Quais os segredos para ser um bom pregador?

Como ser um bom pregador? Você tem essa dúvida? Bom, é exatamente isso que vamos esclarecer no artigo de hoje.

Ao longo dos últimos anos que tenho ajudado centenas de alunos no Pregador Qualificado, eu percebi que cada dia mais os pregadores estão preocupados com a “excelência do ministério”.

Acredito que isso seja uma preocupação válida, é exatamente por isso que resolvi escrever esse estudo de hoje. Vou abrir as cortinas da minha mente, buscando o que funcionou e funciona no meu ministério como ministro, para transmitir a sua vida.

Antes de ir propriamente para cada um dos aprendizados, preciso te incentivar a continuar buscando a melhorar todos os dias. Você está correto! Como pregadores devemos estar sempre pensando em ser mais qualificados.

Contudo, entenda que nada do que vai ser falado, é necessário sem o Espírito Santo que é a base fundamental de uma pregação e pregador.

Costumo dizer o seguinte: “não existe pregação ou pregador sem o Espírito Santo.” Não tem como colocar um distante do outro, quando na verdade, sem o Espírito nada é possível.

Não importa o quanto você saiba ou melhores seu ministério, sempre esteja na dependência do Espírito Santo de Deus.

Veja o que vai ser abordado pontualmente:

  • Cuide de ser um cumpridor da Palavra.
  • Tenha as motivações certas em seu coração.
  • Saiba o que é pregação e discernir o seu propósito.
  • Pregue sempre exaltando o Cristo e não você.
  • Prepare com excelência o seu sermão.
  • A Bíblia deve ser sua principal parceira.
  • Não rejeite as oportunidades de crescimento.

Tudo que vai ser falado, é completo e explicado, contudo, se ao final do artigo, você ainda estiver com dúvidas. Pode utilizar livremente o campo comentário que vamos ter o maior prazer em te responder.

Não deixe também de baixar nosso e-book completo, com mais de 100 páginas, falando sobre como elaborar uma pregação com 10 excelentes passos.

Cuide de ser um cumpridor da Palavra

Um dos primeiros cuidados que você deve ter ao pensar em seu um bom pregador do evangelho. É justamente em ser um cumpridor da Palavra de Deus.

Deus ama pregadores que além de pregar, vivem efetivamente o que pregam. Isso mostra a seriedade que você tem com a missão de pregar.

Quando observamos as instruções de Jesus ainda em Atos 1, Ele menciona sobre o “poder que receberiam para ser testemunhas.”

Ser testemunha de Cristo, vai além de falar, remete principalmente a prática. Por isso, um verdadeiro pregador não é formado em palavras, mas sim em atitudes.

É interessante, porque servimos a um Deus que conhecemos principalmente na prática. Não adianta eu ler e falar apenas, devo viver Jesus, para se ter experiência no que falo.

Vejo tanto pregadores iniciando com inúmeras dúvidas, como:

  • Como fazer uma pregação.
  • Como pregar de maneira que todos intendam.
  • Como ministrar um sermão com excelência.

E ter essas dúvidas é ótimo! Não existe nada de errado com elas! Contudo, uma coisa que não perguntam muito é:

  • Será que a minha vida condiz com o que Prego?

A principal mensagem que vamos pregar, vai ser o testemunho de nossas vidas. Se as pessoas não virem em você o Jesus que está anunciando, sinto muito, sua pregação foi um fracasso.

Conhecer os métodos sobre como pregar, como ter eloquência, como gesticular e etc é bom. Contudo, eles devem vir depois de ter entendido o primordial, que é ter uma vida baseada na Palavra.

Não se nasce um pregador para depois nascer um cumpridor, o processo é justamente ao contrário, primeiro se nasce um cumpridor para só depois vir aflorar um pregador.

Tenha as motivações certas em seu coração

Do mesmo modo que falar sobre o cumprimento da Palavra, é importante falar sobre a motivação que existe por trás de sua pregação.

Você já percebeu que atitudes corretas, influenciadas por motivações erradas, passa tudo a se tornar errado? Vou te explicar.

Imagine o seguinte:

  • Quero ser pregador, para ganhar bastante dinheiro.
  • Quero ganhar almas, para depois postar no facebook e ganhar curtidas.
  • Quero pregar em “X” igreja, porque lá só prega gente famosa.

A princípio, são atitudes boas, como ser um pregador, ganhar almas e desejar pregar em alguma igreja. Contudo, se colocada com motivações erradas igual fiz, acaba se tornando tudo errado.

