Como montar uma pregação: Passo a Passo do Iniciante (Completo)

Como montar uma pregação: Passo a Passo do Iniciante (Completo)

Quando estamos começando a pregar o evangelho temos muitas dúvidas sobre como montar uma pregação, é por isso que resolvi elaborar esse conteúdo completo para você que é iniciante.

Tem coisas que vamos aprendendo ao longo do ministério, principalmente através dos erros. Com esse guia completo, você vai conseguir poupar anos de erros e crescer muito mais ministerialmente.

Se você tem dúvidas como:

  • O que é uma pregação?
  • Como fazer uma pregação do início ao fim?
  • Como escolher o texto certo na hora de pregar?
  • Como concluir um sermão?
  • Como pregar sem timidez, com sabedoria e autoridade.

Pode ter certeza que nesse conteúdo essas dúvidas serão solucionadas, como resultado, você vai sair daqui capacitado para dar seus próximos passos no seu ministério como pregador.

Devo adiantar também que, não adianta ler esse artigo se você não estiver comprometido em melhorar. Você tem que está almejando a melhora para entender o conteúdo que vamos transmitir.

Portanto, se mesmo ao final de todo artigo, você ainda ficar com dúvidas, pode usar livremente o campo comentário que vamos ter o maior prazer em responder.

Vale ressaltar que temos um e-book completo que você pode estar baixando ele gratuitamente falando sobre 10 passos para elaborar uma excelente pregação (clique aqui).

Esse e-book que mencionei acima, antigamente eu vendia ele, agora disponibilizo gratuitamente, então tem bastante informações de valor nele.

Primeiro Passo: Entenda o que é uma pregação

Talvez você nunca tenha parado e pensado o real significado de pregação, o que é uma pregação? Porventura, seria apenas um discurso?

Preciso te dizer que: “Pregação é a voz de Deus na terra”. Não existe uma forma melhor de te explicar do que essa. Quando pregamos estamos sendo um arauto de Deus.

Você sabe o que é um arauto? Era uma pessoa imcubida antigamente de transmitir as mensagens do rei ao povo. Nós somos arautos de Deus, transmitindo sua mensagem ao povo.

Se você for olhar desde o princípio da humanidade até os dias atuais, Deus continua levantando homens e mulher que manifestem a sua vontade ao povo.

Começou com Adão, Moisés, Abraão, Isaque, Isaías, Jeremias, João Batista e etc… E agora, chegou até a você essa responsabilidade anunciar o evangelho.

Vale ressaltar que, pregação não é um discurso vazio, como também não deve ser comparado com uma aula. Pregação é um evento específico e único, transmitindo as verdades de Deus ao povo de maneira prática.

Quando pregamos, não estamos ali para esbanjar nosso conhecimento, na verdade, estamos ali para dar um rumo na vida de cada um, trazendo aplicações práticas.

Tem uma frase que gosto muito de Sugel Michelén (Autor do livro: Um guia para pregação expositiva) que diz o seguinte: “Pregação é persuadir o ouvinte, mas sem manipula-lo”.

Eu entendo plenamente o que essa frase diz, ela no lembra que estamos pregando para convencer as pessoas e não somente para mostrar o quanto sabemos.

Segundo Passo: Para você pregar tem que ter relacionamento com Deus

Esse é um dos pontos que mais gosto de comentar quando menciono sobre pregação. Já vi pessoas que chegaram até eu dizendo o seguinte:

“Quero ser um grande pregador do evangelho, vou colocar minha foto no facebook e anunciar meu contato”.

Conhecendo a vida daquela pessoa, entendia a motivação que havia por trás desse “desejo de pregar o evangelho”, era a vida de fama e não a verdadeira obra de Cristo.

Quando temos um relacionamento com Deus, entendemos para onde ele quer nos guiar, e como quer que venhamos a pregar o evangelho.

Tem uma frase que falo sempre: Quem não fala com o Deus do povo, não pode falar com o povo de Deus.

Se você não para um minuto do seu dia se quer para ter um momento com Deus, como quer então falar com o povo que ele adquiriu?

Você como pregador deve estar constantemente:

  • Orando (Falando com Deus).
  • Consagrando (Mortificando sua carne e desejos pecaminosos).
  • Meditando na Bíblia (Entendendo os planos de Deus).

