cristo? (Introdução)
  • Quem era Maria? Quem era José?
  • Qual a profecia que falava a respeito de Jesus? Porque Jesus tinha que vir a Terra?
  • O nascimento de Jesus em Belém e a fuga para o Egito.
  • O que você precisa saber (Conclusão)

Espero que entenda absolutamente tudo sobre o assunto, contudo, se mesmo ao final tiver dúvidas. Pode deixar no campo comentários que vamos ter o maior prazer em responder.

Como foi o nascimento de Jesus? (introdução)

Para começar a clarear a sua mente sobre o assunto, precisamos entender um pouco do contexto da passagem que relata o nascimento de Cristo.

A história é contada é contada em Mateus 1.18-2.23 e em Lucas 1.5-2.52. Existe uma série de informações sobre esse acontecimento que precisamos observar.

Para entender veja de forma enumerada:

  1. Quando a vontade de Deus foi revelada a Maria e José eles estavam desposados um do outro.
  2. Cristo deveria ser chamado de Jesus.
  3. Ele nasceu em Belém.
  4. Ele foi criado em Nazaré.

A história do nascimento de Jesus é contada com grande beleza e delicadeza. A primeira coisa que é mencionado em detalhes é que Maria estava desposada de José (Mateus 1.18).

Amdt e Gingrich dizem que em voz passiva a expressão denota “estar prometida em casamento ou ficar noiva”. Para o judeu o noivado é tratado como algo sério, para você ter uma ideia, caso acontecesse a quebra de um noivado, era necessária até mesmo uma carta de divórcio.

Acredito que até mesmo por causa dessa importância do noivado que Mateus faz questão de mencionar a situação de Maria e José.

Maria se vê concebida do Espírito Santo

O texto é muito belo em dizer que Maria se achou concebida do Espírito Santo (Mateus 1.18), Lucas vai trazer uma clareza maior sobre essa parte dizendo que um anjo visitou ela:

“E, entrando o anjo aonde ela estava, disse: Salve, agraciada; o Senhor é contigo; bendita és tu entre as mulheres. E, vendo-o ela, turbou-se muito com aquelas palavras, e considerava que saudação seria está. Disse-lhe, então, o anjo: Maria, não temas, porque achaste graça diante de Deus. E eis que em teu ventre conceberás e darás à luz um filho, e pôr-lhe-ás o nome de Jesus. Este será grande, e será chamado filho do Altíssimo; e o Senhor Deus lhe dará o trono de Davi, seu pai; E reinará eternamente na casa de Jacó, e o seu reino não terá fim. E disse Maria ao anjo: Como se fará isto, visto que não conheço homem algum? E, respondendo o anjo, disse-lhe: Descerá sobre ti o Espírito Santo, e a virtude do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra; por isso também o Santo, que de ti há de nascer, será chamado Filho de Deus.” Lucas 1:28-35

Recomendo que leia atentamente o texto acima se estiver realmente comprometido em aprender sobre a passagem.

Isso representou um problema sério para José. Por ser um homem justo ou “honrado”, ele não achava que conseguiria prosseguir com os seus planos de casamento.

Mas por ser um homem misericordioso, que amava profundamente a Maria, ele a não queria infamar (Mateus 1.19), isto é, expô-la à vergonha.

Então ele decidiu divorciar-se dela secretamente, ou seja, em particular. Tudo o que precisava era a presença de duas testemunhas. Não se tratava necessariamente de um caso de justiça.

Contudo, os planos de Deus não eram os mesmo que de José. Certa vez enquanto José sonhava, um anjo de Deus aparece dizendo:

“José, filho de Davi, não tema receber a Maria, tua mulher, porque o que nela está gerado é do Espírito Santo” (Mateus 1.20)

José recebeu a ordem de Deus

José obedeceu à ordem do anjo. Ele recebeu Maria em sua casa, como sua esposa. Mas ele não teve relações conjugais com ela até depois do nascimento da Criança prometida.

José chegou a ter filhos com Maria posteriormente, mas não teve absolutamente nenhuma relação sexual com ela antes do nascimento de Jesus.

Contudo, naquela época, saiu um decreto de César Augusto, para os homens virem a se alistar. Foi nesse momento que José subiu a Belém da Judéia.

Lá em Belém, acontece o maior evento da humanidade que te falei logo no começo desse artigo. Foi lá que Jesus nasceu, um Deus que se tornou na forma de homem.

Quem era Maria e quem era José?

Muitos se indagam sobre quem era Maria e quem era José, porque esse dois foram escolhidos?

Na verdade, vamos tratar individualmente cada questão para esclarecer melhor. A respeito de Maria, a profecia que se tinha era:

“Portanto o mesmo Senhor vos dará um sinal: Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, e chamará o seu nome Emanuel.” Isaías 7:14

Maria foi escolhida e agraciada por Deus, por ser a virgem que conceberia Jesus. Existe algumas pessoas que creem na “virgindade perpétua de maria”. Isso é uma grande heresia e não tem um versículo bíblico que comprove.

Algo que vale a pena ser mencionado também é que Maria não era da linhagem de Davi. O que isso importa? Simples…

A promessa que viria um Cristo (vamos tratar sobre isso nesse mesmo estudo), estava sobre a linhagem de Davi. Contudo, Maria não era da linhagem de Davi, mas, José era. E agora, vamos falar sobre quem era José também.

Acredito que exatamente por isso, Maria também foi escolhida.

