Como falar em Público? 8 Dicas de Oratória para Pregadores

Você tem medo de falar em público? Você sofre com timidez em excesso? Você já tentou pregar o evangelho, mas fracassou devido à falta de oratória?

Bom, eu creio piamente que nesse conteúdo que você está, você vai ter dicas super valiosas que vão te ajudar a vencer o medo de falar em público e melhorar a sua eloquência.

Eu mesmo quando comecei, passei por situações super desagradáveis a respeito de falar em público, é por isso que eu sou parecido com você. Tenho certeza que se alguém tivesse me falado o que você vai ler nesse artigo, tudo seria diferente.

Se você quer:

  • Saber como vencer o medo de falar em público.
  • Melhorar a sua fala, facilitando a maneira que você transmite uma pregação.
  • Não sofrer com erros na frente do público.
  • Evitar constrangimentos por causa do nervosismo demasiado.

Tenho certeza que esse artigo com dicas totalmente prática pode te ajudar. E se você já quiser ainda mais enriquecer seu conhecimento…

Eu te recomendo um livro digital completo que escrevi com mais de 100 páginas falando como grandes pregadores estão elaborando seus sermões, vou deixar um botão logo abaixo para você acessar:

Bom, realmente o conteúdo que vou te transmitir hoje é completo, contudo, se no final do estudo você ficar com dúvidas, pode utilizar livremente o campo comentário que vamos ter o maior prazer em tirar suas dúvidas.

O que é oratória?

A primeira coisa antes de começar com as dicas para te ajudar na oratória como pregador, é te falar qual o significado de oratória.

Oratória: Conjunto de regras que constituem a arte do bem dizer, a arte da eloquência; retórica.

Então quando estamos falando sobre oratória, estamos comunicando sobre um conjunto de coisas que vai te ajudar a transmitir da melhor maneira possível o conteúdo a seu público.

Trazendo isso para o mundo ministerial do pregador, que é o real objetivo desse nosso artigo, oratória ajuda você a fazer uma pregação de maneira que todos entendam.

Essa oratória ao ponto da pregação, se trata de algumas coisas que vai deixar a igreja mais apreensiva a mensagem que você vai estar transmitindo na Palavra de Deus.

O pregador que não reconhece a importância de uma boa oratória em sua pregação, dificilmente vai pregar com excelência. Pois pregação não é apenas conhecer bem o texto, mas também, saber transmitir com clareza o texto.

Aliás, pode ser que você seja uma pessoa que conheça muito a bíblia. Contudo, até hoje não entendeu como vai passar em conteúdo para todos, e espero sinceramente que, ao final do artigo, você tenha entendi como fazer.

Primeira Dica: Você vai facilitar sua oratória se estiver bem preparado

Tenho que colocar essa primeira dica, e na minha sincera opinião, a primordial de todas.

Antes de pensar propriamente nos elementos que compões uma boa oratória. Você deve pensar no conteúdo que vai estar transmitindo.

Uma coisa é certa, quanto mais a pessoa se prepara para transmitir o ensinamento bíblico, mais confiante ela chega no momento da pregação, e quanto mais confiança, melhor você vai acertar o seu jeito de falar.

Preciso dizer isso pois, imagine o seguinte… Você não se preparou direito para a pregação, e no momento de pregar você se atrapalha todo porque não tem “conhecimento suficiente” para transmitir a mensagem.

Com essa situação dificilmente você vai estar preocupado com as regras que compõe uma boa oratória. Na verdade, vai estar preocupa sobre o que falar, porque não estudou como deveria.

Por isso o preparo é fundamental, se prepare para um sermão, não fique jogando ao acaso. Estude o máximo que puder, principalmente a Bíblia.

Segunda Dica: Comece cumprimentando o seu público

Quando for começar uma pregação não se esqueça de saudar a igreja. Você fazendo isso cria uma recepção maior dos seus ouvintes.