Existe uma bela comparação que vai dizer o seguinte, o pregador é semelhante a uma mulher que está gravida, ela carrega a criança durante todos os momentos, e só ela no individual sabe como é difícil isso, mas depois de 9 meses ela dá luz ao bebê.

Pregador não é diferente, você carrega a mensagem que Deus te entregou durante todos os momentos (relacionamento e vida de prática), o sermão se dá na intimidade, no secreto com Deus.

Agora “dar a luz” aquele sermão, somente será diante da igreja, no grande dia que vai pregar. Isso no mostra que devemos ter zelo pelo que pregamos, e esse zelo é demonstrado na vida com Deus e prática.

Terceiro Passo: Escolhendo o texto que se vai pregar

O pr. Geziel Gomes, muito conhecido por todos, vai nos dizer que em todos seus anos de ministério, a dúvida que mais se deparou em sua vida, feita por outros pregadores foi:

“Como eu sei qual o texto que devo pregar?”

É por isso que vamos tratar desse assunto, pois julgo ser muito necessário.

Vou te responder essa dúvida melhor dizendo como acontece comigo. Geralmente, quando recebo um convite para pregar, a primeira coisa que vou fazer é orar.

Como disse nos passos anteriores, é importante relacionamento com Deus, e nessa hora, quanto mais intimidade você tiver com Cristo, mais fácil vai entender a vontade dEle.

Na oração, eu começo a clamar a Deus por um texto, e o Espírito Santo me faz lembrar de um texto (João 14.26). Aquele texto começa me chamar tanto a atenção que não consigo para de pensar nele.

Termino minha oração, vou correndo pegar a Bíblia, porque entendi exatamente o que Deus quer falar ao seu povo.

Caso esse texto não seja revelado durante a oração, como já aconteceu comigo também, eu termino a oração e vou ler a Bíblia, e na leitura sempre vai ter uma passagem que parece “brilhar” aos nossos olhos e coração.

Às vezes, já aconteceu comigo, de eu começar uma semana antes de receber o convite da pregação a meditar em um texto sagrado, e então recebo o convite. Naquele momento é a confirmação de que Deus já estava me revelando uma mensagem.

Existe até mesmo um artigo que escrevi completo sobre como escolher o texto certo na hora de pregar, você pode ler ele clicando aqui.

Quarto Passo: A pregação envolve conhecimento e estudo

Essa é uma verdade que na minha concepção nem precisaria ser mencionada, de tão óbvio que é. Contudo, quero trazer a memória, pois iniciantes erram bastante isso.

Entenda algo: Não existe pregação sem conhecimento e estudo. Você não pode pregar o que acha, você tem que pregar o que estudou.

A Palavra de Deus é viva e eficaz (Hebreus 4.12). É por isso que a Palavra tem poder. Entretanto, essa Palavra viva só é manifesta quando pregada de maneira correta e coerente com as verdades dos textos bíblicos.

Existe uma falsa afirmação nos nossos dias que é: “O Espírito Santo vai te revelar tudo, fica tranquilo”. Isso é uma mentira tamanha, eu não conheço na Bíblia um texto se quer que nos induza a deixar de lado o preparo.

Claro, não desacreditamos que o Espírito Santo pode revelar, porém, porque ele não revelaria então enquanto eu estou estudando? É claro que ele revela enquanto estudo!

Então estude o máximo que conseguir para suas pregações, mergulhe em livros, conteúdos de fontes confiáveis, pregações no youtube a respeito do que você vai falar, comentários bíblicos e etc…

Quanto mais conhecimento você tiver para uma pregação, menos nervosismo você vai ter. Conhecimento traz uma autoconfiança incrível para o pregador.

Lembre-se que, a Bíblia é sua principal ferramenta. Não adianta nesse processo de estudo, você deixar a sua espada de lado, todo caminho que você trilhar de estudo, deve ser com base nela.

Se porventura, você escutar ou ler algo que não está de acordo com a Palavra de Deus, jamais coloque em sua pregação!

Quinto Passo: Elabore um esboço de pregação

Esse passo é importante demais, principalmente para quem está começando.

Bom, eu sinceramente acredito que um esboço pode te ajudar, independente se você prega a algum tempo ou se está começando agora. Para você ter uma ideia, prego a mais de anos e ainda uso esboço.