E você como pregador, não deve ter a motivação errada! Faça algumas perguntas para si mesmo nesse momento, como:

  • O que tem te levado a pregar?
  • Você está mais preocupado em falar e viver suas vontades ou viver as vontades de Deus?
  • Qual o propósito por trás de cada pregação que tem feito?
  • Quer almas ou fama?

Tome cuidado, o coração humano pode nos distanciar muitas vezes, drasticamente dos caminhos do Senhor.

É justamente por isso que em Lucas 9.23 Jesus faz um apelo individual a autonegação, isto é, devemos todos os dias negarmos a nós mesmo, porque somente assim vamos descobrir a vontade de Deus em nossas vidas.

Entenda uma coisa, você não é um pregador da Terra (ao menos que sinta prazer aqui), você é um pregador do Céu. Então suas motivações não são terrenas e sim celestiais.

Saiba o que é pregação e discernir o seu propósito

A fala: “quero ser um pregador”, muitas das vezes vem carregada por uma falta de conhecimento sobre a causa. Você já percebeu que 80% das pessoas que desejam algo, não buscam de fato fazer o que é necessário para conquista aquilo que almejam?

Se você tem em seu coração o desejo de ser um bom pregador, busque conhecer o que é pregação e qual o seu verdadeiro propósito.

Tem muita gente que pensa o seguinte:

  • Pregação é igual dar aula.
  • Pregar em uma igreja é igual pregar em uma conversa informal.
  • Pregar para um doutor é mais difícil do que pregar para um jovem.

E outros “N” pensamento que poderiam ser mencionados. Contudo, esses, revelam uma falta de conhecimento da causa sobre pregação.

A Bíblia nos mostra Pedro pregando o Evangelho em Atos 2, cheio do Espírito Santo, e em sua pregação podemos perceber que não é o mesmo que dar uma aula.

Pregação está envolvido o fervor, explicação progressiva, chamado a mudança, aplicação prática e saber empregar as palavras no momento certo, com a ordem certa.

Tenho certeza que se você for em uma pregação, e a pessoa parecer estar dando uma “palestra”, sem vigor algum, não vai gostar nenhum pouco daquela situação.

Por isso somos chamados para ser pregadores, uma missão única e diferente das outras. Pregação tem suas particularidades.

Acredito que seja exatamente por isso que John Wesley dizia: “Ponha fogo no seu sermão, ou, seu sermão no fogo.”

Se no momento da sua pregação, você não demostrar a singularidade que é essa obra. Sinto muito, mas preciso te dizer que você tem muito a melhorar ainda.

Pregue sempre exaltando a Cristo e não você

Por muito tempo tive o pensamento de que a auto exaltação, estava presente somente nos pregadores iniciando. Porém, com o passar do tempo percebi que ela afeta diversos pregadores, independente da sua experiência com pregação.

Isso se deve pelo menos por dois motivos:

  • Os que estão iniciando, usam a auto exaltação, por falta de maturidade espiritual e bíblica.
  • Os que já tem experiência, usam a auto exaltação, para mostrar o que já fizeram, conquistaram, até onde já foram e etc. Falando apenas de suas obras.

Nós como pregadores, não somos chamados para ficar se auto promovendo. Na verdade, somos arautos de Deus.

Sabe o que é um arauto? É aquele que fala em nome do Rei. Então todas as nossas falas como pregadores, deve ser em nome do Rei.

Então como vou saber qual a vontade do Rei? Simples, a Bíblia Sagrada revela suas vontades. Então quando subir em um púlpito, lembre-se de falar a Bíblia e não sobre sua vida.

Quando João Batista é indagado a respeito do Cristo, ele diz: “É necessário que ele cresça e que eu diminua.” (João 3.30)

Que cada dia mais esse sentimento que João Batista teve, também esteja em nossos corações como ministros do Evangelho.

Prepare com Excelência o seu sermão

Ser um bom pregador, está intimamente relacionado com o zelo que você tem ao elaborar um sermão. Se você tiver dedicação, será um pregador dedicado. Se tiver relaxo, será um pregador relaxado.

Vejo pregadores que recebem convites para pregar um mês antes da ocasião, e só vão preparar a mensagem no dia da ocasião. Que descaso! Isso não deve ser feito!

Tenha excelência ao elaborar o seu sermão. Busque aprendizados em livros, comentários bíblicos, pregações de referencias em nossa geração, pregação de antepassados e etc.

Não chegue a um altar “despreparado”, antes chegue pronto para desempenhar o papel que te foi imposto.

Estou ao longo dos anos que ensino pregadores, lutando “ferozmente” contra a frase: “Deus revela tudo na hora que você for pregar.”

Se você for observar com atenção essa frase, ela só revela a falta de compromisso, ausência da sua pessoa e responsabilidade só de Deus. Como se uma pregação não precisasse de dedicação sua.

