5 motivações de um verdadeiro pregador que você precisa saber

5 motivações de um verdadeiro pregador que você precisa saber

É realmente bonito a posição que um pregador(a) do Evangelho ocupa, só que quando estamos falando de levar a palavra de Deus, uma coisa que deve ser levado em conta é as motivações.

Não sei se já te falaram isso, mas fazer as coisas certas com motivações erradas, automaticamente tudo se torna errado.

Vou te explicar, imagine o seguinte:

  • Você pregando o evangelho em todo o mundo.
  • Você ser uma pessoa que ajuda o próximo.
  • Você ser um pastor.

Observando essas coisas acima, temos que concordar que são excelentes, é maravilhoso, são atitudes realmente honradas. Agora, vou dar uma motivação errada para cada uma delas, veja:

  • Você ser pregador em todo mundo, porque quer status e dinheiro.
  • Você ser uma pessoa que ajuda o próximo somente para a sociedade te admirar.
  • Você ser um pastor, querendo usufruir da inocência do seu rebanho.

Percebeu como a motivação dá um sentido totalmente diferente para a atitude? Por isso que devemos cuidadosamente falar sobre motivações ministeriais.

Como resultado, resolvi escrever esse artigo completo falando sobre 5 motivações de um verdadeiro pregador, veja o que será abordado:

  • #1 – O verdadeiro pregador deseja levar a palavra em verdade
  • #2 – Um pregador não está focado em STATUS
  • #3 – Um verdadeiro Pregador quer ver vidas sendo salvas
  • #4 – Seja alguém que segue a Palavra de Deus, integridade
  • #5 – Ver a obra de Deus crescendo (Conclusão)

Tenho certeza que se você seguir cada uma delas, será um grande ministro de Deus, quando falo “grande”, estou querendo dizer que vai ter as motivações corretas.

Lembre-se, um grande teatro só se dá pela preparação que existe atrás das cortinas. Um grande pregador, só vai ser formado pela preparação e motivação que existe dentro do coração.

#1 – O verdadeiro pregador deseja levar a palavra em verdade

A primeira motivação que chamar a atenção em seu ministério, é o desejo de levar a Palavra de Deus em verdade, isto é, sem querer alterar ela ou inventar algo. A sede pela verdade deve arder em sua alma.

Observamos, quando Paulo escreve a Timóteo, ele diz o seguinte:

“Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade.” (2 Timóteo 2:15)

Uma das principais recomendações desse versículo é manejar bem a Palavra da verdade, por isso, você deve ter um zelo por aprender mais de maneira correta.

Um verdadeiro pregador, não despreza:

  • Livros;
  • Cursos;
  • Conhecimento em estudo e vídeos;
  • Conhecimento do dia-a-dia.

Todas essas ferramentas que você tem para aprender mais de Deus, você deve aproveitar. Sempre verificando as fontes, para ver se está correto o ensinamento.

Se você não for um pregador dedicado em pregar em verdade, possivelmente, vai participar de um grupo que está tentando se levantar, para pregar heresias.

Entenda uma coisa, pregação não é:

  • Um animador de plateia;
  • Uma pessoa que manipula o povo;
  • Alguém que só fala sobre sua vida diante da igreja;
  • Um herege.

Pregador, deve ser alguém que está firmado o compromisso no coração, de pregar a simplicidade do evangelho, sem invenções, e fazer isso de um jeito que Deus se agrada da sua conduta.

E aqui preciso te dar uma dica. Uma vez me falaram o seguinte: “Não existem grandes pregadores, mas sim grandes mensagens.” Eu sinceramente concordo com essa frase, dependendo do sentido a ela aplicado.

Se você observar, a grande mensagem sempre vai existir, porque é a Bíblia Sagrada, e se você se manter nisso, sempre vai ter excelente sermões. Contudo, por trás de uma grande mensagem existe um pregador bem preparado, ao qual buscou enriquecer seu conhecimento e métodos para aplicar o sermão.

Por isso, podemos dizer que existem “grandes pregadores”, no sentido mais coerente possível. Trazendo a tona o preparo individual do pregador.

#2 – Um pregador não está focado em STATUS

Tem uma frase magnifica que diz o seguinte: “A igreja não precisa de estrelas, pois já temos um Sol que ilumina ela.”

Eu tenho que concordar plenamente com essa frase, pois não estamos em dia de levantar estrelas que não estão fundamentadas no evangelho, mas somente em seus próprios deleites.

Precisamos de ministros do evangelho que apontem o foco para igreja, e Paulo já nos diz qual é esse foco:

“Irmãos, não penso que eu mesmo já o tenha alcançado, mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que ficaram para trás e avançando para as que estão adiante, prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus.” (Filipenses 3:13-14)

A questão não é chamar a atenção para você, muito pelo contrário, é mostrar o Cristo que você tanto ama. Por isso, jamais foque em status, posição, destaque, autoridade e etc.

Quando, perguntaram para João Batista o que ele era, ele vai dizer que é apenas a voz que clama no deserto (João 1.23). Sabe por quê? Ele entendeu que não era uma estrela, diante do sol que é Jesus.

E o que mais me chama a atenção em João Batista, é que diante do povo, ele era visto como profeto, de fato ele era. Contudo, mesmo sendo visto com “bons olhos” diante da maioria judaica, ele não utiliza isso como escada para se colocar em evidência.

Outra fala de João Batista que vai nos impressionar, é essa: “É necessário que ele cresça e que eu diminua.” (João 3.30)

É exatamente esse sentimento que estou falando que deve ter em seu coração, que Cristo cresça e você diminua.

Preciso também ser honesto em dizer o seguinte, existem sim “homens e mulheres de evidência” nos nossos dias… Pregadores(as) que realmente se destacam.