Esboço não é algo que deve ser lido, na verdade, ele vai servir apenas caso você esqueça de algo que vai mencionar durante o sermão.

Esboço também ajuda na autoconfiança, tirando um pouco do seu nervosismo. Na primeira pregação, geralmente as pessoas ficam bem nervosas, o esboço vai poupar um pouco disso.

Eu quero te falar muito mais dos benefícios de um esboço, para isso eu escrevi um artigo completo sobre o tema:

Leia com atenção esse artigo com link acima, ele vai te ajudar a preparar um esboço de qualidade, além de te falar mais sobre o assunto.

Extra:

Vou aproveitar que estou falando sobre elaborar um esboço de pregação para te dizer o que compõe um sermão.

Quando estamos fazendo uma pregação, ela deve ter os elementos básicos de uma narrativa:

  • Introdução.
  • Desenvolvimento.
  • Conclusão.

Não tem como você montar uma pregação sem seguir essa ordem. Se você não introduzir a mensagem, possivelmente seus ouvintes não vão entender ela.

Se você não desenvolver o sermão, possivelmente os ouvintes não vão ter uma conclusão do que foi dito.

Por isso, lembre-se que você tem que fazer um sermão de maneira que todos entendam. Costumo dizer que desde a criança até o ancião que estiver te escutando, tem que entender a mensagem.

Um erro muito comum no início do ministério é pensar que “barulho” durante o culto é sinônimo de unção ou uma boa pregação.

Na verdade, uma boa pregação é quando o ministro transmite a mensagem de Deus, apontando uma mudança de vida que aqueles que escutam devem ter.

O “barulho” ou manifestações do Espírito Santo, se dá somente pela vontade de Deus, se ele quiser operar sinais e maravilhas, Ele vai operar, independente se sua mensagem foi boa ou não.

Sexto Passo: Pregar para você mesmo (espelho) pode te ajudar como nunca imaginou

Esse é aquele passo confidencial de cada pregador, todos tem algum jeito de “verificar como sua pregação ficou” antes mesmo de pregar.

Uma coisa que funcionou muito para eu, e sendo sincero, ainda funciona. É pregar para eu mesmo, ou para o espelho.

Sabe porque isso funciona tanto? Quando você faz isso, consegue ver se sua mensagem está mesmo compreensível e se as pessoas que tivessem escutando ela ia conseguir entender.

Com isso, você vai arrumando as falhas. Além de ver a sua gesticulação se estiver em frente um espelho.

A gesticulação tem um papel fundamental quando estamos falando diante de um público. Tem livro com o seguinte tema: “O corpo fala”.

E esse livro é uma verdade, pois quando gesticulamos, estamos transmitindo falas por intermédio daquilo que fazemos.

A falta da gesticulação correta, pode trazer um cansaço nas pessoas que estão te escutando, inclusive, esse tema eu abordo bem mais a fundo em um artigo:

Recomendo que leia esse artigo acima se estiver comprometido em pregar, de maneira que as pessoas entendam a mensagem que está querendo transmitir.

Nesse passo de pregar para você mesmo, não se esqueça de utilizar o esboço que você preparou. Daí você vai ver se o seu esboço vai te ajudar ou atrapalhar. Pois criar um esboço com muitas informações pode atrapalhar.

Sétimo Passo: O grande dia da pregação

Acredito que muitos não dão a devida importância para o grande dia da pregação. Contudo, os momentos antes, ou horas antes de uma pregação, fazem toda diferença.

Imagine você ter um daqueles dias “atribulados”, cheios de problemas, se preocupando com diversas situações, e no final de tudo, se lembra que vai pregar de noite.

Com certeza isso vai atrapalhar seu “desempenho” na hora da pregação.

Uma coisa que gosto de fazer é me conscientizar no grande dia da pregação, que nada naquele dia vai roubar o meu foco ou se quer tentar me tirar a paz.

Claro, existem problemas no trabalho, na família, contas para pagar e coisas para resolver. Entretanto, nada disso consegue roubar a minha paz, pois estou concentrado no meu sermão.

Passo o café pensando no texto que vou pregar, vou para o serviço lembrando daquilo que estudei e vou falar, e assim por diante. Durante todo o meu dia, independente do que aconteça, estou focado.