Se toda mensagem caísse do céu, oh que maravilha que seria! Mas não é assim que funciona na prática.

Quanto mais você estudar, mais livros ler, mais empenho tiver no chamado de “ser um pregador.” Mais excelência vai ter no seu sermão.

Grandes apóstolos pregadores, como Pedro, Paulo e João, tiveram intensivos aprendizados, e isso “não caiu do céu na hora H”, por exemplo:

  • Pedro e João viveram ao longo dos 3 anos do ministério de Jesus sendo ensinados face a face com o Mestre. E o Mestre diversas vezes os trata de modo mais incisivo, querendo mostrar que tinha uma “responsabilidade” sobre eles diferente e pois isso exigia que aprendessem mais.
  • Paulo, estudou aos pés de Gamaliel, um dos maiores “doutores” que existia naquela época. Isto é, ele teve um fundamento incrível.

Percebeu, que estes homens que foram usados pelo Espírito Santo, antes, se prepararam como verdadeiras ferramentas afiadas?

Faça isso também! Se prepare com excelência.

A Bíblia deve ser sua principal parceira

No ponto anterior, falei sobre a importância da excelência no sermão. E uma das coisas que deve ser falado, é que a principal parceira do pregador é a Bíblia.

Tem uma regra de ouro a respeito da interpretação bíblica que é: “A Bíblia explica a própria Bíblia”.

Então para você as vezes conseguir entender a Bíblia, só vai ser por intermédio dela mesmo. Com isso, não existe algo que deva meditar mais do que nas Sagradas Escrituras.

Tenha ela como sua principal ferramenta, sempre que possível, “mergulhe em textos” bíblicos e tente achar o que tem de ensinamentos ali.

Vale até a pena eu te falar outra frase: “A Bíblia é o único livro que não foi feito para ser lido e sim meditado.”

Sabe o que é isso? Você não aprende os ensinamentos de Deus apenas lendo, precisa meditar naquilo, estudar e se aprofundar no que está sendo dito.

Tem muitos sermões que começa com uma “ideia avulsa” e não um texto bíblico. Segundo o pastor Hernandes Dias Lopes, isso é um erro porque, afirma ele, o sermão não deve nascer de uma ideia e sim de um texto bíblico.

Tenho como pensamento próprio, que as pessoas que tiram sermões de “ideias”, é porque não meditam na bíblia diariamente. Porque pelo menos eu, quando eu leio, parece que a cada versículo vou encontrando inúmeras pregações.

Te convido a olhar para si mesmo e se perguntar:

  • Qual é sua principal ferramenta ao elaborar um sermão?
  • Tem se baseado principalmente na Bíblia ou em outras coisas?
  • Quando prega, está expondo a Bíblia ou seus pensamentos?
  • Sua pregação contém versículos bíblicos ou filosofia humana?

Lembre-se, você deve ser um pregador comprometido com o conhecimento. E esse conhecimento adquirido, deve vir, fundamentalmente da Bíblia Sagrada.

Não rejeite as oportunidades de crescimento (Conclusão)

Crescer ministerialmente é um privilégio, e isso não deve ser visto de olhos errados, antes com um coração puro e sensível ao Espírito Santo.

Quando digo “não rejeitar as oportunidades de crescimento”, estou falando de parar de se esquivar do seu chamado como pregador, e aceitar isso, colocando empenho em cumpri-lo.

Muitas pessoas querem ser pregadoras, mas quando surge um convite, já inventa logo uma desculpa. Era uma oportunidade de crescimento, mas logo deixou de lado.

Alguns, tem a chance de fazer um curso para aprender mais sobre pregação, contudo, inventam “N” desculpas para não se aperfeiçoar, mais uma oportunidade que deixou de lado.

E por aí vai…

Sempre que se deparar com algo que vai te fazer crescer espiritualmente, aceite! Vale ressaltar que não estou falando de fama, na verdade, nem estou considerando essa hipótese. Porque “crescer” aqui é sobre os olhos espirituais e não carnais.

Por isso, continue se aperfeiçoando sempre e melhorando dia após dia as suas qualificações. Vou inclusive te deixar um convite, veja outros artigos de nosso site que também fala sobre pregação:

Tenho certeza que cada um deles vai te ajudar!

3 Comments

  1. Maria Madalena Mata Moura Ou disse:

    A paz do senhor Jesus!!
    Gostei do Curso quero me
    aperfeiçoar no evangelho é
    Me tornar uma pregadora em
    no.de Jesus!!

  2. Marize disse:

    Estudo muito abençoado, que DEUS lhe abençoe rica e abundamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PREGADOR QUALIFICADO