  1. Maria foi escolhida porque era a virgem.
  2. Maria foi escolhida por estar noiva de José, ao qual, era da linhagem de Davi.

Se você tiver dúvidas do que estou falando, veja o texto bíblico:

“e Jacó, gerou a José, marido de Maria, da qual nasceu Jesus, que se chama o Cristo.” (Mateus 1.16)

Essa é a principal informação que temos a respeito de José, de que era da linhagem de Davi e também era carpinteiro (Mateus 13.55).

A Bíblia não chega a dar grandes informações sobre Maria ou José, pois o principal da história era o Cristo e não eles dois. Aqui vale ressaltar também que para aqueles que adoram Maria. Ela foi agraciada, contudo, o único que pode ser adorado é Jesus.

Qual a profecia que falava de Jesus? Porque Jesus teria que vir a Terra?

Existe no Antigo Testamento diversos versículos que falam a respeito da vinda do Cristo, aliás, a Bíblia toda aponta para Jesus. É em Jesus que encontramos o motivo da nossa fé.

Mateus mesmo quando está escrevendo sobre essa situação, ele menciona uma das profecias:

“Tudo isto aconteceu para que se cumprisse o que foi dito da parte do Senhor, pelo profeta, que diz; Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, E chamá-lo-ão pelo nome de EMANUEL, Que traduzido é: Deus conosco.” Mateus 1:22,23

Uma das notáveis características do Evangelho de Mateus, escrito para os judeus, e a sua frequente citação do Antigo Testamento.

A inspiração divina e a autoridade das Escrituras estão enfatizadas na introdução: Tudo isso aconteceu para que se cumprisse o que foi dito da parte do Senhor pelo profeta (Mateus 1.22). Então se segue uma citação de Isaías 7.14, 0 nome hebraico Emanuel é interpretado como significando Deus conosco (Mateus 1.23).

José foi informado de que o Filho que ia nascer deveria ser chamado JESUS (“Jeová é a salvação”), pois Ele iria salvar o seu povo dos seus pecados (Mateus 1.21).

A salvação era, em primeiro lugar, para os judeus (seu povo) e a seguir para todo o mundo (Lucas 2.32).

A missão do nosso Senhor não era predominantemente social, política nem física, mas sim moral e espiritual. Ele veio para “aniquilar o pecado” (Hebreus 9.26). Ele veio para salvar do pecado, e não no pecado.

Você consegue compreender a grandeza dessa situação (o nascimento de Jesus)? Se o Cristo não tivesse vindo, não teríamos ainda a salvação pelos nossos pecados. Se o Cristo não tivesse vindo, nós que somos os gentios, estaríamos sendo escravos de satanás ainda.

O nascimento de Jesus em Belém e a fuga deles para o Egito

Como disse anteriormente Jesus nasceu em Belém da Judéia, era a cidade natal de Davi. Cristo nasceu no tempo do rei Herodes. Herodes, o Grande, como é conhecido na história.

Herodes quando ficou sabendo do nascimento de Cristo por intermédio dos magos do Oriente, mandou matar todos os meninos que havia em Belém.

Ele fez isso por temia de que o Filho de Deus roubasse seu lugar ao trono, contudo, o que Herodes não entendeu é que o nosso Cristo veio para nos libertar do pecado e não ser um líder político.

Porém, antes mesmo dessa ordenança de Herodes, o anjo do Senhor apareceu a José em sonhos dizendo:

“Levanta-te, e toma o menino e sua mãe, e foge para o Egito, e demora-te lá até que eu te diga, porque Herodes há de procurar o menino para o matar.” (Mateus 2.13)

Que maravilhoso! O nosso Deus Pai onisciente, sabendo de todas as coisas, cuidou de cada detalhe do nascimento de Jesus.

Eu escrevi o detalhamento completo sobre essa situação dos magos do oriente e a ordenança de Herodes, você pode aprender clicando aqui.

O que você precisa saber (Conclusão)

O astro principal, a luz da história, é justamente o nascimento de Cristo. Se você entender o fundamento disso tudo, você vai ter uma fé enraizada.

Algo que não devemos fazer é exaltar Maria ou José, como sendo pessoas que devemos nos prostrar e adorar. Na verdade, em uma situação que foram adorar Maria, Jesus adverte ao contrário.

“E aconteceu que, dizendo ele estas coisas, uma mulher dentre a multidão, levantando a voz, lhe disse: Bem-aventurado o ventre que te trouxe e os peitos em que mamaste. Mas ele disse: Antes bem-aventurados os que ouvem a palavra de Deus e a guardam.” Lucas 11:27,28

E a Bíblia ainda nos diz:

“Portanto, ao Rei eterno, imortal, invisível, Deus único, sejam honra e glória pelos séculos dos séculos. Amém!” (1 Timóteo 1.17)

Com isso concluímos a passagem. Dizendo que Cristo é Rei dos Reis e Senhor dos Senhores. Não tem como não se emocionar com o nascimento do nosso Mestre.

Se você ficou com dúvida de algo que foi falado, ou tem alguma informação a acrescentar, pode deixar no campo comentário…

Também pode se cadastrar para receber em primeira mão nossos estudos clicando aqui…

3 Comments

  1. lucas disse:

    Muito bom esse estudo

  2. warles disse:

    Muito bom amei

  3. Cleiton de Souza Donato disse:

    Muito bom esse estudo assim como os outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PREGADOR QUALIFICADO