Não chegue somente falando, mostre que tem a educação necessária e cumprimenta o povo de Deus. Procure fazer isso com um semblante feliz, porque ninguém gosta de alguém com “cara fechada”.

Aqui vou te passar algumas informações que podem te ajudar nessa segunda dica:

  • Cumprimente a igreja.
  • Agradeça o convite que teve para estar pregando o evangelho.
  • Expresse a felicidade de estar ali.
  • Sempre com um semblante feliz.

É importante mencionar que você não deve gastar tempo demais nos cumprimentos iniciais. É algo breve, mas que não deve ser descartado.

Aliás, ninguém gosta quando um pregador fala, fala, fala e nunca começa o sermão né? Então seja breve e objetivo.

Terceira Dica: A imposição de voz

Usar a voz de maneira adequada, infelizmente, é uma das coisas que os pregadores mais erram. Alguns gritam demais, outros, nem demonstram entusiasmo.

Você tem que entender que está ali para pregar a palavra de Deus, e em alguns momentos você realmente deve impor mais a voz, para demonstrar maior ênfase, contudo, jamais gritando.

Achei interessante, esses dias, que um pastor amigo meu disse que estava conversando com um sonoplasta profissional e ele disse que: “Existem certas frequências de sons que irritam as pessoas e deixam desconfortável.”

Se existe certas frequências que irritam as pessoas, imagine um pregador que não saber usar a voz adequadamente então?

Treine seu jeito de falar, isso nada mais é do que se expressar corretamente. Você precisar falar entusiasmado, mas sem gritar!

Posso mencionar também sobre o controle respiratório, tem pessoas que quando vão pregar parece que estão morrendo sufocadas, pois respiram de forma difícil devido ao nervosismo, fazendo barulhos estranhos no microfone.

Por isso, controle bem sua respiração e nervosismo que vai te ajudar a impor a voz de maneira correta.

Quarta Dica: Cuidado com os vícios de linguagem

Os vícios de linguagem é algo super comum em pregadores ou pessoas que falam em público. Existem pessoas que se prendem no:

  • Né.
  • Éééé…
  • Ahnnn…
  • Bom!
  • Tá Bom!
  • Amém!
  • Aleluia!
  • Louvado Seja Deus…
  • Tipo.
  • Tipo assim.

E entre outras palavras que entram nos meios das frases e nada mais são do que um vício de linguagem, vencer isso vai precisar de uma dedicação pessoal sua em ver quais são os seus.

Às vezes, você pode pedir a opinião sincera de alguém que está próximo de você para te ajudar a descobrir seus vícios de linguagem.

É importante que você como pregador do evangelho tenha um bom domínio da língua portuguesa, um jeito bom de se aperfeiçoar é bastante leitura.

Eu até gosto de falar desse jeito, porque você pode aprender assuntos novos e ao mesmo tempo melhorar seu português. Aliás, pregador deve estar estudando sempre.

Quinta Dica: Cuidado com os hábitos incomuns na hora da pregação

O que eu estou querendo dizer com “hábitos incomuns?”

São aquelas que de uma forma ou de outra, nosso corpo as vezes manifesta, contudo ficar fazendo isso na hora da pregação é um erro.

Alguns exemplos são:

  • Limpar a garganta no meio da sua fala.
  • Ficar tossindo durante a pregação.
  • Limpar os ouvidos.
  • Ficar se coçando.
  • Ficar com as mãos no bolso o tempo todo.

Apesar de parecer coisas comuns do dia a dia, não devemos fazer isso quando estamos em uma pregação. Aliás, tenho certeza que até mesmo você não gostaria de ver alguém fazendo isso.

Tente ser o mais natural possível, dentro de uma gesticulação comum e não incomum. Inclusive nossa próxima dica fala um pouco mais sobre gesticulações.

Sexta Dica: Se preocupe com sua maneira de gesticular

Existe um livro que tem o seguinte tema: “O corpo fala”. Esse livro nos mostra que nossas gesticulações também é uma forma de falar.

