O que é uma verdadeira Pregação Qualificada?

Pregar a Palavra de Deus, sem dúvidas é o maior privilégio que podemos ter em nossas vidas. Existe até uma frase que gosto de mencionar que é: “Pregar não é um dever, e sim privilégio.”

Não existe uma obra tão sublime igual falar do amor de Jesus, é exatamente por isso que temos uma missão como igreja; ir e levar o evangelho por todo o mundo (Marcos 16.15).

Contudo, uma das dúvidas que algumas pessoas tem me feito bastante é: “O que é uma verdadeira Pregação Qualificada?”

Essa dúvida surge devido as aulas que ministro em nosso curso chamado Pregador Qualificado.

Bom, é exatamente isso que vou falar nesse artigo de hoje, sobre o que seria essa “pregação qualificada”, e descobrindo isso, com certeza você vai conseguir aplicar em seu ministério e obter resultados expressivos.

Veja pontualmente o que será comentado:

  • A pregação vai além do método;
  • Preparar uma pregação não é de qualquer jeito;
  • Saber como entregar com excelência;
  • Conhecer o caminho para se aperfeiçoar no ministério;
  • Entenda que pregar não é algo “vago”.

O que vamos transmitir é completo, contudo, se ainda estiver com dúvidas ao final do artigo, pode utilizar o campo comentário livremente que vamos ter o maior prazer em responder.

A pregação vai além do método

Uma das coisas que me motivo a elaborar o “Pregador Qualificado”, foi justamente o entender que a pregação vai além do método.

Quando olhamos para métodos de pregações hoje em dia, nos deparamos com:

  • Pregação Expositiva.
  • Pregação Temática.
  • Pregação Textual.

Acredito que nenhum desses acima deve ser desprezado. Contudo, a pregação não se resume somente a dominar esses métodos.

A pregação tem um contexto por trás dela. Envolve principalmente a vida do pregador. Não adianta como ministro do evangelho, ter uma vida errada e ainda achar que “por dominar o método” você é um bom pregador.

Antes de subirmos a um altar, dentro do nosso coração deve ter um altar edificado a Deus. Não tem como falar com o povo de Deus, se não falo com o Deus do povo.

O incentivo que faço em sua vida é, não seja primeiro um exímio Pregador, antes, seja um exímio Cristão e aí vai nascer um Pregador Qualificado.

Quando olho para a Palavra de Deus, ela me diz exatamente isso:

“Portai-vos como cidadãos dignos do Evangelho de Cristo, para que dessa forma, quer eu vá e vos veja, quer tão-somente ouça a vosso respeito em minha ausência, tenha eu conhecimento de que permaneceis firmes num só espírito, combatendo unânimes em prol da fé evangélica” (Filipenses 1.27)

Paulo quando escreve essas palavras aos filipenses, ele fala sobre o portar-se dignamente, como verdadeiros discípulos. Ele não recomenda a:

  • Ser ótimos oradores;
  • Saberem ser pessoas que cativam o povo;
  • Se preocuparem com a técnica.

Enfim, Paulo reconhecia que como cidadão do céu, assim sendo, temos um caráter e conduta que devemos ter.

E não que se preocupar com o que acabei de pontuar acima seja errado, você vai ver ao longo desse artigo que dou uma ênfase grande nisso, ressaltando sua importância.

O que estou querendo dizer, é que você precisa, primordialmente (como fundamente), ter a sua vida cristã como prioridade, fazendo isso, você estará apto para levar o evangelho.

O pregador não nasce em cima do púlpito, mas nasce no secreto em oração, súplicas, consagração e estudo bíblico.

Costumo dizer que: “Não existe pregação ou pregador, sem o Espírito Santo de Deus.”

Preparar uma pregação não é de qualquer jeito

No ponto anterior, falei que iria dar ênfase também aos “métodos de pregação”, mostrando que tem sua devida importância. Contudo, como mencionado, a vida com Deus é primordial.

Quando falamos sobre “elaborar um sermão”, não devemos fazer isso de qualquer jeito. Você deve ter um zelo pelo que está fazendo.

Por isso:

  • É necessário estar constantemente estudando a Bíblia.
  • É necessário analisar cuidadosamente o texto que você vai ministrar.
  • Precisa saber como transmitir a mensagem com mais clareza.
  • Precisa saber como encaixar a sua voz, usando a tonalidade correta.
  • Precisa dominar a arte de uma Pregação Qualificada.

E além outras “N” coisas que poderíamos estar mencionando. Mas o que estou ressaltando, é o seu deve em fazer isso com excelência.

Já vi pessoas que dizem “quero ser um grande pregador”, contudo, não se dedicam suficiente a isso, e nem se quer buscam em Deus o seu verdadeiro propósito.

Por isso, a partir de hoje assuma o compromisso verdadeiro em sua vida, acreditando que não deve ser uma pessoa que está conformada, mas sim, alguém que quer ser melhor para honra e glória de Cristo.

Paulo, quando aconselha o jovem pastor e pregador Timóteo, ele diz:

“Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade.” (2 Timóteo 2:15)

A grande questão abordada por Paulo é a aprovação diante de Deus, e isso acontece mediante o “manejar bem a palavra da verdade.”