Contudo, como eu mesmo disse na introdução desse artigo, a motivação conta muito! Se a motivação dessas pessoas estiver errada, Deus os irá julgar. Caso esteja certa, eu vejo a mão de Deus os colocando cada um na posição que ocupam.

Deus sempre levantou homens e mulheres para estarem diante do povo, falando em verdade. Por isso existem alguns mais conhecidos do que outros, mas isso é vontade de Deus, e nós não opinamos ou interferimos.

#3 – Um verdadeiro Pregador quer ver vidas sendo salvas

O maior desejo de um ministro é ver vidas sendo salvas. Não me lembro de uma vez que cheguei em casa feliz porque um culto não teve almas se rendendo a Cristo.

Muito pelo contrário, todas as vezes que vou a um culto, e vejo a preocupação com tudo menos com vidas, isso me entristece muito.

O dever da igreja em um sentido geral, é ser testemunha de Cristo em todo o mundo (Atos 1). A partir do momento que desprezamos isso, estamos falhando gravemente.

Você sabia que o termo “igreja” em grego é “ekklesia”, o qual significa “chamados para fora”. Isto é, você foi chamado para levar a Palavra de Deus para quem está fora do corpo de Cristo.

Eu oro para que se levante uma geração de pregadores, que se deixem gastar para que Cristo seja formado no povo. Tenho certeza que se nossos altares estiverem com pessoas “preocupadas” com a salvação, vamos experimentas grandes avivamentos.

Você pode até me dizer: “Mas Felipe, quem convence o homem é o Espírito Santo”, eu te respondo que não tenho dúvidas quanto a isso, quem vai convencer sempre é o Espírito de Deus.

Agora, vou te fazer algumas perguntas, e logo após volto para responder esse argumento:

  • Se Deus sabe o que você vai pedir, antes mesmo de pedir, significa que você não deve orar?
  • Se Deus sabe que você está doente, por que orar pedindo cura?
  • Se Deus sabe que precisa pagar as contas, por que orar pedindo um emprego?

Sabe o que estou querendo dizer? Deus sempre sabe o que queremos, mesmo assim devemos orar, manifestando a Deus que precisamos da ajuda dEle.

Quanto as almas não são diferentes, quem convence é o Espírito Santo, mas se até o Espírito de Deus está “preocupado” em convencer, por que é então que você como pregador não vai estar?

Seu coração deve estar todos os dias voltadas para as vidas que estão perdidas, buscando transmitir o evangelho a elas.

#4 – Seja alguém que segue a Palavra de Deus, integridade

O manifesto da integridade deve ser algo normal para um Pregador. Você tem que ter isso em seu caráter como mensageiro de Deus.

Mais do que alguém que prega, você deve sempre viver o que prega. Essa com certeza, é uma motivação que precisa estar em sua vida.

Antes de subir em um altar, a mensagem que você vai transmitir, deve falar primeiro com você e não com o povo. Não adianta você falar do que não vive, pois não vai ter autoridade em suas palavras.

Tá pensando que pregar o evangelho é brincadeira? Não mesmo. Analise comigo os seguintes versículos:

“Alguns judeus que andavam expulsando espíritos malignos tentaram invocar o nome do Senhor Jesus sobre os endemoninhados, dizendo: “Em nome de Jesus, a quem Paulo prega, eu lhes ordeno que saiam! “Os que estavam fazendo isso eram os sete filhos de Ceva, um dos chefes dos sacerdotes dos judeus. Um dia, o espírito maligno lhes respondeu: “Jesus, eu conheço, Paulo, eu sei quem é; mas vocês, quem são? ” Então o endemoninhado saltou sobre eles e os dominou, espancando-os com tamanha violência que eles fugiram da casa nus e feridos.” (Atos 19:13-16)

Essa passagem bíblica nos revela grandes aprendizados, quando aqueles judeus foram tentar expulsar o demônio, ele diz que conhecia Jesus e Paulo, mas desconhecia eles(os judeus).

Sabe o que é isso? Não adianta prega o que se não vive, antes de tudo, devo pregar o que todos os dias estou praticando. Porque existe uma batalha espiritual no que fazemos.

Se um dia fomos confrontados com o inimigo de nossas almas, será que vamos ter autoridade suficiente da parte de Deus para repreender o inimigo?

Acredite, se isso estiver batendo em seu coração. Antes de tudo, também está batendo no meu. Devemos ter a motivação da integridade.

#5 – Ver a obra de Deus crescendo (Conclusão)

A última motivação que quero abordar, é justamente de ver a obra de Deus crescendo. Você como pregar é uma parte de algo muito maior, o principal é que o evangelho seja pregado em todo mundo, então você deve pensar em crescimento.

Por isso, quando for pregar, você não está ali para destruir vida, ao contrário, você está para edificar. Quanto mais vidas você conseguir edificar, mais a obra de Deus vai crescer.

Uma das satisfações que desejo ter após uma pregação é de ter ministrado em cima da Bíblia uma palavra que transforma a vida dos ouvintes, edificando cada um, para que a obra de Deus cresça.

Quando pensamos do ponto de vista que estamos fazendo parte de algo grande, tiramos nossas ambições pessoas e egoístas, e começamos a ver sobre a perspectiva de Deus.

Deus está conduzindo sua igreja para o correto, em nosso coração, não deve ser diferente!

Bom, espero sinceramente que tenha recolhido aprendizados significativos, acima de tudo, comece a colocar em prática cada uma delas motivações em sua vida.

Vou deixar também aqui, alguns artigos já publicados sobre pregação em nosso site:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PREGADOR QUALIFICADO