Com isso, o pregador deve se preocupar com os seus gestos quando está pregando. Tem movimentos que atrapalham drasticamente seu sermão.

O gesto correto é aquele que tem as seguintes funções:

  • Interpretar corretamente os sentimentos.
  • Complementar a mensagem transmitidas pelas palavras.
  • Determinar dentro da frase uma informação de maior importância.
  • Corresponder ao tom de voz.
  • Tomar o lugar de palavras não pronunciadas.

Deixe sempre os braços a frente do corpo, sem muita movimentação; gesticula com eles, partindo do ombro, as mãos afastadas, prontas para corresponderem a mensagem que está sendo transmitida.

Tome cuidado também ao movimentar a mão que está segurando o microfone, se possível pode deixá-la o mais fixa possível, pois movimentando ela, você vai acabar atrapalhando o som da sua voz.

Ao comunicar uma mensagem, você utiliza várias informações, e normalmente uma delas é mais importante do que as outras. Faça um gesto que identifica essa informação predominante.

Evite ficar sem rumo em suas mãos, colocando no bolso, em cima do púlpito, folheando a bíblia, mexendo na caneta que está do lado e etc.

Procure ter uma estabilidade em seus movimentos, qualquer movimento além do comum irá incomodar.

Evite realizar o mesmo movimento muitas vezes, para que ele não fique marcado aos olhos dos ouvintes. Faça poucos gestos, mas os faça com determinação.

Sétima Dica: Cuidado com o seu olhar

O pregador jamais deve ficar com cabeça baixa durante uma pregação, isso demonstra uma sensação nos ouvintes de que você não tem confiança no que está falando.

Algo que deve ser cultivado é o olho no olho durante um sermão. Procure olhar ao máximo para seus ouvintes, para todos eles, e não apenas um!

Eu sei que existem pessoas que no começo, estão meio envergonhadas e é difícil fazer isso. Contudo, posso te dar uma mais uma informação valiosa…

Se estiver com vergonha na sua primeira pregação, escolha 3 pontos na igreja que você possa estar olhando… Não é 3 pessoas e sim 3 pontos. Esses pontos têm que ser algo que está na direção do público, não adianta também escolher um ponto que não está na direção dos ouvintes.

Mas, acima de tudo vai praticando o olho no olho e perdendo essa vergonha. Quando ao falar você olha para alguém, dá uma sensação de impacto maior na pessoa.

Cuidado também ao proferir uma frase mais “dura”, pois se você olhar para uma pessoa fixamente e demonstrar que está falando exclusivamente para ela, pode acabar criando um constrangimento interno naquela pessoa.

(Conclusão) Oitava Dica: O que se deve evitar em uma pregação?

Diante de tudo que se foi falado, quero trazer aqui as mais algumas coisas que devem ser evitadas em uma pregação:

  • Movimentos alheios.
  • Apoiar-se sobre a mesa, cadeira, a tribuna (púlpito).
  • As mãos atrás das costas.
  • Mãos no bolso.
  • Braços cruzados.
  • Gestos abaixo da linha da cintura.
  • Roupas que não convém para o pregador (relógios chamativos, ternos chamativos, roupas com decotes grandes demais e etc)
  • Uma postura que demonstra relaxo, uma falta de comprometimento ou importância com o que se está sendo falado.

Acredito fielmente que se você colocar em prática, todas informações que passamos ao longo desse artigo, sua pregação vai melhorar e muito.

Vale ressaltar que muitas dessas coisas você vai aperfeiçoando com o tempo. Existem pessoas que começaram a pregar agora e já estão desistindo porque não conseguem fazer com excelência.

Não é assim! Com o passar do tempo que se conquista a excelência, não desista, mas continue melhorando sempre seu jeito de pregar.

Vou deixar também abaixo outros artigos que escrevemos falando a respeito de pregação:

2 Comments

  1. Gilson Pereira disse:

    Muito importante para mim essas 7 dicas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PREGADOR QUALIFICADO