No princípio era o verbo - O verbo vivo que desceu do céu (João 1.1-2)

No princípio era o verbo – O verbo vivo que desceu do céu (João 1.1-2)

Com o crescimento de Seitas e Heresias, tem se tornado fácil mudar a verdadeira identidade de Jesus Cristo, “afinal ele é ou não Deus?” uma pergunta simples e que a Bíblia não deixa duvida sobre isto.

A resposta é: Sim!, más ainda há aqueles que tentam dizer ao contrario das escrituras isolando textos para poder colocar suas “teses”, más neste tópico vamos desmascarar esta “ideia furada” contra a divindade de Jesus.

“No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus”. (João 1.1-2)

Sem duvida um dos textos mais conhecidos sobre Jesus, ao qual o próprio texto nos deixa a entender que ele é o Verbo vivo que desceu do céu (O DEUS VIVO).

O apostolo João conviveu com o Senhor Jesus desde o inicio do seu ministério, viu o Senhor sendo açoitado, caluniado, crucificado e ressuscitado. Com toda certeza ele sabia oque escrevia, porque tinha andado lado a lado com o Próprio Verbo.

 

Analise versículo por versículo

1. João incia dizendo “No principio”, nos mostrando que da mesma forma que os Judeus começaram sua religião e também conhecer YHWH, agora com a mesmas palavras conheceríamos o Verbo eterno.

“Era o Verbo” João ira decorrer um pouco mais em cima do Verbo, más no original é a palavra: “Logos”, que traduzido significa: “Palavra”.

Conseguimos ver que ele chama Jesus de Palavra e facilmente outros versículos também falam sobre esta tal palavra (Mateus 4.4, Mateus 24.35, 1 João 5.7, João 17.17, Habacuque 3.2, Salmos 119.105 e dentre outros).

Os verbos ser e estar, usados neste primeiro versículo, descrevem uma ação contínua, sem levar em consideração o princípio ou o fim. O Verbo eterno é descrito como com Deus.

A preposição com perde um pouco da força da palavra original, que indica “movimento voltado para” ou “face a face”. Assim, o Verbo está em um relacionamento mais íntimo com Deus.

2. O versículo 2 reitera enfaticamente a eternidade do Verbo. Quando traduzido literalmente, lê-se: “Este (o Verbo) estava no princípio face a face com Deus”.

Se não bastasse este o versículo 1 e 2 , o versículo 14 também nos comprova:

“E o Verbo se fez carne e habitou entre nós” , comprovando que realmente o verbo citado acima é aquele que se fez carne e disse eu sou o Alfa e Ômega (Apocalipse 1.8)

Como observamos acima a eternidade de Jesus é comprovada através do evangelho de João, em nenhum momento da Bíblia vemos Jesus dizendo “eu sou Deus”, más se notarmos oque ele disse em algumas ocasiões certamente ele nos levou a crê nisto:

Em João 10.30:”Eu e o Pai somos um”, João 14.6: “Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim.” e João 8.58: “Em verdade, em verdade vos digo que, antes que Abraão existisse, eu sou” ,agora obviamente João não é o único evangelista bíblico que nos dirá sobre Jesus como Deus.

 

Outros Versículos

Dando graças ao Pai que nos fez idôneos para participar da herança dos santos na luz; O qual nos tirou da potestade das trevas, e nos transportou para o reino do Filho do seu amor; Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a saber, a remissão dos pecados; O qual é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação; Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele. E ele é antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem por ele. E ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência. Porque foi do agrado do Pai que toda a plenitude nele habitasse. (Colossenses 1:12-19)

Mas (Deus Pai), do Filho, diz: Ó Deus, o teu trono subsiste pelos séculos dos séculos; Cetro de equidade é o cetro do teu reino.(Hebreus 1:8) Deus comenta a respeito de Jesus dizendo: “Ó Deus”

E eu, quando o vi, caí a seus pés como morto; e ele pôs sobre mim a sua destra, dizendo-me: Não temas; Eu sou o primeiro e o último; E o que vivo e fui morto, mas eis aqui estou vivo para todo o sempre. Amém. E tenho as chaves da morte e do inferno.” (Apocalipse 1:17-18)

Tomé quando o discípulo quando o viu chamou-o de: “Senhor meu, Deus meu!(João 20.28) e em nenhum momento Jesus o reprendeu ou exortou.

Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz.(Isaías 9:6)

Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho, e ele será chamado pelo nome de EMANUEL (EMANUEL traduzido é: Deus conosco).(Mateus 1.23)

 

Conclusão

A Bíblia não nos deixa duvida com Jesus ser ou não ser Deus, em diversos versículos como vimos acima nos provam que ele é Deus, como Trindade (Pai, Filho e Espirito Santo), ele tem seu papel e foi vir até nós e redimir-nos, por mais que ideia contrarias surjam não estão embasadas nas Sagradas Escrituras, temos que combates isto com temperança (Gl 5.22) e também ao mesmo tempo batalhar pela fé não deixando que isto se introduzam no nosso meio (Jd 1.3).

 


fonte:
COMENTÁRIO BÍBLICO ATOS – NOVO TESTAMENTO – CRAIG S. KEENER

4 Comments

  1. marcos asa disse:

    maranata volta logo amado JESUS E TRANSFORMA-ME POR COMPLETO MEU SENHOR .

  2. Antonio Souz disse:

    sem o Senhor Jeus ,eu não sou nada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PREGADOR QUALIFICADO