Isso nos remete ao cuidado que devemos ter ao elaborar um sermão. A excelência que nós devemos ter no preparo. Se preparar para uma pregação é uma prioridade em sua vida como ministro.

Existem alguns que usam o errado discurso, dizendo “Deus vai me revelar na hora”. Eu sinceramente, nunca encontrei um respaldo bíblico para tal afirmação. Como resultado, concluo que esse discurso é um pretexto para a preguiça de se preparar adequadamente.

Se os pregadores não tiverem zelo em buscar mais e conhecer mais, vamos acabar matando a igreja de Cristo em Palavras.

Por isso, tenha a Bíblia como sua principal ferramenta e busque estar com os pés calçados para a proclamação do evangelho.

Saber como entregar com excelência

Definitivamente, essa é uma responsabilidade sua. Você tem que saber como entregar a mensagem de Cristo para as pessoas.

Tem alguns pregadores que dizem:

  • Eu estou aqui para falar, quem não gostar que vá embora.

Eu até compreendo o real motivo de falarem isso, é porque estão ali para demonstrar as verdades do evangelho. Contudo, a entonação que fazem e o “ego” de superioridade que incomoda.

Fico pensando no visitante que foi até essa igreja, e escuta o pregador falando isso. Será que vai ter um apelo bom aos seus ouvidos? Acredito que não.

Por isso, saber entregar a mensagem com excelência é fundamental. Não somos chamados para destruir o povo de Deus e sim edificar sobre a Rocha. Com isso, cada frase ou palavra que sair de nossa boca deve servir para instruir.

Pense o seguinte, quando estamos pregando, somos os arautos de Deus (mensageiros que fala em nome do Rei), com toda certeza o nosso Deus jamais iria falar de forma rude ou escandalosa, mas sim com toda calma e bondade que um verdadeiro Pai tem para com o filho.

Entregar a mensagem de Deus com excelência, é criar um coração que tenha o desejo de aprender mais. Pense o seguinte, quando você cativa alguém com a mensagem da Cruz.

Aquilo não morre! Muito pelo contrário, vai permeando até raízes profundas. E isso incentiva a pessoa a buscar mais. Aí se estabelece um verdadeiro discípulo de Jesus.

Um conselho aos pastores, como tem uma oportunidade maior, sempre elaborarem mensagens que entreguem com excelência, e para isso podem:

  • Fazer uma série de ministrações, uma sequência de mensagens.
  • Fazer uma escola bíblica em sua igreja, as denominações como a Assembleia de Deus, tem a Escola Bíblia Dominical que é um lindo projeto que pode ser implantado em qualquer denominação.
  • Não importa como seu sermão comece, sempre faça o desfecho em Jesus Cristo e sua obra redentora.

Com isso, concluímos esse ponto, pregue o evangelho com excelência e saiba como fazer isso para ter uma verdadeira pregação qualificada.

Conhecer o caminho para se aperfeiçoar no ministério

Você como pregador, deve ser alguém que ama o conhecimento. Para se ter uma pregação qualificada é necessário raízes profundas nos aprendizados.

Eu estou “lutando” para combater a falsa ideia de que a presença do conhecimento provoca a ausência da unção, na verdade, somente com a presença do conhecimento se tem a verdadeira unção.

Como vou ter unção se nem se quer “sei o que estou pregando?”, como posso falar “Deus me usou”, se eu nem sei segundo o ponto de vista bíblico o que é “ser usado por Deus”.

Então, o aperfeiçoamento individual do pregador deve ocorrer, para isso, você pode:

  • Ter comentários bíblicos em sua casa.
  • Investir bastante em leitura, sempre você tem um tempo livre, aproveite para ler.
  • Ver aulas em vídeo para obter mais conhecimento sobre determinado assunto.
  • Conversar sempre com outros pregadores, que também tem foco que aumentar seus aprendizados.

Ou seja, existem inúmeras ferramentas e atitudes que você pode tomar para aprender ainda mais.

Se você não buscar conhecimento, um dia a “fonte seca”, e vai ficar difícil pregar. E também, não adianta pregar mesma mensagem repetidas vezes, antes, esteja sempre preparando uma nova.

Entenda que pregar não é algo vago (Conclusão)

Quero concluir dizendo que pregação não é algo vago, pregação é estar com o coração em chamas para transmitir a poderosa mensagem da Salvação.

John Wesley dizia: “Ponha fogo no seu sermão, ou ponha seu sermão no fogo.”

Uma das orações que sempre faço antes de minhas ministrações é: “Deus, coloca meu coração em chamas para pregar seu evangelho.”

Você não sobe em um púlpito para ser um animador de plateia, você está ali para transformar vidas por intermédio da mensagem pregada.

Diante disso, você consegue entender a responsabilidade que está em sua vida? Não é uma mera palestra, aula ou discurso. É uma pregação! Diferente de tudo isso, e nunca será algo “vago”. Espero que todos os dias você esteja comprometido em ser um pregador melhor, para isso, existem alguns estudos que já fizemos sobre pregação que pode te ajuda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PREGADOR QUALIFICADO