Aqui é até bom mencionar o seguinte, não arrume discussões durante o dia. Lembro-me de uma vez que fui pregar, e infelizmente, momento antes tive um pequeno desentendimento com minha mãe.

Não é vergonha falar isso pois afinal, qual de nós já não teve um pequeno desentendimento com alguma pessoa próxima?

E nesse dia que tive essa situação com minha mãe, percebi que durante a pregação não consegui dar o meu melhor, pois de alguma forma o meu interior estava lembrando daquela cena.

Então, evite ao máximo coisas que venham tirar o seu foco e te desviar do objetivo que é pregar a Palavra de Deus com excelência.

Oitavo Passo: O grande momento da pregação

Você se preparou nas últimas semanas, dias e horas para esse grande momento da pregação.

Tenha consciência de algumas coisas:

  • Esse é o momento que você deve dar o seu melhor e entregar tudo aquilo que Deus te deu.
  • Não existe outra pessoa que era para estar pregando, é você mesmo.
  • Não existe uma pessoa que tem mais conhecimento que deveria estar pregando, é você mesmo.
  • Deus te deu uma mensagem, porém jamais “engesse”, parecendo uma palestra e não dando lugar ao mover do Espírito Santo.
  • A pregação fala com a igreja, mas também fala com você, seja sensível ao Espírito Santo.

Essas verdades mencionadas acima, ao qual, você deve ter consciência. É porque muitas pessoas acabam esquecendo delas.

Uma coisa que precisa ser dito é o seguinte, quando começar uma pregação. Não me vá pedindo desculpas por isso e por aquilo, falando que teria pessoas melhores para estar ali e etc…

Fazendo isso logo no começo, cria na igreja uma sensação que você não se preparou devidamente para aquela situação, quando de fato, não é verdade. Por isso, tenha convicção que você vai transmitir o que Deus te deu.

Respeite também sempre o horário que te está proposto, não exagere jamais passando da hora. Aprenda que se te deram 30 minutos, você deve pregar em 30 minutos e nada mais.

“Mas Felipe, estamos em um culto e tenho que ficar me preocupando com horário? Quando é as coisas do mundo as pessoas não se preocupam com horário…”

Essa fala que acabei de mencionar acima eu combato ela dizendo que, no mundo eles são desorganizados, na igreja tem ordem e decência. Já vi maridos proibirem suas mulheres de irem ao culto porque no domingo anterior chegaram tarde demais em casa.

Sabe porque elas chegaram tarde? Por causa da irresponsabilidade do pregador. Você não conhece a vida de todos, então cada um tem seus compromissos após o culto. Respeito o horário que te deram.

Nono Passo: Sensação de dever cumprido e buscando mais conhecimento

Após o término da pregação, você vai ver que dá uma sensação de alívio e de dever cumprido. Somente quem prega sabe o que é sentir isso.

É realmente ótimo quando você segue o passo a passo do que foi dito nesse artigo, e consegue transmitir uma mensagem bíblica e com clareza.

Porém, não termina por aqui! Logo após sua pregação, sela ela a primeira ou qualquer outra. Você deve continuar buscando mais conhecimento.

O pregador é um eterno discípulo de Jesus Cristo, ser discípulo é ser aluno. Aluno que é aluno de verdade, se compromete em buscar sabedoria em Jesus.

Não se contente em saber o “raso” da Bíblia Sagrada, seja aquele pregador(a), que está buscando mergulhar nas verdades que estão contidas nela.

Quando mais você busca conhecimento, mais Deus te dá:

“E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente, e o não lança em rosto, e ser-lhe-á dada”. Tiago 1.5

A questão é estar cada vez mais enraizado no evangelho. E fazendo isso você vai ser um grande pregador da Palavra de Deus.

Ser um grande pregador, não está ligado aos pulos e gritos durante o culto, ser um grande pregador se resume em transmitir a mensagem de Deus de maneira verdadeira e íntegra, fazendo isso com clareza.

Quero aproveitar e deixar para você outros estudos especiais que já escrevi também a respeito de pregação:

Espero que tenha gostado de todo esse conteúdo que proporcionamos, se ficou com dúvidas ainda, por favor deixe ela no campo comentário. E também pode dizer-nos o que achou 😀

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PREGADOR QUALIFICADO